Clique e assine por apenas 4,90/mês

Confira 41 atrações gratuitas para curtir o fim de semana

Um guia com programas para se divertir sem gastar dinheiro, com espetáculos, exposições, eventos e outras atrações

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 2 jun 2017, 11h58 - Publicado em 22 set 2016, 15h33

Artes na Barra

Neste sábado (24), a Barra sedia a primeira edição do evento Artes na Barra, que irá reunir mais de 40 expositores de artesanato e antiguidades na Avenida Paulo Goulart, entre o Shopping Metropolitano e o Hotel Hilton. Rendas, móveis, objetos de decoração, bijuteria, além de peças de antiguidades serão expostos e comercializados. A programação conta com exposição fotográfica, feira literária, apresentações musicais e performances artísticas, além, é claro, de uma oferta variada de alimentação, com food trucks e cerveja artesanal. Das 10h às 22h.

Broadway Like Tijuca

Inspirado na rua mais iluminada do mundo, a Times Square, o evento Broadway Like Tijuca abre espaço para atrações artísticas, culturais e gastronômicas neste domingo (25), na Rua Conde do Bonfim, 977 – Tijuca. A partir de meio-dia, é a vez de receber o cantor e compositor Ivo Meirelles e sua tradicional feijoada, programa típico do Tijucano. A Broadway Like Tijuca prepara uma série de atrações até dezembro. O espaço promete ser uma ótima atração para curtir os finais de semana com a família e conhecer de perto artistas plásticos e de rua, além de ouvir boa música e degustar um lanche gourmet nos variados food trucks. A partir do meio dia.

Longines Rio Equestrian Festival 2016

Entre os dias 21 e 25 de setembro, o Rio será palco da terceira edição do Longines Rio Equestrian Festival, maior evento hípico do Rio de Janeiro e um dos mais importantes do Brasil. Os melhores do Brasil voltam à pista Roberto Marinho e inauguram o picadeiro coberto da SHB para disputar quase R$ 300 mil em prêmios e valiosos pontos para o Ranking do Campeonato Brasileiro. Este ano, o festival sediará a inauguração de um grande sonho da comunidade hípica carioca: uma pista coberta de 2.700 metros quadrados. As provas entre sexta-feira (23) e domingo (25) estão marcadas para às 9h.  Sociedade Hípica Brasileira. Avenida Borges de Medeiros, 2448 – Lagoa – Rio de Janeiro/RJ.

3º Encontro Anual de Carros Antigos

Neste domingo (25) o 3º Encontro Anual de Carros Antigos invade o Shopping Metropolitano Barra, das 11h às 15h. O encontro do Lord`s VW Club reunirá diferentes modelos de carros de época. Shopping Metropolitano Barra. Av. Embaixador Abelardo Bueno 1.300 Centro Metropolitano, Barra da Tijuca.

Festival Rocky Spirit


Suricato
Suricato

O Rocky Spirit, maior festival de filmes outdoor do país, chega à sua 4ª edição no Rio de Janeiro e, além de exibir 25 títulos inéditos sobre esporte e aventura, traz para o público dois shows tipicamente cariocas: Orquestra Voadora e a banda de rock Suricato. Para criar um ambiente propício para o maior festival, a Orquestra Voadora abre as atrações no entardecer do sábado (24). A arena, que será montada ao ar livre no Posto 10 em Ipanema, contará com o estilo musical que mistura marchinhas de carnaval, rock e música pop no geral. A banda Suricato, que já tocou em outra edição do evento, irá tocar no domingo (26), abrindo o evento. A partir das 17h.

Carnaval das Culturas do Mundo

Reunir toda pluralidade do nosso país num só lugar, essa é a proposta do “11º Carnaval das Culturas do Mundo”. Aberto ao público, o evento reune a diversidade cultural em forma de canto, música, arte e dança. A programação contará com sanfoneiros de Forró e ritmos do Norte e Nordeste e festivais de cultura cigana, árabe e folclore. O palco receberá ainda bandas de todos os estilos, grupos jovens, infantis e projetos sociais. No local haverá também cerca de 50 stands com artesanato, moda, arte e gastronomia. As apresentações acontecem na Praça Almirante Júlio de Noronha, no Leme, no sábado (24) e domingo (25), das 10h às 22h.

