Sete encontros imperdíveis no Palco Sunset do Rock in Rio 2017

Famoso por promover shows inéditos entre convidados inusitados e de peso, espaço já atrai público de olho na programação que antecipa o Palco Mundo

Um festival dentro do festival. É assim que o músico Zé Ricardo, responsável pela programação do Palco Sunset do Rock in Rio 2017 define o espaço. Com o objetivo de provocar, o Sunset traz esse ano encontros que prometem entrar para a história, como é o caso de Ney Matogrosso com Nação Zumbi, um dos mais esperados. Mais do que um palco alternativo, o Sunset se tornou atração principal para muita gente que faz questão de chegar cedo ao evento. “O público que for de tarde já vai curtir shows que custariam caro fora dali. Como as apresentações não batem, a pessoa pode ver os quatro do Sunset e mais os quatro do Mundo pelo mesmo preço”, explica Zé.

Com cerca de 500 atrações por dia, entre shows, brinquedos, jogos e apresentações em geral, fica difícil escolher o que dar prioridade. Para ajudar nessa missão, convocamos o Zé Roberto a indicar os sete melhores encontros que o espaço vai receber.

Salve o Samba! – Sexta (15)

Salve o samba rock in rio

 (Divulgação/Rock in Rio)

O espetáculo em homenagem ao mais brasileiro dos ritmos contará com nomes como como Monarco, Martinho da Vila, Jorge Aragão, Alcione, Roberta Sá e Mart’nália. “Teremos ainda um rapper, o Criollo, que é absolutamente influenciado pelo samba. A abertura será com o Jongo da Serrinha, um ritmo que dizem que originou o samba. Promete momentos muito emocionantes, aquele show que você sai rouco de cantar”.

Fernanda Abreu convida Focus Cia. de Dança e Dream Team do Passinho – Sexta (15)

 (Reprodução/Acervo Abril)

“Vai ser espetacular porque é o encontro dela com um grupo de dança. Imperdível, é uma artista se encontrando com a dança, só sucessos dela com jogo de luz e coreografia. Normalmente são dois cantores juntos, este é um novo elemento que trazemos para o Sunset”

Nile Rodgers & Chic – Domingo (17)

 (Divulgação/Rock in Rio)

Você pode não reconhecer o nome, mas Nile Rodgers é o produtor por trás de sucessos como Get Lucky, do Daft Punk e de parcerias com astros como Michael Jackson, David Bowie e Madonna. “Ele mistura a modernidade com o vintage. As músicas são conhecidas mas não necessariamente sabem que são dele. A guitarra nos últimos clipes do Daft Punk é dele, assim como as composições. Chic é a banda que ele fundou, uma das maiores dos anos 70, da disco music. Eles seguiram carreira separadamente e agora vão voltar a se apresentar juntos”.

Johnny Hooker convida Liniker e Almério – Domingo (17)

Johnny Hooker, Almério e Liniker

Johnny Hooker, Almério e Liniker (Divulgação/Rock in Rio)

Os três premiados cantores da nova geração brasileira se apresentam no encontro inédito. “Três artistas com comportamento peculiar, usam o corpo e as vestimentas a favor das músicas. Desde o Ney Matogrosso o Brasil não produz artistas que usam o corpo dessa forma, que se vestem de formas diferentes. Johnny está sendo um dos artistas com maior destaque da nova geração, Almério tem uma pegada de Alceu Valença que representa bem o Brasil”.

Alice Cooper com Arthur Brown – Quinta (21)

rock in rio Arthur Brown

Arthur Brown (Barbarafg/Rock in Rio/Divulgação)

“O Arthur Brown foi o primeiro cara que usou pirotecnia no mundo do rock, influenciou muita gente, como Peter Gabriel. Além do mais, é um dos grandes ídolos do Alice Cooper, vai ser muito emocionante pra ele e quando o artista se emociona, o público se emociona também. Acho que vai ser imperdível”.

 ​Ney Matogrosso com Nação Zumbi – Sexta (22)

 (Fabio Piva/Red Bull Content Pool/Divulgação)

Um dos shows mais esperados pelo público não poderia ficar de fora da lista. No repertório, um setlist apenas de canções do Secos e Molhados. “Além da parte musical que vai ser genial, existe uma provocação de ver o Nação influenciado pelo Ney. A junção da voz do Ney com ​os alfaias (tambores) do Nação, vai entrar pra história do festival com certeza”.

Cidade Negra canta Gilberto Gil e convida DigitalDubs & Maestro Spok – Sábado (23)

Cidade Negra

Cidade Negra (Divulgação/Rock in Rio)

“Vai ser mais uma catarse do público cantando, só músicas do Gil. Imagina a junção da pegada do reagge do Cidade Negra, com os sopros espetaculares do Maestro e as batidas do DigitalDubs”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s