Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Duas boas peças estão em cartaz no Teatro Eva Herz

Musical e comédia sobre fake news estão em cartaz no palco da Cinelândia

Por Renata Magalhães 21 Maio 2018, 08h00
Ricardo Borges/Divulgação

 LTDA. Mal do século, as famigeradas fake news (ou notícias falsas) inspiram o mordaz texto de Diogo Liberano. Na trama, um jovem jornalista contraria seus ideais ao aceitar emprego numa agência que inventa e manipula informações para beneficiar seus clientes. Marcada por uma sequência de ironias e provocações que despertam risos culpados na plateia, a dramaturgia, ponto forte do espetáculo, é valorizada na direção de Debora Lamm. No cenário, quase vazio, os jovens do Coletivo Ponto Zero (Brisa Rodrigues, Brunna Scavuzzi, Lucas Lacerda e Orlando Caldeira) têm boa atuação, liderados por um confiante Leandro Soares (foto) no papel do protagonista. Para o público, fica a lição: não dá para acreditar em tudo o que se lê por aí (80min). 16 anos. Quinta a sábado, 19h. R$ 40,00. Até sábado (26).

Manuela Hashimoto/Divulgação
 [nome do espetáculo]. Consagrada na categoria melhor espetáculo no Prêmio do Humor, criado por Fábio Porchat, a versão brasileira do musical da Broadway [title of show], de Hunter Bell e Jeff Bowen, faz jus ao troféu. Ao acompanhar a saga de dois amigos que precisam criar uma atração para participar de um edital, a montagem revela ao público os bastidores de uma produção. Recheada de referências locais, a adaptação para o cenário cultural falido do Rio é esmerada, tanto nos diálogos quanto nas divertidas letras. O elenco traz os entrosados Caio Scot e Junio Duarte (foto), ambos do fenômeno The Book of Mormon, Ingrid Klung, com ótimo tempo de comédia, e Carol Berres, dona de voz invejável. A direção cênica é de Tauã Delmiro e a direção musical, de Gustavo Tibi (100min). 14 anos. Terça e quarta, 19h. R$ 60,00. Até o dia 30.

› Teatro Eva Herz. Rua Senador Dantas, 45 (Livraria Cultura), Centro.

Publicidade