Clique e assine por apenas 4,90/mês

Cinco dicas para você se tornar uma investidora de sucesso

No Brasil, 47 milhões de mulheres são economicamente ativas, no entanto, apenas 120 mil delas investem

Por Anita Prado - Atualizado em 5 jun 2017, 15h09 - Publicado em 5 jun 2017, 15h07
Paula Bazzo: uma das sócias do Batom no Azul Divulgação/Divulgação

Engana-se quem pensa que mulheres não são boas com negócios. No Brasil, 47 milhões de mulheres são economicamente ativas, no entanto, apenas 120 mil delas investem. Para mudar esta realidade, as sócias Paula Bazzo e Mariana Gandolfo criaram o Batom no Azul, empresa carioca que oferece diversos workshops e palestras para as mulheres empreendedoras.

No calendário de inauguração, o Spazziano (Rua Prudente de Morais, 729, Ipanema), vai receber uma palestra gratuita nesta quinta (8), a partir das 19h30. Para dar um gostinho do que será dito no encontro, a Batom no Azul nos deu cinco dicas para se dar bem no mundo das finanças.

  1. Tenha coragem de encarar sua situação financeira: por medo de não saber como lidar, muitas mulheres preferem nem olhar. Isso só cria mais ansiedade e desorganização.
  2. Converse sobre dinheiro com a família e amigos: essa é uma forma de promover seu autoconhecimento sobre o assunto, quebrar tabus, conhecer novas perspectivas e conscientizar-se sobre seus sonhos.
  3. Você não irá enriquecer cortando gastos: cortar gastos pode ser importante para regularizar uma situação financeira que está desestabilizada (por exemplo, dívidas) e para evitar desperdícios, como pagar mais caro por um plano de internet ou telefonia sem uso/necessidade efetiva. Mas não adianta cortar seus pequenos prazeres, como um happy hour com as amigas ou a ida à manicure. Cortar gastos que dão prazer pode funcionar como sabotador de sua motivação e isso contribuirá com o mau andamento da sua disciplina financeira. Procure diminuir custos fixos e prestações.
  4. Para construir riqueza é necessário trabalhar com as variáveis (a) renda, (b) propósito, (c) consciência de consumo e (d) investimentos. Diversificar fontes de renda, saber quais seus objetivos em poupar, escolher se o consumo que você está fazendo é coerente ou não ao seu objetivo (propósito), e investir antes de consumir são ingredientes preciosos para construir sua liberdade financeira;
  5. Investir não é especular e nem significa um jogo de azar (ou sorte). Investir é (1) saber para que o dinheiro é importante para você, sua família e seu futuro; (2) escolher aplicações coerentes com o risco que você é capaz de suportar (baixo, moderado, agressivo); (3) reservar no mínimo 10% de seus ganhos brutos para proteção e multiplicação de seu capital; (4) contar com o fator tempo e disciplina para colher frutos cada vez mais vigorosos.
Publicidade