Série de esquetes mostra curiosidades da vida de Laura Alvim

A série, da dramaturga Susanna Kruger, lembra que Laura abria as portas da casa para conterrâneos de sua governanta, a cearense Eliezita Lima de Paiva

Em 1910, a pequena Laura foi morar diante da Praia de Ipanema com seu pai, o médico Álvaro Alvim, a mãe e dois irmãos. Herdeira da mansão, uma das mais antigas construções ainda de pé no bairro, a menina se tornou uma entusiasta das artes e ainda em vida expressou o desejo de transformar o nobre endereço em centro cultural. Na Casa de Cultura Laura Alvim, a série de esquetes Laurear, da dramaturga Susanna Kruger, lembra outra antiga curiosidade do local: madame Laura Alvim (1902-1984) abria as portas da casa para conterrâneos de sua governanta, a cearense Eliezita Lima de Paiva. Migrantes, em geral das pequeninas Hidrolândia e Irajá, hospedavam-se à beira-mar enquanto não se estabeleciam no sul maravilha.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s