Maria Fernanda Cândido comenta papel de mãe de transexual

Leia na coluna Beira-mar desta semana

 (Danilo Borges/Divulgação)

Após dez anos sem fazer novela, Maria Fernanda Cândido está de volta ao horário nobre. E com direito a polêmica: a atriz viverá uma mulher da alta sociedade, tradicionalista, que não aceita a filha transexual em A Força do Querer, a próxima das 9. “Não se trata de catequizar o telespectador, nem de forçar ninguém a nada. A novela apenas discute o tema, não tem a função de fornecer respostas”, afirma a artista, que falou a VEJA RIO.

+ Isis Valverde, que será adepta do sereísmo na novela, fala sobre corpo, feminismo, sonhos e misticismo

Você teve receio de voltar às novelas com um assunto polêmico como esse? Não, acho a discussão sobre a transexualidade muito válida. Tem gente que vai entender e se identificar com a personagem, enquanto outras pessoas vão odiá-la. Só não sei se estou preparada para levar puxão de cabelo na rua.

Você já tocou nesse assunto com seus filhos? Não dá para esconder das crianças. Com a internet, elas têm acesso a tudo. E, digo mais, hoje os pequenos lidam com as informações de maneira surpreendentemente positiva. Na minha infância, menina só brincava de boneca e menino de carrinho, mas hoje não existe mais essa demarcação.

E se fosse você a mãe de uma menina ou menino transgênero? Os pais sempre querem o caminho mais suave possível para os filhos, com menos obstáculos. O que não significa que não os apoiaremos nas adversidades.

Você também está no ar na TV Cultura com o programa Terra Dois, que discute questões contemporâneas. O que mais a incomoda nos dias de hoje? Vivemos a cultura do medo. Respiramos e vivemos com esse sentimento. O que a gente ensina aos nossos filhos? Tenha medo. Ande com o vidro fechado, não volte para casa tarde, tome cuidado com o que você come.

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DA SEMANA:

+ Wagner Moura e Leandra Leal debatem (e defendem) legalização das drogas 

+ Ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha proíbe a venda de livro escrito por homônimo

+ Estrelado no Guia Michelin, chef Roland Villard presta consultoria para menu de hospital carioca

+ Octavia Spencer, vencedora do Oscar, fala sobre o seu novo filme, A Cabana 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s