Duas chances para ouvir Aldir Blanc

Prestes a completar 70 anos, em setembro, o poeta da Muda tem sua obra celebrada em dois projetos

Psiquiatra, cronista e um dos grandes letristas da música brasileira, Aldir Blanc completa 70 anos em setembro, mas a data já começa a ser festejada. No CCBB, a série Bom de Se Ouvir, Bom de Se Aldir celebra a obra do artista em três shows. Para começar, na quinta (16), seu principal parceiro, João Bosco, empunha o violão e solta a voz por sucessos da dupla, a exemplo de O Mestre‑Sala dos Mares e O Bêbado e a Equilibrista. No dia seguinte, o cantor Zé Renato evoca outras parcerias famosas, de Guinga a Cristóvão Bastos. Leila Pinheiro encerra o programa no sábado (18). A cantora Dorina também presta tributo ao mestre e amigo em duas noites no Teatro Ziembinski. No roteiro, dedicado aos sambas de Aldir, entram composições famosas e outras menos conhecidas, como Imperial e Navalha, além da inédita Saindo à Francesa, feita com Moacyr Luz e Luiz Carlos da Vila. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s