Festival Primavera Food Truck

O Bangu Shopping promove o seu segundo festival gastronômico, agora com uma temática de boas-vindas à estação mais florida do ano. Do dia 23 a 25 de setembro, os trucks e bikes desembarcam no estacionamento do shopping em um cenário especial, já no clima da primavera. O evento terá música ao vivo e uma área de piquenique infantil com muitas brincadeiras. A partir das 15h.

Denise Cathilina: Fotografia Expandida


Denise Cathilina
Denise Cathilina

Professora da Escola de Artes Visuais do Parque Lage há duas décadas, a artista apresenta um resumo de sua carreira nesta individual com vinte obras, incluindo fotogramas originais, fotografias impressas, negativos de 3X4 e digitalizações. Oi Futuro. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo ☎ 3131-3060, ↕ Largo do Machado. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 13 de novembro. Abertura prometida para terça (20).

Eduardo Sued

Aos 91 anos, um ícone da arte contemporânea, Sued segue em plena atividade. Prova de sua presença assídua no ateliê são as vinte inéditas que compõem a mostra. O acervo completo inclui dezoito telas, dois objetos de madeira e um múltiplo de acrílico, alem das duas gravuras em metal que marcam a volta do artista a essa técnica, após estudos iniciados na década de 50. Mul.ti.plo Espaço Arte. Rua Dias Ferreira, 417, sala 206, Leblon, ☎ 2259-1952. Segunda a sexta, 10h às 18h30; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 12 de novembro.

Francisco Moreira da Costa

Um raro brasileiro adepto da daguerreotipia, método primitivo de fotografia, desenvolvido na primeira metade do século XIX, Costa exibe, na individual Tempo Improvável, registros de candeeiros, cestos, jarro de flores e outros objetos que fazem uma ponte com o passado. Ateliê da Imagem Espaço Cultural. Avenida Pasteur, 453, Urca, ☎ 2541-6930. Segunda a sexta, 10h às 21h; sábado, 10h às 17h. Grátis. Até 19 de novembro.

Guido Boletti


Guido Boletti
Guido Boletti

Radicado em Tiradentes, o pintor italiano expõe suas obras pela primeira vez no Rio. A mostra O Canto da Vida é resultado de uma pesquisa de mais de 25 anos em busca do equilíbrio entre figurativo e abstrato. Espaço Furnas Cultural. Rua Real Grandeza, 219, Botafogo, ☎ 2528-3112, ↕ Botafogo. Terça a sexta, 14h às 18h; sábado e domingo, 14h às 19h. Grátis. Até 27 de novembro.

Moderna para Sempre

Na década de 40, um grupo de fotógrafos no Brasil voltou seu olhar para as metrópoles em emergência. Registros de José Yalenti, José Oiticica Filho, Geraldo de Barros, Marcel Giró, Thomaz Farkas, German Lorca, Ademar Manarini e Paulo Pires compõem a mostra criada sob curadoria de Iatã Cannabrava. No mesmo dia, o Paço Imperial ainda abre individuais de Marcone Moreira, Renato Bezerra de Mello, Viviane Teixeira e Cristiano Mascaro. Paço Imperial. Praça XV, 48, Centro, ☎ 2215-2093. Terça a domingo, 11h às 19h. Grátis. Até 20 de novembro.

Thera Regouin


Thera Regouin
Thera Regouin

Holandesa radicada no Rio, a artista estreia em uma galeria carioca exibindo a série Escapando do Caos, na qual apresenta nove pinturas inéditas e outras 21 de diversos períodos, todas de arte abstrata. Galeria CorMovimento. Rua General Urquiza, 67, loja 7, Leblon, ☎ 2239-5693. Segunda a sábado, 13h às 18h. Grátis. Até 12 de novembro.

Esporte Movimento

O público encontra 1 300 itens da coleção acumulada por Roberto Gesta de Melo. Selos, moedas, troféus, tochas, fotografias, medalhas originais e outros artefatos ajudam a contar a história do esporte. Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-4896, ↕ Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Durante a greve dos bancários, o funcionamento de terça a sexta será das 18h às 21h. Até domingo (25).

