Continua após publicidade

Disruptiva propõe experiências sensoriais diferentes de outras mostras

Exposição faz parte do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (File)

Por Guilherme Scarpa Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
20 abr 2018, 16h54

Disruptiva. Interativa do início ao fim, a mostra, parte do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (File), propõe experiências sensoriais bem diferentes das já oferecidas em outros eventos do gênero. A mais impressionante, sem dúvida, é Shrink, obra do belga Lawrence Malstaf que embala o visitante a vácuo. Mesmo. Simuladores, aliás, são o ponto alto do programa. Imagine-se deitado sobre o chão duro, que, subitamente, começa a flutuar até espremer o participante entre duas aconchegantes camadas infláveis: The Physical Mind, do holandês Teun Vonk, entrega cinco minutos de relaxamento garantido. Little Boxes (na foto), do espanhol Bego M. Santiago, projeta criaturas assustadiças em caixinhas que fogem quando alguém se aproxima. É divertido — e há muito mais. O problema é a fila. CCBB. Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 4 de junho.

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.