Clique e assine por apenas 4,90/mês

AquaRio inspira o maior painel de street art do mundo

Pesquisa da dupla Felipe Yung e Pagu será registrada em graffiti nas paredes da rampa de saída do oceanário

Por Redação VEJA RIO - 7 dez 2017, 19h20

O Aquário Marinho do Rio será fonte de inspiração para o que já é considerado o “maior complexo de graffiti do mundo”. Até o dia 11, o artista paulistano Felipe Yung — o Flip — e o produtor de street art Pagu estarão no AquaRio, a fim de começar a pesquisa e os primeiros rascunhos da obra Aquário Urbano. Trata-se de um painel feito com 14 empenas de larga escala e seis fachadas menores, que será criado na cidade de São Paulo, e está destinado a três recordes no Guinness Book: Maior Graffiti Mural do Mundo, Maior Obra em Freestyle e Maior Instalação de Realidade Virtual.

Com previsão de lançamento para dezembro de 2018, o processo de criação da arte urbana poderá ser acompanhado de perto pelos visitantes que estiverem no oceanário. Ao fim do passeio pelo circuito, as pessoas terão a oportunidade de descer pela rampa para apreciar o traço de Flip, que também esteve em aquários no Japão, Estados Unidos e Portugal. O motivo da escolha do AquaRio não foi por acaso: considerado um marco da retomada do turismo na cidade, a atração — que acaba de completar um ano de funcionamento — tem números grandiosos: mais de 1,4 milhão de pessoas já passaram pelo local e viram de perto os 28 recintos com mais de 4,8 mil animais da fauna marinha, dentre eles 47 tubarões de nove espécies diferentes.

Publicidade