Festival Rio Afora

Cantadores, repentistas, batuqueiros, violeiros e cirandeiros dividem o projeto que celebra a música regional brasileira. A Orquestra de Violas Caipirando, Os Caiçaras, de Paraty, e o grupo percussivo Tambores do Olokun, de Recife, se apresentam no sábado (24). A cantora, compositora e instrumentista paraibana Cátia de França encerra a programação no domingo (25), que tem ainda o paraense Silvan Galvão à frente da OPÃ (Orquestra de Percussão Amazônica) e outras atrações. Nos dois dias, a partir das 14h, haverá uma feira de moda, design, artesanato e gastronomia popular. Livre. Largo de São Francisco da Prainha, s/nº, Saúde. Sábado (24), a partir das 16h; domingo (25), a partir das 15h.

Picasso: Mão Erudita, Olho Selvagem


Picasso
Picasso

Com 138 obras, entre pinturas, desenhos, gravuras, esculturas, cerâmicas e fotografias – a exposição é a maior já realizada sobre Pablo Picasso no Rio. Organizada pelo Instituto Tomie Ohtake em conjunto com o Musée National Picasso-Paris, a exposição tem curadoria de Emilia Philippot e traça um percurso cronológico e temático em torno de conjuntos que seguem as principais fases do artista. A exposição percorre sua trajetória desde os anos de formação, com o óleo sobre tela “L’Homme à la casquette” (1895), até os últimos de produção, como na gravura em metal “Couple: femme et hommechien. Avec femme à la fleur” (1972). Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-4896, ↕ Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Durante a greve dos bancários, o funcionamento de terça a sexta será das 18h às 21h. Grátis. Até 20 de novembro.

Wilson Piran

O artista plástico de Nova Friburgo apresenta catorze obras inéditas na individual Volúpias, na qual comemora quatro décadas de carreira. Obras em acrílico de formas tridimensionais, produzidas com corte a laser, buscam explorar os sentidos do espectador. Galeria Marcia Barrozo do Amaral. Avenida Atlântica, 4240, sala 129, Copacabana, ☎ 2267-3747. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 14h às 17h. Grátis. Até 15 de outubro.

✪✪✪✪ Laio e Crísipo


Laio & Crísipo
Laio & Crísipo

Exilado ainda pequeno de Tebas, sua cidade natal, em meio a uma disputa pelo trono, Laio é acolhido pelo rei Pélops. Anos mais tarde, incumbido da educação do jovem Crísipo, filho do monarca, apaixona-se pelo herdeiro. O mito grego inspira o trabalho da Aquela Cia. de Teatro, premiada recentemente pelo espetáculo Caranguejo Overdrive. Encenada em roupagem moderna, a tragédia faz com que os personagens do título (vividos, na ordem, por Erom Cordeiro e Ravel de Andrade) se envolvam em um triângulo amoroso com Jocasta (papel de Carolina Ferman), futura mulher de Laio. Pedro Kosovski assina o texto e Marcos André Nunes, a direção (80min). 18 anos. Estreou em 10/9/2016. Teatro Ipanema (222 lugares). Rua Prudente de Morais, 824, Ipanema, ☎ 3594-2690, ↕ General Osório. Sábado a segunda, 20h. Grátis. Senhas distribuídas a partir das 14h. Até o dia 26.

Festival de Esculturas do Rio

A segunda edição do festival reúne esculturas de 26 artistas de diferentes regiões do Brasil e do exterior. Beatriz Milhazes, Gonçalo Ivo, Manfredo de Souzanetto e Marçal Athayde são alguns dos nomes que se reúnem ao uruguaio Boris Romero e ao francês Eric Collette. Dedicada a vários estilos e linguagens, a exposição dialoga, de certa forma, com a Mostra Rio de Esculturas Monumentais, que, também em sua segunda edição, permanece na Praça Paris até 2 de outubro. Centro Cultural Justiça Federal. Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 30 de outubro.

Mateu Velasco

Depois de três anos sem expor no Brasil, o artista apresenta a individual Nômade, com catorze telas inéditas produzidas em técnicas — lápis de cor sobre tela ou madeira, por exemplo — e tamanhos variados. Galeria Movimento. Avenida Atlântica, 4240, lojas 212 e 213, Copacabana, ☎ 2267-5859. Segunda a sexta, 10h às 19h30; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 1º de outubro.

Fabiano Al Makul


Fabiano Al Makul
Fabiano Al Makul

A exposição Caderno de Anotações traz fotografias inéditas e recentes do artista paulistano, divididas em três séries decorrentes de sua pesquisa com cor: dezesseis pequenas obras, reunidas em polípticos, apresentam diferentes temas com a predominância de um tom. Outra parte da mostra exibe registros de cenas cotidianas em preto e branco. Um Galeria de Arte. Rua Garcia D’Ávila, 196, Ipanema, ☎ 3085-3000. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 17h. Até 15 de outubro.

