Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Novo centro cultural abre as portas na Zona Portuária com mostra de arte urbana

Artista Xadalu Tupã Jekupé inaugura sua exposição individual nesta quinta (9) no Instituto Inclusartiz, na Gamboa

Por Luiza Maia Atualizado em 9 dez 2021, 20h36 - Publicado em 8 dez 2021, 15h52

Uma das grandes referências da arte urbana do Rio Grande do Sul, o artista Xadalu Tupã Jekupé abre sua primeira exposição individual em solo carioca nesta quinta (9). Cerca de 20 obras que marcaram sua trajetória ocupam o segundo piso da recém-inaugurada sede do Instituto Inclusartiz, instalada em um centenário casarão na Praça da Harmonia, na Gamboa.

+ Balé natalino volta aos palcos do Teatro Riachuelo Rio em curta temporada

A mostra Tekoa Xy ‘A terra de Tupã’, com curadoria de Aldones Nino, marca a reabertura do espaço, que já havia recebido o artista entre os meses de julho e agosto para uma residência artística.

Nascido na cidade de Alegrete (RS), Dione Martins da Luz – reconhecido no meio artístico como Xadalu – é descendente de indígenas Guarani e despontou em cena em 2004, quando começou a espalhar adesivos com o desenho de um índio sorrindo nas ruas de Porto Alegre.

+ Os shows da semana: Elba Ramalho, Planet Hemp, Luan Santana e muito mais

Por meio da arte urbana, o artista gaúcho traz as causas, a cultura e as narrativas de seu povo, abordando o tensionamento entre a cultura indígena e ocidental nas cidades. Nesta exposição gratuita, ele traz linguagens múltiplas, como pinturas, instalações e vídeos.

Centro Cultural Inclusartiz – Rua Sacadura Cabral, 333 – Gamboa. 9 de dezembro, 17h/21h. Até 22 de fevereiro de 2022. Sex., sáb. e dom., 11h às 18h. Grátis.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade