Clique e assine por apenas 4,90/mês

Artes plásticas: três nomes femininos com mostras individuais no Rio

Obras de Panmela Castro, Gabriela Machado e Ana Paula Oliveira podem ser conferidas em exposições pela cidade

Por Marcela Capobianco - Atualizado em 9 mar 2020, 10h46 - Publicado em 6 mar 2020, 12h00

No mês da mulher, VEJA RIO selecionou três mostras de nomes femininos com exposições individuais na cidade.

Ana Paula Oliveira. Pensada especialmente para ocupar o Salão Monumental do MAM, a individual exibe dois trabalhos inéditos da mineira radicada em São Paulo. Ana propõe o improvável: direcionar o olhar do público para o chão, onde estão as peças.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Flamengo. Ter. a sex., 10h/17h. Sáb. e dom., 10h/18h. R$ 14,00. Grátis qua. Até 10 de maio.

PoçaPossa: Ana Paula Oliveira tenta direcionar o olhar do público para o chão Domi Valansi/Divulgação

Gabriela Machado. A artista, que há dois anos estuda o oceano e o movimento das ondas, vai misturar pinturas grandes e pequenas em Para Todos os Mares. Gabriela, aliás, morará por quinze dias na exposição, num processo semelhante ao das residências que faz no exterior.

Continua após a publicidade

Abertura: 26/3. Anita Schwartz. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea. Seg. a sex., 10h/20h. Sáb., 12h/18h. Até 16 de maio.

Gabriela Machado: exploração do mar e vivência na galeria Felipe Berndt/Divulgação

Panmela Castro. Conhecida por grafitar murais enormes, Panmela estreia, com quinze telas, sua primeira mostra individual em um grande museu. Inspiradas nos relatos de mulheres violentadas, as obras permitem que as vítimas se reconheçam sem que sua identidade seja revelada.

Abertura: 7/3. Museu da República. Rua do Catete, 153, Catete. Seg. a sex., 10h/17h. Sáb. e dom., 11h/18h. Até 31 de maio.

Panmela Castro: retratos feitos a partir de histórias de mulheres abusadas Divulgação/Divulgação
Publicidade