Pablo Pijnappel

Fotografias, vídeos e narrativas impressas compõem a mostra Imagem-Lembrança, na qual o artista questiona as próprias memórias. No acervo sobressaem 23 imagens de salas de cinema em Copacabana, bairro de sua infância. Galeria Cavalo. Rua Sorocaba, 51, Botafogo, ☎ 2267-7654, ↕ Botafogo. Terça a sexta, 12h às 20h; sábado, 13h às 17h. Até 29 de outubro.

✪✪ Celebrar, Superação e Arte

A história das 31 edições dos Jogos Olímpicos é contada através de uma coleção de selos comemorativos, lançados entre 1896 e 2012, pertencente a Roberto Gesta de Melo. O público também poderá ver objetos postais, carimbos e cartas. Até 18 de setembro. Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. Terça a domingo, 12h às 19h.

✪✪ Memórias do Esporte

Trinta vídeos, cada um representando uma modalidade, permitem uma incursão por registros raros e inéditos de manifestações esportivas pelo mundo, desde 1896 até os dias de hoje. O material é proveniente do acervo da Federação Internacional de Cinema e Televisão Esportivos e foi avalizado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Curadoria dos irmãos J.C. Soares e J.J. Soares. Até 25 de setembro. Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. Terça a domingo, 12h às 19h.

✪✪✪ Ouro: Espírito e Natureza de um Território


Ouro: Espírito e Natureza de um Território
Ouro: Espírito e Natureza de um Território

A exposição reúne 33 obras, em pequeno formato, que apresentam aspectos do território físico, cultural e social da Colômbia. Até 25 de setembro. Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. Terça a domingo, 12h às 19h.

Régis Bonvicino

A poesia do escritor e crítico literário espalha-se pelo centro cultural. Uma vitrine de 12 metros exibe o poema Tempus Fugit, enquanto em toda a fachada do prédio é projetado Frontispício — ambos tirados de sua mais recente obra, Estado Crítico. O 1o andar traz ainda um totem com uma peça criada pelo artista Luciano Figueiredo sobre a última linha do poema A Nova Utopia, que dá título à exposição. Até 25 de setembro. . Oi Futuro Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎ 3131-9333, ↕ General Osório. Terça a domingo, 13h às 21h.

Victor Paes

O poeta, editor e ator apresenta a mostra Os Teatros As Ondas As Tempestades, que busca investigar como a realidade é afetada pelos diálogos. Até 25 de setembro. Oi Futuro Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎ 3131-9333, ↕ General Osório.  Terça a domingo, 13h às 21h.

Imperator — Centro Cultural João Nogueira

Moda e estilo são os dois temas explorados na exposição Retratos da Zona Norte e Etc.. No acervo selecionado, 42 fotografias  exibem de editoriais profissionais a registros mais espontâneos feitos nas ruas. Também são apresentados vídeos e looks produzidos por novos estilistas.  Rua Dias da Cruz, 170, Méier, ☎ 2597-3897. Segunda a sexta, 13h às 22h; sábado e domingo, 10h às 22h. Grátis. Até 30 de outubro.

Jogos do Sul


Jogos do Sul
Jogos do Sul

Artistas, antropólogos, cineastas e jornalistas reúnem-se para propor uma reflexão sobre o impacto social gerado pelos Jogos Olímpicos. A mostra apresenta obras como Cabo de Guerra, de Paulo Nenflidio, uma estrutura robótica que recebe o público; e Tiro ao Alvo, da dupla Igor Vidor e Guilherme Teixeira, na qual o público pode atirar com armas de brinquedo em alvos como as mascotes da Rio 2016. Curadoria de Alfons Hug e Paula Borghi. Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213. Segunda, quarta e sexta, 12h às 20h; terça, quinta e sábado, 10h às 18h. Até 22 de outubro.

Ivan Henriques —Relandscape/Repaisagem

O artista brasileiro apresenta o resultado de sua pesquisa sobre máquinas híbridas, que unem robótica a organismos vivos. Um de seus trabalhos é Pedalinho, escultura cinética interativa que purifica a água, criado especialmente para a Lagoa Rodrigo de Freitas. Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213. Segunda, quarta e sexta, 12h às 20h; terça, quinta e sábado, 10h às 18h. Até 22 de outubro.

