Clique e assine por apenas 4,90/mês

Duas chances para ouvir Aldir Blanc

Prestes a completar 70 anos, em setembro, o poeta da Muda tem sua obra celebrada em dois projetos

Por Carol Zappa - Atualizado em 5 dez 2016, 11h16 - Publicado em 15 jun 2016, 12h54

Psiquiatra, cronista e um dos grandes letristas da música brasileira, Aldir Blanc completa 70 anos em setembro, mas a data já começa a ser festejada. No CCBB, a série Bom de Se Ouvir, Bom de Se Aldir celebra a obra do artista em três shows. Para começar, na quinta (16), seu principal parceiro, João Bosco, empunha o violão e solta a voz por sucessos da dupla, a exemplo de O Mestre‑Sala dos Mares e O Bêbado e a Equilibrista. No dia seguinte, o cantor Zé Renato evoca outras parcerias famosas, de Guinga a Cristóvão Bastos. Leila Pinheiro encerra o programa no sábado (18). A cantora Dorina também presta tributo ao mestre e amigo em duas noites no Teatro Ziembinski. No roteiro, dedicado aos sambas de Aldir, entram composições famosas e outras menos conhecidas, como Imperial e Navalha, além da inédita Saindo à Francesa, feita com Moacyr Luz e Luiz Carlos da Vila. 

Publicidade