Clique e assine por apenas 4,90/mês

Confira as promessas do Time Brasil na Rio 2016

Entre as apostas para ocupar o pódio está a dupla de velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze 

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 2 jun 2017, 12h01 - Publicado em 3 ago 2016, 16h30

Em busca do melhor resultado na história olímpica do país, a delegação brasileira disputará a Rio 2016 com um número recorde de atletas. São 465 esportistas, dos quais 310 estreantes no maior evento do planeta. VEJA RIO selecionou nomes promissores do Time Brasil para você torcer com vontade. Confira!

+ Promessas para 2016

+ Saiba como fazer para chegar às competições da Olimpíada

+ Confira os esportes olímpicos que têm tudo a ver com as crianças

Mayra Aguiar (judô)

A atleta gaúcha Mayra Aguiar (25) é uma das promessas de ouro no judô. Bronze na Olimpíada de Londres, é a atual campeã mundial da categoria até 78 kg, após derrotar a francesa Audrey Tcheuméo no Campeonato Mundial de 2014.

Larissa e Talita (volêi de praia)


Larissa e Talita_ACERVO ABRIL
Larissa e Talita_ACERVO ABRIL

Principais nomes do vôlei de praia brasileiro, as atletas Larissa (33) e Talita (32) somam 134 vitórias em 148 jogos pelo Circuito Mundial. Juntas desde julho de 2014, são apontadas por nove entre dez especialistas como favoritas ao ouro Olímpico.

Bruno Soares e Marcelo Melo (tênis)

Os tenistas mineiros são a grande aposta do Time Brasil no Tênis. Marcelo (32), mesmo sendo mais novo, profissionalizou-se em 1998 e até então conquistou 19 títulos, 359 vitórias contra 233 derrotas. Bruno (34) começou a carreira em 2001 e já soma 22 títulos, 338 vitórias contra 207 derrotas. Ambos estão no TOP 10 do ATP 2016.

Felipe França (natação)


Felipe Franca Da Silva
Felipe Franca Da Silva

O nadador de 29 anos é especializado nas provas de 50m e 100m no estilo peito. Em 2014, conquistou cinco ouros no Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta, no Catar, tornando-se o maior vencedor individual em um mesmo campeonato mundial.

Etiene Medeiros (natação)


Etiene Medeiros_IVAN PACHECO_VEJA
Etiene Medeiros_IVAN PACHECO_VEJA

A pernambucana de 25 anos foi a primeira mulher brasileira a conquistar uma medalha de ouro em um campeonato mundial de natação e em um Pan-americanos. Também é recordista mundial dos 50 metros costas em piscina curta.

Marcus Vinícius (Tiro com arco)


Marcus Vinicius D Almeida
Marcus Vinicius D Almeida

Marcus tem apenas 16 anos e a sua primeira competição internacional foi em 2013. Mesmo assim, é tido como uma das principais promessas brasileiras. Em 2014, ele venceu três ouros no Sul-americano do Chile e conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos da Juventude ano passado, em Nanquim. 

Arthur Zanetti (ginástica artística)


Arthur Zanetti
Arthur Zanetti

Medalhista de ouro nas Olimpíadas de Londres, Arthur Zanetti (26) é favorito na delegação do país. O atleta  foi o nome da ginástica brasileira nos três anos seguintes pós Londres 2012. Ele venceu o prêmio de melhor atleta do ano no Prêmio Brasil Olímpico do ano passado. Já nos Jogos Pan-Americanos, também em 2015, conquistou a medalha de ouro na sua especialidade. 

Martine Grael e Kahena Kunze (vela)


KAHENA KUNZE E MARTINE GRAEL_Jonne Roriz_COB;
KAHENA KUNZE E MARTINE GRAEL_Jonne Roriz_COB;

As moças da dupla, ambas com 25 anos, participam pela primeira vez de uma Olimpíada. Juntas desde 2009, elas se separam pouco depois e retomaram a parceria no ciclo olímpico atual. Elas ganharam o ouro no Mundial de Santander, na classe 49er FX, no ano passado e prometem fazer história nos Jogos Rio 2016.

Ana Marcela Cunha (maratona aquática)

A atleta baiana tem apenas 24 anos, mas já é a mulher brasileira com mais medalhas obtidas em Campeonatos Mundiais de esportes Olímpicos. Em 2015, alcançou o tricampeonato do Circuito Mundial de águas abertas, o que a levou a arrebanhar cinco medalhas de ouro.

Isaquias Queiroz (Canoagem)


Isaquias Queiroz_IVAN PACHECO_VEJA
Isaquias Queiroz_IVAN PACHECO_VEJA

O atleta de Ubaitaba, na Bahia, conheceu o esporte através de um projeto social aos 11 anos e hoje é favorito mundial ao ouro no Rio.  Em 2011 obteve o primeiro título da história da canoagem do Brasil: Campeão Mundial Junior. Em 2013 e 2014, obteve o títulos de Campeão Mundial na prova do C1 500 metros e, em 2015, conquistou duas medalhas de ouro e uma de prata no Pan-americano. 

Publicidade