Bruna Pastorini

A artista plástica apresenta sua primeira individual e inaugura um novo espaço cultural na cidade, dentro de um restaurante. A exposição Descobertas apresenta o resultado da pesquisa desenvolvida por ela em Buenos Aires, ao lado da premiada Alicia Candiani. Sua técnica mista engloba aquarela, nanquim e colagem para criar desenhos contemporâneos. Restaurante Manifesto. Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 22, Copacabana, Telefone 2051-1910. Segunda a quinta, 12h às 0h; sexta a domingo, 12h às 1h30. Grátis. Até 27 de setembro.

Cidade Jacaranda


Cidade Jacarandá
Cidade Jacarandá

Com o objetivo de promover um panorama da arte contemporânea brasileira, a mostra reúne obras de Carlos Vergara, Afonso Tostes, Vicente de Mello, Vik Muniz e Beth Jobim, dentre outros. Pinturas, esculturas e fotografias buscam produzir cruzamentos poéticos entre elas mesmas e a arquitetura do prédio. Até 25 de setembro. Cidade das Artes: Avenida das Américas, 5300 – Barra da Tijuca. Terça a domingo, 10h às 18h.

Floresta Protetora

O Centro de Visitantes Paineiras, novo acesso ao Cristo Redentor, ganha uma exposição permanente que se propõe a mostrar toda a riqueza do Parque Nacional da Tijuca. Unindo arquitetura, design e tecnologia, ela ocupa uma área de 900m² e faz um panorama da biodiversidade da Mata Atlântica. Uma linha do tempo traça a história do importante ponto turístico acompanhada por fatos históricos do país, além de depoimentos de visitantes ilustres como Charles Darwin, Olavo Bilac e Machado de Assis. Uma maquete retrata o parque e instalações interativas permitem que os visitantes simulem ecossistemas e os impactos e consequências das ações do homem. Projeções, fotografias de drones e ilustrações também fazem parte da mostra. Centro de Visitantes Paineiras. Estrada das Paineiras, s/nº, Jardim Paineiras, ☎ 2225-7074. Segunda a domingo, 8h às 19h.

Origem Vegetal

Instalado em um casarão do século XIX totalmente reformado, de frente para a Praça Tiradentes, o espaçoso Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (Crab) ainda está em fase de ocupação: deve ganhar café e restaurante antes do fim do ano. A mostra inaugurada junto com o endereço, no entanto, já garante o sucesso da visita. Com curadoria de Adélia Borges e Jair de Souza, a exposição exibe cerca de 800 peças de sessenta associações, cinquenta artesãos independentes e dezenove etnias indígenas que representam todas as 27 unidades da federação. Desse panorama completo mergem preciosidades, como as arraias de madeira do amazonense Célio Arago Terêncio, os delicados animais de madeira e sementes, que parecem compor um bordado, criados pelos Wai Wai, de Roraima, ou a surpreendente escultura do alagoano Antonio de Dedé — em um mesmo tronco, ele criou, fundidas com maestria, as imagens do Santo Guerreiro, de seu cavalo e do mítico dragão. Seiva, palha, resina e outras partes de 100 espécies vegetais são a matéria-prima para as obras. Em uma instalação, são apresentadas, na forma original, plantas conhecidas, como o açaí, ao lado de excentricidades da flora, a exemplo do ipê-felpudo e do pente-de-onça. O agradável percurso termina em uma loja que vende vários dos artigos expostos, alguns a preços bem camaradas. Quarta a sábado das 10h às 17h. Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (Crab). Praça Tiradentes, 67 – Centro – Rio de Janeiro – RJ. Até 24 de setembro.

Quem é o Homem do Sudário


Quem É o Homem do Sudário?
Quem É o Homem do Sudário?

Depois de passar por várias cidades do Brasil ao longo de quatro anos, a exposição internacional retorna ao Rio de Janeiro. A mostra reconstitui a trajetória do Sudário de Turim, o pano que supostamente teria envolvido Jesus Cristo, por meio de réplicas de elementos datados da Antiguidade. De segunda a domingo, das 9h às 17h. Catedral Metropolitana: Avenida República do Chile, 230 – 245 – Centro. Até 26 de novembro.

