Os dez melhores programas do fim de semana

VEJA RIO selecionou atrações para deixar seu fim de semana mais animado. Destaque para a peça A Casa dos Budas Ditosos, estrelado por Fernanda Torres

Jeffrey Party

(Diego Batista/Divulgação)

A partir deste sábado (12) o Rio ganha mais uma festa de rua para entrar no calendário de eventos gratuitos da cidade. A cada quinze dias a rua Tubira, no Leblon, será palco de apresentações musicais de diferentes estilos, comidinhas criadas exclusivamente por chefs e, claro, cerveja. O evento é gratuito, aberto a toda a família, inclusive aos bichinhos de estimação.

Nessa primeira edição a cervejaria lança a sua Jeffrey Niña na versão 600ml. Para acompanhar, o jazz progressivo alemão da banda instrumental Art Against Agony – cujos integrantes se mantém em anonimato e se apresentam mascarados. Na sequência, o blues sulista americano pega a estrada do rock rural brasileiro e do folk nordestino nos acordes da banda Facção Caipira, que tocará as faixas do seu álbum de estreia “Homem Bom”.

O convidado gastronômico da vez é a marca Brauni, que não vive somente de chocolate! Eles prepararam um cardápio especial para o evento, que conta com sanduíches de costela de porco, pão italiano com salame, além de dois pratos de massa. Jeffrey Party. Sábado (12), das 15h às 21h. Rua Tubira, loja 8 C. Entrada Gratuita.

Bituca — Milton Nascimento Para Crianças

(Andrea Rocha/Divulgação)

Depois de peças que homenagearam Luiz Gonzaga e Braguinha, voltadas para o público infantil, é a vez do diretor Diego Morais incluir Milton Nascimento no projeto Grandes Músicos para Pequenos. Bituca — Milton Nascimento Para Crianças leva ao palco grandes sucessos do cantor como Coração de Estudante, Travessia e Maria Maria, enquanto o texto aborda os desafios do processo de adoção de uma criança negra. Teatro do Quatro. Rua Marquês de São Vicente, 52, Gávea, ☎ 2239-1095. Sábados e domingos, às 17h. R$ 60. Até 27 de agosto.

Festival de Cinema da Nova Zelândia

(Reprodução/Reprodução)

O Rio vai ganhar ares neozelandeses a partir desta quinta (10). O Festival de Cinema da Nova Zelândia no Brasil, inédito no país, vai ocupar as salas do Espaço Itaú Botafogo até o dia 16. O evento é realizado pela Embaixada da Nova Zelândia no Brasil, em parceria com o Ministério de Cultura, Artes e Patrimônio da Nova Zelândia e com a New Zealand Film Commission. Confira a programação aqui. 

Beer Truck Festival

(Foto/Divulgação)

O Recreio Shopping promove de sexta (11) a domingo (13) a segunda edição do Beer Truck Festival, que além de petiscos e cervejas artesanais, contará com música e grafite ao vivo. O público poderá escolher entre pizza cone, batata frita, hambúrguer e crepe da Creperia e Cia. Para acompanhar, cerveja e chopp de variados estilos das cervejarias Backer, Chopptown e Máfia Cerveja. O famoso Bar do Oswaldo estará presente com uma apresentação diferente mas oferecendo os mesmos drinques do bar original. Durante os três dias, das 9h às 17h, a estilista e artista plástica Rafaela Monteiro fará um grafite ao vivo no espaço Recreio Walls. No sábado (12),  a banda The Walkers se apresenta a partir das 20h. Horário: das 17h às 22h. Endereço: Avenida das Américas, 19.019, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro. Entrada gratuita.

Chichico Alkmim

(CHICHICO ALKMIM/instituto moreira salles/Divulgação)

Mais de 200 imagens em preto e branco traçam um panorama da cidade mineira de Diamantina no início do século XX. São belos registros capturados por Francisco Augusto Alkmim (1886-1978), conhecido como Chichico Alkmim, em uma alentada exposição que se espalha em ordem cronológica por seis salas do Instituto Moreira Salles. Diferentemente de outros fotógrafos da época, o artista não se limitou a retratar apenas a burguesia, voltando sua câmera para trabalhadores do garimpo, paisagens, casamentos e até mesmo melancólicos funerais de crianças. As imagens, muitas vezes tremidas, acompanham também a evolução da técnica fotográfica. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 1º de outubro.

