Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Arte e itinerância andam juntas em programação do Sesc RJ

Com a proposta de incentivar a ampliação do repertório cultural do público carioca, o Sesc RJ promove diversos eventos em novembro

Por Da Redação Atualizado em 2 jun 2017, 11h55 - Publicado em 4 nov 2016, 16h53

O projeto Ideias e Sonoridades destaca séries musicais comencontros inéditos, pesquisas artísticas coletivas e temas que apostam na diversidade. A série Rock na Cabeça apresenta grupos emblemáticos do rock nacional, como Camisa de Vênus, Ira!, Picassos Falsos e Plebe Rude, até o dia 9 de novembro no Teatro Sesc Ginástico, no Centro.

Já no Sesc Copacabana, a série RapJazz propõe uma fusão entre grupos de rap e de jazz, com foco na produção artística contemporânea, na qual o jazz, como gênero criativo e multifacetado, se une ao discurso rítmico do rap. A programação é para todos os gostos. Dia 8 é a vez do grupo Seletores de Frequência se apresentar junto com o rapper Marechal. Dia 15, o El Miraculoso SambaJazz convida o rapper Ramonzin e, no dia 22, o Bondesom estará ao lado da rapper Tássia Reis. Para encerrar o mês, no dia 29, sobem ao palco o grupo Afrojazz e as cantoras Jesuton e Larissa Luz.

Exposições itinerantes

Outro pilar explorado pela programação do Sesc RJ são as Artes Visuais. Com a premissa de promover propostas com base na reflexão da produção contemporânea, no resgate histórico e na provocação para um pensamento crítico mais ávido referente às questões da linguagem, o Sesc RJ busca democratizar o acesso e a troca de experiências e saberes diferenciados. Uma das formas é o projeto Exposição Itinerante Acervo Sesc RJ, que contemplará parte das Unidades com uma mostra itinerante, da qual fazem parte obras dos artistas plásticos Carlos Scliar, Carybé, Fayga Ostrower, entre outros.

A proposta é valorizar o acervo da instituição e, ao mesmo tempo, fazer a arte e a comunicação circularem. Dessa forma, se alguém, por exemplo, não puder ver as obras em uma determinada Unidade, será possível encontrá-las em outra.

Sonhos-Ribeirinhos
Sonhos-Ribeirinhos

Já o projeto Experimentações Artísticas tem o objetivo de promover a reflexão sobre a prática das artes visuais, com foco nas produções contemporâneas, também com o perfil itinerante, como é o caso de Sonhos Ribeirinhos, do fotógrafo AC Junior. Trata-se de um trabalho de democratização, um incentivo à valorização das artes visuais.

Partiu MAR!

Para estimular o desenvolvimento do olhar artístico desde a infância, nasceu o projeto Partiu MAR!, parceria entre o Sesc RJ e o Museu de Arte do Rio (MAR), sob gestão do Instituto Odeon. A proposta é promover cursos de formação de professores e visitas gratuitas de estudantes de escolas públicas ao museu. Mais de 100 instituições de ensino já foram beneficiadas, e o número deve chegar a 178 escolas até o fim do ano.

Museu de Arte do Rio
Museu de Arte do Rio

O projeto, lançado no dia 25 de agosto, vai atender cerca de 18 400 alunos e 460 instituições até abril de 2017, garantindo o deslocamento de ônibus das turmas e o acesso gratuito às exposições em cartaz. “A parceria com o Sesc RJ permitiu que o MAR pudesse oferecer pela primeira vez o transporte entre a escola e o museu. Sabemos que essa é uma das principais dificuldades enfrentadas pelas escolas”, diz Janaína Melo, gerente de educação do MAR. Cada escola indica dois professores para a capacitação, que devem ser os mesmos a acompanhar a visita dos estudantes. Até o momento, já foram formadas quatro turmas, e outras sete estão programadas até o final do projeto. Como contrapartida, obras do acervo do MAR vão fazer parte de exposições itinerantes em diferentes Unidades do Sesc RJ ao longo de 2017.

Continua após a publicidade
Publicidade