Quarup

Os transeuntes da estação Central do Metrô Rio poderão conferir uma mostra com dez fotografias que retratam o ritual indígena Kuarup – nove delas foram cedidas pelo Museu do Índio e uma é assinada por Cristina Oldemburg. Parceria com a vizinha Biblioteca Estação Leitura, a exposição é inspirada no livro homônimo de Antonio Callado, que comemora centenário em 2017, e propõe uma reflexão sobre a realidade destes povos. Galeria Arte e Literatura. Estação Central do Metrô Rio. Segunda a sábado, 5h às 0h; domingo, 7h às 23h.

Retratos Iluminados

Bordadeiras sergipanas e alagoanas foram convidadas pelos irmãos Campana, designers de prestígio, para criar a instalação, que expõe bastidores gigantes suspensos no ar exibindo os rostos bordados das artesãs. Terça, 10h às 19h; quarta a sábado, 10h às 17h. Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (Crab). Praça Tiradentes, 67 – Centro – Rio de Janeiro – RJ. Até 10 de outubro.

O Triunfo da Cor. O Pós-impressionismo: Obras-primas do Museu d’Orsay e do Museu de l’Orangerie


O Triunfo da Cor
O Triunfo da Cor

Grandes mestres do pós-impressionismo – escola que rompeu com os dogmas estabelecidos pelo impressionismo, considerados ultrapassados por toda uma geração – chegam ao Rio de Janeiro. Diretamente dos museus franceses D’Orsay e l’Orangerie, 75 peças de pintores como Van Gogh, Cézanne e Gauguin ficam expostas em quatro módulos no CCBB. O primeiro, batizado de A cor científica, explicita justamente essa busca. Em seguida, vem No núcleo misterioso do pensamento, baseado nas obras de Paul Gauguin e na Escola De Pont-Aven e sua proposta de uma nova maneira de representar o mundo. A terceira parte é chamada de Os nabis, profetas de uma nova arte, que apresenta o trabalho de jovens pintores influenciados por misticismo e religiosidade, dentre os quais se destacaram Édouard Vuillard e Felix Vallotton. A quarta, A cor em liberdade, faz uma espécie de antecipação do que será a arte moderna. Uma curiosidade fica por conta da presença, nessa última série, de um único quadro de Claude Monet, chamado Salgueiro Chorão. A técnica utilizada nas pinceladas pós-impressionistas, aliás, também é desvendada em vídeos que amplificam ao máximo os pixels das telas, ajudando, assim, o visitante a compreender cada obra. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 7 de outubro. Abertura prometida para quarta (20).

Ciência Interativa

Em cartaz desde o dia 7 de abril, a exposição “Descubra e Divirta-se” integra a programação comemorativa de 21 anos da Casa da Ciência. Entre as atrações oferecidas, o público pode conferir experimentos de ótica, além de aprender como controlar os movimentos de uma bola sem tocá-la, congelar a própria sombra, flutuar em espelhos e sentar-se em um banco de pregos sem se machucar. Casa da Ciência da UFRJ. Rua Lauro Müller, 3, Botafogo, ☎ 3938-5444. Terça a sexta, 9h/20h; sábado, domingo e feriados, 10h/20h.  Até 18 de dezembro.

Modernidades Fotográficas, 1940-1964

Depois de estrear em Berlim, em 2013, e passar por Lisboa, Paris e Madri, a mostra chega ao Instituto Moreira Salles. São 160 trabalhos de profissionais que inauguraram a modernidade no campo da fotografia no país. As imagens, sensacionais e muito bem dispostas na galeria onde estão à mostra, vão do fotojornalismo de José Medeiros (1921-1990) ao modernismo de Marcel Gautherot (1910-1996), passando pela abstração de Thomaz Farkas (1924-2011) e a fotografia industrial de Hans Gunter Flieg. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. →Terça a domingo, 11h às 20h. Até 26 de fevereiro de 2017.

Meditação na Praia do Flamengo

O monge Luís Carlos de Mello, do movimento religioso Happy Science (Ciência da Felicidade), faz uma sessão de meditação que dura em média 45 minutos. Mello faz uso de métodos de relaxamento e energização para introduzir os participantes a temas como espiritualização, fortalecimento da mente, controle dos pensamentos, alívio nas doenças, obtenção de curas, conexão e harmonia com universo, busca do ‘eu’ interior, entre outros. Praia do Flamengo, entre os postos 2 e 3. Todos os domingos, 11h.

Publicidade