Fotógrafo revela os ângulos quase secretos do Rio

Thiago Correa viaja o mundo em busca dos melhores ângulos, mas é na cidade onde vive que encontra mais inspiração

Thiago Correa ganhou mais de 400 mil seguidores no Instagram de curiosos com suas fotografias de viagem e diz que suas imagens mais populares são do Rio de Janeiro. “De cada cinco fotos minhas que viralizaram no perfil, quatro são do Rio”, diz. Uma delas foi postada em janeiro de 2015 na Pedra do Telégrafo, localizada no topo de uma trilha partindo de Barra de Guaratiba, na Zona Oeste da cidade. O clique cria uma ilusão de ótica em que Thiago e a namorada parecem estar na beira de um precipício e acabou somando quase 50 mil curtidas. “Soube que hoje tem até fila para tirar foto naquela pedra. Na época, só tinha eu lá”, comenta.

Outra composição que ganhou o mundo pelas redes sociais é de Thiago saindo do braço de pedra do Cristo Redentor, num dia de céu azul e Pão de Açúcar bem ao fundo. Além do Didi dos Trapalhões, quem mais você se lembra de tirar uma foto tão perto da cabeça do Cristo? Pronto, mais de 47 mil curtidas.

A selfie no topo do Cristo Redentor: o ângulo mais desejado (Thiago Correa/Divulgação)

A cidade parece então um bom negócio para o influencer que largou a engenharia e hoje vive produzindo conteúdo audiovisual para marcas em suas redes sociais. “O Rio é o lugar perfeito para o tipo de foto que eu gosto, porque tem lagoa, montanha, cachoeira, praia… É difícil encontrar uma cidade tão urbanizada com tanta beleza natural”, completa.

Mas se a Pedra do Telégrafo já se tornou a pop star das trilhas e o Cristo, bem, este nem se fala de tanta popularidade, quais são os ângulos menos explorados das paisagens cariocas?

Thiago conversou com o #hellocidades, projeto da Motorola que sugere novas formas de enxergar as cidades brasileiras, e listou alguns cantos pouco desbravados que ele curte explorar.

Praia da Joatinga

Entre duas montanhas, a praia é pequena e raramente enche (Thiago Correa/Divulgação)

Quando volta de cada viagem, Thiago já pensa logo num lugar no Rio: a Praia da Joatinga.

Este pedaço de 300 metros de areia espremido pelas montanhas do bairro do Joá, na Zona Oeste, é seu ângulo perfeito da cidade. “É a praia que eu mais gosto do Rio. É especial, porque é bem pequena, no meio de duas montanhas de pedra, e não costuma ficar lotada como as praias da Zona Sul”.

Restinga de Marambaia

Pôr do sol imperdível e horizonte infinito (Thiago Correa/Divulgação)

Com 35 quilômetros de praia que vão do Leme ao Pontal, os próprios cariocas esquecem que tem mais água para além destas bandas. Thiago conta que já se aventurou pelo stand-up paddle (SUP) dos mangues na restinga de Marambaia. “A água é tranquila para o SUP, não é transparente, mas estava limpa, e a área tem uma vegetação bonita”, afirma Thiago, que também aproveitou para ir até um ponto mais alto e ter uma imagem completa da região. “O pôr do sol é lindo de lá”.

Praias selvagens

Ainda há, no Rio de Janeiro, praias com pouca ou nenhuma ocupação humana, perfeitas para os cliques (Thiago Correa/Divulgação)

Se a ideia for realmente se afastar do tumulto e do ângulo batido do Morro Dois Irmãos da praia de Ipanema, Thiago sugere uma escapada para as praias selvagens do Rio. Sim, na movimentada metrópole carioca ainda há cenários que são considerados selvagens.

Elas estão, mais uma vez, pela Zona Oeste da capital, entre Grumari e Barra de Guaratiba. As praias Perigoso, Meio, Funda e Inferno só podem ser acessadas por trilhas ou embarcações. “O trajeto é bem complicadinho, e por isso mesmo eu não vou até lá com frequência, mas é uma área realmente incrível para se fotografar”, opina.

Sua vez! Aproveite a próxima folga para desbravar alguns desses cenários ainda pouco conhecidos do Rio de Janeiro e arrase no Instagram. Não se esqueça de usar a hashtag #hellocidades para convidar seus amigos para viverem novas experiências na Cidade Maravilhosa. Para saber mais, acesse hellomoto.com.br.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s