Clique e assine por apenas 4,90/mês

Cresce número de transplantes de córnea no Rio

Em 10 meses, o estado superou o número total de cirurgias realizadas em 2015. Tempo de espera reduziu de 10 anos para um ano e meio

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 2 jun 2017, 11h55 - Publicado em 28 out 2016, 17h15

Até outubro deste ano, o Rio de Janeiro registra marca histórica de transplantes de córnea. Ao todo foram realizadas 454 cirurgias entre janeiro e 7 de outubro de 2016, onze procedimentos a mais que durante o ano de 2015. O crescimento do número de cirurgias provocou a redução do tempo de espera, que já chegou a dez anos e hoje é de um ano e meio.

+ Estudo revela que meditação retarda o envelhecimento do cérebro

Os resultados colocam o Rio de Janeiro como um dos principais estados que realizam este tipo de cirurgia no país. Em 2010, quando o Programa Estadual de Transplantes foi criado, o ano se encerrou com 138 transplantes. A indicação para a realização de um transplante de córnea é feita quando são detectadas alterações ou perda de uma ou mais de suas características – curvatura, regularidade e transparência.

Transplante de córnea
Transplante de córnea

+ Nova emergência do Hospital de Bonsucesso deve reabrir em janeiro de 2017

Publicidade