Clique e assine por apenas 4,90/mês

Paris Gastrô

(Desde 2012)
Veja Rio:

Endereço: Outros Praia do Flamengo, 340 - Flamengo - Rio de Janeiro - RJ ver no mapa

Telefone: (21) 25511278

Site: http://www.julietadeserpa.com.br

Horário:

segunda-feira 12:30 - 15:30 - 19:00 - Último cliente

terça-feira 12:30 - 15:30 - 19:00 - Último cliente

quarta-feira 12:30 - 15:30 - 19:00 - Último cliente

quinta-feira 12:30 - 15:30 - 19:00 - Último cliente

sexta-feira 12:30 - 15:30 - 19:00 - Último cliente

sábado 12:30 - 15:30 - 19:00 - Último cliente

domingo 12:30 - 15:30 - 19:00 - Último cliente

dom. só almoço)

Informações adicionais: Lugares/Capacidade total (75), Comida (couvert) (R$ 17.00) (1), Levar vinhos (permite) (R$ 60.00)

(1)Individual

Resenha por Fabio Codeço

Dentro do imponente palacete da Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa, na Praia do Flamengo, o salão tem decoração pomposa, quase barroca — estilo impresso pelo proprietário do imóvel, Carlos Alberto Serpa, que ornamentou o espaço com parte de sua coleção particular de arte. Com a saída do chef Thiago Flores, a cozinha do restaurante ficou aos cuidados de antigos cozinheiros do lugar, que passou a abrir para o almoço somente no domingo. No jantar, recebe os comensais de segunda a sábado. O cardápio atual faz um apanhado das receitas mais bem-sucedidas, incluindo o período em que o comandante era o chef Pierre Landry. Dica para começar, o folhado de shiitake com creme de tofu e alcaparra custa R$ 35,00. Em seguida, uma sugestão acertada traz bacalhau gratinado com batata e molho branco (R$ 90,00). Para dias mais frios, a sopa de frutos do mar, servida no pão italiano, vem a calhar (R$ 85,00). A etapa doce, seara do chef pâtissier Michel Souza, reserva clássicos da doçaria francesa, a exemplo do creme brûlé (R$ 28,00).

    Dentro do imponente palacete da Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa, na Praia do Flamengo, o salão tem decoração pomposa, quase barroca — estilo impresso pelo proprietário do imóvel, Carlos Alberto Serpa, que ornamentou o espaço com parte de sua coleção particular de arte. Com a saída do chef Thiago Flores, a cozinha do restaurante ficou aos cuidados de antigos cozinheiros do lugar, que passou a abrir para o almoço somente no domingo. No jantar, recebe os comensais de segunda a sábado. O cardápio atual faz um apanhado das receitas mais bem-sucedidas, incluindo o período em que o comandante era o chef Pierre Landry. Dica para começar, o folhado de shiitake com creme de tofu e alcaparra custa R$ 35,00. Em seguida, uma sugestão acertada traz bacalhau gratinado com batata e molho branco (R$ 90,00). Para dias mais frios, a sopa de frutos do mar, servida no pão italiano, vem a calhar (R$ 85,00). A etapa doce, seara do chef pâtissier Michel Souza, reserva clássicos da doçaria francesa, a exemplo do creme brûlé (R$ 28,00).