Malasartes e o Duelo com a Morte

(Reprodução/Reprodução)

O jovem Jesuíta Barbosa é um ator tão eclético que seu sotaque nordestino “desaparece” na pele do matuto protagonista de Malasartes e o Duelo com a Morte. Trambiqueiro e desocupado, Malasartes tem uma namorada (Isis Valverde) e não resiste a um rabo de saia. Em sua tediosa rotina, terá de enfrentar o truculento irmão da amada (Milhem Cortaz), e, para piorar, a Morte (Julio Andrade) aparece com uma proposta irrecusável. Diretor e roteirista, Paulo Morelli capricha na recriação de época e nos efeitos visuais. Mas, na retomada do cinema caipira (eternizado por Mazzaropi), falta, sobretudo, graça. Direção: Paulo Morelli (Brasil, 2017, 107min). 12 anos.

Guanabara Canibal

Depois dos sucessos Cara de Cavalo e Caranguejo Overdrive, a Aquela Cia estreia este espetáculo, sobre a fundação do Rio. Marco André Nunes dirige o texto de Pedro Kosovski, estrelado por Carolina Virguez e Matheus Macena (80min). 14 anos. CCBB. Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Quarta a domingo, 19h30. R$ 20,00. Até 15 de outubro. Estreia na quarta (9).

 O Estranho que Nós Amamos

(Reprodução/Reprodução)

Em 1864, três anos após o início da Guerra Civil americana, um internato de garotas, no sul dos Estados Unidos, vive à sombra dos conflitos. Dona da escola, Miss Martha (Nicole Kidman, ajoelhada na foto) comanda suas meninas com a ajuda da professora Edwina (Kirsten Dunst). Embora o ambiente seja pacífico, um único homem será capaz de desestabilizar a calmaria. Trata-se do soldado McBurney (Colin Farrell), encontrado ferido na mata por uma das alunas. Como ele é um inimigo do Norte, Martha pretende acompanhar sua recuperação e, em seguida, entregá-lo aos confederados. Mas a presença masculina no casarão atiça os desejos delas. Diretora dos cults Encontros e Desencontros (2003) e Maria Antonieta (2006), Sofia Coppola, vencedora do prêmio de melhor direção no Festival de Cannes 2017, refilma o clássico homônimo O Estranho que Nós Amamos, estrelado por Clint Eastwood em 1971. Sua visão, mais feminina e menos brutal, está estampada na esplêndida fotografia e nos figurinos de cores pastel, além da beleza do elenco. Instigante e com um clima de tensão sexual constante, a trama jamais resvala na vulgaridade e se encaminha para um desfecho inesperado. Há que se lamentar, contudo, a decisão de Sofia de retirar do roteiro a escrava Hallie, personagem muito importante no original. Direção: Sofia Coppola (The Beguiled, EUA, 2017, 93min). 14 anos.

A Casa dos Budas Ditosos

A Casa dos Budas Ditosos (LUCIANA PREZIA/Divulgação)

Interpretada de forma brilhante por Fernanda Torres, a despudorada baiana idealizada por João Ubaldo Ribeiro (1941-2014) em livro homônimo volta à cena e inaugura o Teatro XP Investimentos (80min). 18 anos. Avenida Bartolomeu Mitre, 1110, Gávea. Sexta e sábado, 21h; domingo, 18h. R$ 120,00 a R$ 140,00. Até o dia 20. Estreia na sexta (11).

GáveaJazz

Tradicional ponto boêmio da cidade, o baixo Gávea recebe de sexta (11) a domingo (13) o GáveaJazz, que levará shows, food trucks, programação infantil e telão com jogo de futebol para a praça. Com atrações gratuitas, o evento promove apresentação de artistas independentes de diferentes estilos do gênero musical. O violino de Rubens Sax abre a programação a partir das 19h na sexta (11). No sábado (12), o show será da dupla Alexandre Mendes e André Mendonça a partir das 20h30. A programação conta também com show de Raphael Soares com set dedicado à bossa nova e mpb. Domingueira será dia de instrumental com DJs convidados.

Para matar a fome, hambúrguer artesanal, sanduíches, crepes, espetinhos, doces e chocolate. Para beber, drinques, cervejas artesanais, vinho e capivodkas. Oficinas de pintura e jogos de playstation, sábado e domingo, das 12h às 18h prometem divertir a criançada. No domingo, o jogo Flamengo x Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro, será exibido em um telão. Horário: Sex (11) – das 18h às 23h –, sábado (12) – das 12h às 23h – e domingo (13) – das 12h às 22h. Endereço: Praça Santos Dumont – s/n – Gávea.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s