Clique e assine por apenas 7,90/mês

Crítica: Armazém Companhia de Teatro estreia outro grande acerto

Adaptação de "Hamlet", de William Shakespeare, equilibra com maestria clássico e contemporâneo

Por Renata Magalhães - 8 jul 2017, 11h25

 Hamlet. Em mais um grande acerto, a Armazém Companhia de Teatro equilibra com maestria o clássico e o contemporâneo nesta releitura da tragédia de Shakespeare. Patrícia Selonk (foto) dá uma aula de interpretação na pele do (quase) enlouquecido protagonista, muito bem acompanhada por Lisa Eiras (Ofélia) e um amadurecido Jopa Moraes — filho do diretor Paulo de Moraes —, que se desdobra em três papéis. O grandioso cenário, assinado pelo diretor em parceria com Carla Berri, e impecáveis figurinos de João Marcelino e Carol Lobato realçam a qualidade do espetáculo, pontuado por expressiva trilha de Ricco Viana, que amplifica o clima de suspense da montagem. Discretas referências à realidade política do país também são muito bem exploradas (130min). 16 anos. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Quarta a domingo, 19h. R$ 20,00. Até 6 de agosto.

Publicidade