Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Cinema da terrinha: CCBB recebe mostra de filmes portugueses

Programação gratuita começa nesta quarta (3), com exibição de três curtas. Também haverá debates e sessões de bate-papo on-line com diretores

Por Marcela Capobianco 2 fev 2021, 16h23

Apesar de não ter tanta tradição na história do cinema mundial, como França e Itália, a produção cinematográfica contemporânea portuguesa vem chamando a atenção dos críticos.

Para conectar os cariocas ao cinema lusitano, o CCBB recebe, a partir desta quarta (3), uma mostra de filmes produzidos na terrinha.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

De Portugal Para o Mundo faz uma retrospectiva da última década do cinema português e reúne 28 filmes, entre curtas e longas. Na curadoria de Pedro Henrique Ferreira estão algumas produções de maior eco internacional, como O estranho Caso de Angélica (Manoel de Oliveira, 2010), A Portuguesa (Rita Azevedo Gomes, 2019) e Tabu (Miguel Gomes, 2012).

+ Sem moleza: ponto facultativo na segunda de Carnaval é revogado

Continua após a publicidade

Além dos filmes, o festival conta com dois debates online – Imagens Coloniais, que abordará a forma como esses filmes lidam com a herança imperialista e que tipo de imagens das suas antigas colônias são produzidas, e A Palavra e o Quadro, que discutirá, de um ponto de vista estético, as influências pictóricas e literárias que marcam a dramaturgia no cinema português contemporâneo. Realizadores portugueses também vão participar de bate-papos com os organizadores da mostra.

+ Mostra na Gávea aborda diversidade de linguagens artísticas

A programação completa está na página do Facebook do evento.

+ Exposição no CCBB revista obra de artista japonesa ChiharuShiota

A entrada é gratuita, mas os espectadores devem retirar os ingressos pelo site Eventim, já que o Centro Cultural Banco do Brasil tem restringido a entrada no público para evitar aglomeração. Por causa das normas da prefeitura, o cinema do espaço recebe apenas um terço da capacidade total. As sessões vão até o dia 1º de março.

 

Continua após a publicidade
Publicidade