Clique e assine por apenas 4,90/mês

Circuito Carioca de Bossa Nova traz vinte shows à cidade

Com curadoria de Roberto Menescal, segunda edição do festival se espalha por sete casas de domingo (6) a sábado (12)

Por Carol Zappa - Atualizado em 2 jun 2017, 12h19 - Publicado em 5 dez 2015, 00h00

A história é ótima: à frente de um programa de TV, Luiz Carlos Miele recebeu os jovens músicos Roberto Menescal e Nara Leão. Os dois se sentariam em um sofá, mas o apresentador não gostou do que viu e sugeriu que os visitantes se acomodassem em banquinhos. Nascia ali o “banquinho e violão”, marca registrada da bossa nova. Não por acaso, portanto, o artista, falecido em outubro, é o grande homenageado da segunda edição do Circuito Carioca de Bossa Nova. A programação começa neste domingo (6), no Otto Music Hall, às 19h, com o cantor Chamon e convidados, em apresentação dedicada a Miele. Idealizado pelo empresário Ottmar Grünewald, o Otto, o evento espalha pela cidade vinte shows de sessenta músicos até sábado (12). Nomes tarimbados, como Chico Batera, o pianista Marcos Ariel, a cantora Wanda Sá e o grupo Os Cariocas, dividem espaço com integrantes da nova geração – entre eles, o paulista Ale Vanzella, que mescla o gênero ao indie rock. Pioneiro, o violonista Roberto Menescal assina a curadoria do festival e sobe ao palco do Teatro Rival na segunda (7), ao lado da cantora Cris Dellano, às 19h. Em outro tributo, na sexta (11), às 20h30, Áurea Martins celebra o pianista, compositor e cantor Johnny Alf (1929-2010) no Hotel Vila Galé. No último dia, o maestro Tom Jobim é lembrado pelo guitarrista Victor Biglione, também no Otto Music Hall, às 21h. Os shows acontecem ainda no Otto Piano Bar, no Centro da Música Carioca Artur da Távola, no Vinicius Bar e no Teatro Municipal Café Pequeno.

Confira abaixo a programação completa:

circuito carioca de bossa nova_programação
circuito carioca de bossa nova_programação

 

Publicidade