Clique e assine por apenas 4,90/mês

Cinco shows de primeira no Imperator

A casa no Méier tem a agenda cheia esta semana, com grandes nomes do samba, pop e reggae

Por Carol Zappa - 17 nov 2017, 15h46
Mariene de Castro Leandro Pagliaro/Divulgação

SEGUNDA

Mariene de Castro. Depois de rodar o país com trabalhos mais recentes, a cantora baiana volta ao disco Santo de Casa, gravado ao vivo no Teatro Castro Alves, em Salvador, em 2010. Na turnê, a intérprete explora suas raízes, visitando compositores conterrâneos como Roque Ferreira e resgatando sambas de roda e de raiz, marujadas, cirandas e cocos de embolada de sua terra natal. Está no programa um pot-pourri de canções de Dorival Caymmi. Segunda (20), 20h. R$ 70,00.

Humberto Gessinger Nando Peters/Divulgação

QUINTA

Humberto Gessinger. Lançado em 1987, A Revolta dos Dândis, o segundo disco dos Engenheiros do Hawaii, tornou-se um dos mais cultuados da banda gaúcha. Na turnê Desde Aquele Dia, o vocalista, baixista e compositor do grupo celebra os trinta anos do álbum que revelou sucessos como Infinita Highway, Terra de Gigantes e Refrão de Bolero. O repertório, tocado na íntegra (não necessariamente na ordem), inclui as menos conhecidas Guardas da Fronteira e Filmes de Guerra, Canções de Amor. Na segunda metade do show, o músico lembra outras fases de sua carreira até o novo trabalho, Desde Aquela Noite. Quinta (23), 21h. R$ 80,00.

Continua após a publicidade
Cidade Negra Clever Barbosa/Divulgação

SEXTA

Cidade Negra. Representantes do reggae nacional desde os anos 80, Bino Farias (baixo), Lazão (bateria) e o vocalista Toni Garrido levaram ao Palco Sunset do último Rock in Rio uma homenagem a um dos precursores do gênero no Brasil: Gilberto Gil. O trio repete no Méier o tributo, visitando clássicos do naipe de A Novidade, Palco, Realce e Vamos Fugir. Mas há espaço também para os hits da banda — Firmamento, A Estrada e O Erê não devem ficar de fora. Sexta (24), 21h. R$ 80,00.

moska_.jpeg
Paulinho Moska Jorge Bispo/Divulgação

SÁBADO

Paulinho Moska. Munido de cinco violões — um com cordas de náilon, outro com cordas de aço, um barítono, um híbrido de violão e guitarra e um uquelele —, o músico defende, sozinho, sucessos da carreira no espetáculo Violovoz. Integram o repertório hits como A Seta e o Alvo, Relampiano e O Último Dia, além de releituras, como Terra, de Caetano Veloso. Sábado (25), 21h. R$ 60,00.

Continua após a publicidade
Fafá de Belém Eduardo Moraes/Divulgação

DOMINGO

Fafá de Belém. Acompanhada pelos conterrâneos Manoel e Felipe Cordeiro, pai e filho, a cantora paraense de 61 anos solta o inconfundível vozeirão em temas de sua terra natal na sofisticada turnê do disco Do Tamanho Certo para Meu Sorriso (2015), que ganhou registro em DVD. Estão no roteiro novidades como Volta, de Johnny Hooker, e Meu Coração É Brega (Veloso Dias), além de gêneros tradicionais do Pará, como a guitarrada, e sucessos da carreira, caso de Abandonada e Bilhete. Domingo (26), 19h. R$ 60,00.

 

Publicidade