Marina da Glória aposta em novas atrações para atrair público

Reformado para a Olimpíada por 70 milhões de reais, o complexo reúne novidades em restaurante, passeio e serviço

No fim do ano passado, a Marina da Glória ganhou o apelido de Inhotim carioca. Os jardins à beira da Baía de Guanabara sediaram uma exposição gratuita, com 22 obras gigantes de artistas plásticos como Franz Weissmann, Amilcar de Castro, Artur Lescher, Delson Uchôa e Zemog. Em um mês, cerca de 60 000 pessoas visitaram o local para ver de perto as portentosas criações, algumas delas feitas sob medida para a mostra. Dado o sucesso, a segunda edição da Marina Monumental já entrou no calendário de 2018 e faz parte da estratégia de transformar a área em uma opção de lazer acessível e democrática tanto para os cariocas quanto para os turistas. “Hoje não é preciso ter um barco para entrar aqui e aproveitar a infraestrutura, comer em um bom restaurante ou ver um conjunto dos mais belos cartões-pos­tais e pontos históricos de um só lugar”, avalia Gabriela Lobato Martins, presidente da BR Marinas, empresa responsável pela reforma que preparou o local para as provas de vela da Rio 2016. Foram investidos cerca de 70 milhões de reais para renovar toda a estrutura e ampliar, com modernos equipamentos de padrão internacional, o número de vagas secas (de setenta para 240) e molhadas (de 140 para 415).

De fato, quem não vai lá há muito tempo provavelmente nem reconhecerá o espaço. Além do novo estacionamento e das dependências destinadas a eventos, o pavilhão principal, que abrigava um shopping náutico, está todo reformado e climatizado. Na área interna ficam as lojas. Do lado de fora, os frequentadores encontram uma série de opções gastronômicas de ponta, de restaurantes a empórios e cafés. O Corrientes 348, especializado em carnes, foi um dos primeiros a fincar a sua bandeira por ali. Depois vieram o japonês Soho, eleito por quinze vezes o melhor de Salvador na publicação Veja Comer & Beber, e o italiano Bota, a primeira casa do chef Joca Mesquita, com capacidade para 160 pessoas e uma área externa para day use. Outro componente que vem contribuindo para atrair o público — e, sem dúvida, um dos mais relevantes legados olímpicos — são os sinais de melhora na qualidade da água do entorno, graças ao controle das ligações clandestinas de esgoto. “Situações que eram inimagináveis há alguns anos estão cada vez mais comuns. Temos visto tartarugas com frequência por aqui, e formou-se até uma prainha, com água cristalina e aberta ao público”, conta Cíntia Knoth, ex-atleta olímpica que fundou a escola náutica CL Vela.

Com a nova proposta da marina, agora há opções de passeio e serviço dos mais variados estilos e preços. A começar pela canoa havaiana do clube BRA Va’a, que cobra 50 reais pela remada de cinquenta minutos e também disponibiliza treinos regulares. A partir de 70 reais, é possível passar duas horas navegando pela Baía de Guanabara em um catamarã climatizado, tinindo de novo. Percursos mais longos ou em embarcações mais confortáveis também não faltam no cardápio náutico. A Brasil Yacht Charter trabalha com luxuosos veleiros de 40 pés, enquanto a YCG conta com dezesseis lanchas de primeira linha, com tamanho entre 32 e 70 pés, para locação. Essas verdadeiras mansões podem oferecer mimos como jacuzzi, churrasqueira e cozinha gourmet. A mesma empresa opera o Locanda Al Mare, que tem jantares assinados pelo chef Danio Braga para até 24 comensais em plena Baía de Guanabara. A próxima experiência gastronômica está marcada para o dia 1º de março, data do aniversário da cidade. É para comemorar mesmo: num município que ostenta como um dos principais atrativos seu vasto litoral, já era tempo de transformar o mar em playground.

Cardápio náutico

Onde contratar algumas das atrações oferecidas

Passeios guiados. É possível conhecer melhor a história da cidade e sua relação com a Baía de Guanabara em roteiros da Rio Boulevard Tour (☎ 99962-1212). A partir de 50 reais.

Mergulho. Basta saber nadar para se aventurar no fundo do mar das Ilhas Cagarras, na companhia de um instrutor da escola Mar do Rio (☎ 2225-7508). Saídas a partir de 250 reais.

Mergulho: saídas a partir de 250 reais

Mergulho: saídas a partir de 250 reais (Acervo Mar do Rio/Divulgação)

Aluguel de embarcações. A Brasil Yacht Charter (☎ 3361-3523) trabalha exclusivamente com veleiros, e a YCG (☎ 3823-8181) conta com dezesseis lanchas. As duas organizam almoços e jantares a bordo.

Aluguel de embarcações: almoços e jantares a bordo

Aluguel de embarcações: almoços e jantares a bordo (Felipe Fittipaldi/Veja Rio)

Aluguel de veleiros. Uma das mais tradicionais escolas de vela da cidade, a CL Vela (☎ 99124-9066) faz passeios curtos de duas horas e meia pela Baía de Guanabara, a 350 reais por pessoa.

Canoa havaiana. O clube BRA Va’a (☎ 98443-6500) organiza remadas avulsas em embarcações para até seis pessoas, de segunda a quinta e aos sábados. A partir de 50 reais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s