Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Casa Roberto Marinho reabrirá com horários determinados de visitação

Parque Nacional da Tijuca e Jardim Botânico também estão abertos, recebendo número restrito de visitantes

Por Marcela Capobianco Atualizado em 22 jul 2020, 15h54 - Publicado em 20 jul 2020, 13h21

A Casa Roberto Marinho vai reabrir no próximo sábado (25), reforçando o protocolo sanitário com base nas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

As visitas às exposições Duplo Olhar e O Jardim só poderão ser feitas em quatro horário pré-determinados: 12h, 13h30, 15h e 16h30, com circulação simultânea de apenas 80 pessoas por sessão.

+ Estacionamento do BarraShopping terá drive-in com cinema, shows e peças

A mostra Duplo Olhar fica em cartaz até 9 de agosto. Com curadoria de Marcia Mello e Paulo Venancio Filho, a exposição reúne uma seleção de 54 pinturas e uma escultura da Coleção Roberto Marinho em diálogo com 155 fotografias. Há pinturas de Guignard, Portinari, Djanira, Di Cavalcanti, Iberê Camargo, Lasar Segall e Tarsila do Amaral. Entre os 39 fotógrafos que integram a mostra,
estão Fernando Lemos, Miguel Rio Branco, Pierre Verger e Thomaz Farkas.

+ A experiência bem sucedida do teatro pela internet

Já O Jardim poderá ser visitada até 30 de agosto. Os jardins da Casa inspiram a mostra, composta por xilogravuras, objetos e serigrafias individualmente interferidas. A convite do diretor do
instituto, Lauro Cavalcanti, 11 artistas contemporâneos criaram múltiplos alinhados pela diversidade de suas linguagens: Angelo Venosa, Beatriz Milhazes, Carlito Carvalhosa, Hilal Sami Hilal, Iole de Freitas, Luciano Figueiredo, Maria Bonomi, Paulo Climachauska, Regina Silveira, Suzana Queiroga e Vânia Mignone. A curadoria optou por incluir também as matrizes e registros dos processos
de cada artista, revelando suas práticas no ateliê.

A venda de ingressos vai acontecer apenas pelo site da Casa Roberto Marinho. A entrada custa dez reais. Às quartas, não há cobrança. Aos domingos, o ingresso família sai a dez reais para grupos de quatro pessoas.

O cinema da Casa, que exibe filmes de arte, funcionará com um terço da capacidade. Todas as poltronas serão cobertas por capas de marcação/proteção, que simultaneamente indicarão as posições disponíveis. Todas as capas serão descartadas ao final de cada sessão.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

A cafeteria do espaço também terá capacidade reduzida, com distanciamento entre as mesas, cardápio digital, uso de descartáveis quando possível e intensificação da limpeza de mesas e cadeiras com álcool 70%.

Todos os visitantes terão a temperatura aferida na entrada. Pessoas cuja temperatura for superior a 37ºC poderão reagendar a visita sem custos.

O Jardim Botânico do Rio reabriu no último dia 9 e as visitas devem ser agendadas pelo site. Há um número restrito de agendamentos por horário. Além disso, o uso de máscaras é obrigatório, assim como o uso de álcool gel constantemente e o distanciamento de dois metros entre cada visitante.

+ Jovens líderes de favelas dão exemplo no combate à Covid-19

O Parque Nacional da Tijuca também está recebendo visitantes desde o dia 9 de julho. Atrações turísticas dentro do parque, como o Trem do Corcovado, no entanto, não estão operando.

A área do Parque Lage, que fica dentro do Parque Nacional da Tijuca, também foi reaberta, porém com manutenção do fechamento de locais que permitem a concentração de pessoas, como o casarão onde funciona a Escola de Artes Visuais (EAV).

Atualização: Nesta quarta (22), a Casa Roberto Marinho enviou um comunicado à imprensa afirmando que não vai mais reabrir no próximo sábado (25).

“Em virtude da publicação do Decreto nº 47.604, de 16 de julho de 2020, que modificou o Plano de Retomada Municipal alterando a data de abertura de centros culturais, a Casa Roberto Marinho decidiu adiar a sua reabertura prevista para sábado, dia 25 de julho (com base na fase 4 do Decreto nº 47.488, de 2 de julho de 2020).

A direção da Casa informa que atenderá aos parâmetros determinados pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e os aguarda para agendar a sua reabertura”

Continua após a publicidade
Publicidade