Laptop de cientista com pesquisa contra Zika é furtado

Crime, ocorrido na semana passada no Aeroporto Santos Dumont, pode atrasar novas descobertas de drogas contra o vírus

Um chato acontecimento na semana passada pode atrasar novas de descobertas de drogas no combate contra o vírus da Zika. Na quarta-feira, o chefe do Laboratório de Virologia Molecular da UFRJ, Amilcar Tanuri, desembarcou no Aeroporto Santos Dumont e, distraído em uma ligação, enquanto aguardava um táxi na saída do local, teve sua mala furtada. O problema é que nela estava guardado um notebook com o resultado de mais de um ano de pesquisa, desde estudos inéditos sobre o vírus até um artigo que seria publicado no Journal of the American Medical Association.

Austrália distribuirá preservativos especiais contra Zika a atletas

Nem todos os arquivos tinham backup – e em meio material estava até um estudo sobre como o vírus da zika pode ser nocivo ao cérebro das crianças.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s