“Nara — A Menina Disse Coisas” é um musical de arrepiar

Vida da cantora é levada à cena de forma direta e despretensiosa

Despretensioso e direto, o musical Nara — A Menina Disse Coisas, sobre Nara Leão (1942-1989), idealizado por Christovam de Chevalier, leva ao palco fragmentos da trajetória da artista de voz pequena e talento enorme, vitimada por um tumor cerebral aos 47 anos. A ação, no bom texto de Hugo Sukman e Marcos França, se desenrola a partir de episódio comum nos seus últimos anos de vida: o esquecimento das letras nos shows.

O lapso serve de trampolim para um mergulho em tom confessional — os diálogos vêm de aspas em entrevistas —, no qual a personalidade plural da cantora e sua luta contra rótulos, como o de “musa da bossa nova”, vêm à tona. Seu lado militante rende o mais belo momento da peça, quando a ótima Aline Carrocino (na foto) canta Carcará, hino do show Opinião (1964) como se “estivesse” em 2018. A cena de arrepiar é mérito também da diretora Priscila Vidca (80min). Livre.

Teatro Ipanema. Rua Prudente de Morais, 824. Sábado a segunda, 20h30. R$ 50,00. Até 21 de maio.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s