Dez programas imperdíveis neste fim de semana

VEJA RIO selecionou dez atrações para deixar seu fim de semana mais animado. Destaque para show da família Veloso neste sábado (16)

Caetano Veloso

A família Veloso

A família Veloso (Jorge Bispo/Divulgação)

Dos três filhos com quem Caetano Veloso partiu em bem-sucedida turnê, em outubro de 2017, Zeca, irmão do primogênito Moreno e do caçula Tom (integrante do grupo Dônica), era o menos conhecido. Dono de indisfarçável timidez e elevado grau de autocrítica, ele demorou a tomar coragem para mostrar composições ao patriarca. Uma delas, Todo Homem, homenagem à mãe, Paula Lavigne, com letra recheada de belas figuras de linguagem, se tornou sucesso absoluto do giro em família e assegurou lugar em Ofertório, disco que o quarteto lança no Vivo Rio.

Além de autor promissor, Zeca surpreende com corajosos falsetes, recurso bem dosado em canções paternas, como Um Canto de Afoxé e Força Estranha. Os irmãos também têm seus momentos: Moreno em How Beautiful Could a Being Be, parceria com o pai, e Tom, que, afora o talento musical, revela-se um pé de valsa.

Vivo Rio. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Flamengo. Sexta (15), 22h. Sábado (16), 21h. R$ 160,00 (frisa) a R$ 300,00 (camarote).

Academia Juvenil. Formada por estudantes de música com idade entre 14 e 21 anos e sob a regência de Felipe Prazeres, a ala jovem da Sinfônica abre a temporada 2018 com Vivaldi, Guerra-Peixe, Bartók e Beethoven. Cidade das Artes. Avenida das Américas, 5300, Barra. Domingo (17), 11h. Grátis.

Tom na Fazenda

 (Ricardo Brajterman/Divulgação)

Sucesso retumbante no cenário teatral carioca, Tom na Fazenda não renovou a temporada no Teatro do Leblon — a agenda de Armando Babaioff se complicou com a estreia da novela Segundo Sol, na qual interpreta o policial Ionan. Mas ainda é possível conferir o drama, que acabou de ser apresentado no Festival TransAmériques, em Montreal, no Canadá: o Centro de Artes UFF oferece duas sessões no fim de semana. Camila Nhary, Gustavo Vaz e Kelzy Ecard (os dois últimos na foto) completam o elenco. Rua Miguel de Frias, 9, Icaraí, Niterói. Sábado (16) e domingo (17), 20h. R$ 50,00.

Perdoa-me Por Me Traíres

 (PH Costablanca/Divulgação)

Desejos, mentiras, morte, sexo, vingança e outros ingredientes que fizeram da obra de Nelson Rodrigues um patrimônio nacional concentram-se no espetáculo Perdoa-me Por Me Traíres. Em cartaz durante curtíssima temporada gratuita no Espaço Cultural Furnas, a peça, dirigida por Daniel Herz, narra o drama da adolescente órfã Glorinha, instigada por sua melhor amiga a conhecer o universo da prostituição. João Marcelo Pallottino, Gabriela Rosas e Ernani Moraes (na foto) também estão no elenco (80min). 14 anos. Espaço Furnas Cultural. Rua Real Grandeza, 219, Botafogo. Sábado e domingo, 19h. Grátis. Até o dia 24. Reestreia no sábado (16).

Édipo e o Rei, um Acidente Mitológico

 (Junior Fritto/Divulgação)

 Édipo e o Rei, um Acidente Mitológico. Personagem imortalizado na obra do grego Sófocles, Édipo nunca sai de cena. Em cartaz no Teatro dos Quatro, a peça de Laura Rissin sobressai pela ousadia: a tragédia do jovem que mata o pai e desposa a própria mãe vira paródia de tintas trash. O instigante ponto de partida poderia ir mais longe. Ao longo da sessão, o texto oscila entre momentos cômicos embaraçosos e algumas boas sacadas. Referências à situação política atual soam forçadas, mas, por outro lado, supostos cacos dos atores funcionam bem. Entre essas idas e vindas, Francisco Vitti, o protagonista, simboliza a imaturidade da montagem, mas é apoiado por elenco vigoroso. Ponto alto do espetáculo, Rodrigo Candelot e Gabriela Rosas (na foto, com Vitti) divertem como Laio e Jocasta, um casal atrapalhado, enquanto, no coro formado por Cadu Libonati, Ranther Melo e Breno Motta, esse último oferece impagável versão meio Marília Gabriela para o profeta cego Tirésias. Direção de Adriano Coelho (60min). 14 anos. Teatro dos Quatro. Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea. Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 70,00. Até 15 de julho.

Morada do Caboclo

 (Felipe Fittipaldi/Divulgação)

Premiado na Holanda pelo LensCulture Emerging Talents, plataforma dedicada à fotografia contemporânea, o projeto do carioca Felipe Fittipaldi oferece um rico panorama de cenários e personagens tradicionais flagrados na região do semiárido baiano, alvo de intenso êxodo juvenil e de intervenções modernizadoras, entre outras transformações. A mostra Morada do Caboclo exibe vinte ampliações, além de imagens impressas em tecido e um filme produzido pelo fotógrafo durante o mês que ele passou no sertão. Curadoria de Marco Antonio Portela. Centro Cultural Justiça Federal. Avenida Rio Branco, 241, Centro. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 5 de agosto. Abertura na quarta (13).

Toz — Cultura Insônia

 (Henrique Madeira/Divulgação)

 Toz — Cultura Insônia. Tomaz Viana, Toz, representa seu personagem Insônia em pinturas (como a da foto ao lado), esculturas e manequins. Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 26 de agosto.

Abraham Palatnik

 (Pat Kilgore/Divulgação)

Abraham Palatnik Celebração dos 90 anos que o criador potiguar, pioneiro e expoente da arte cinética, completou em fevereiro, a mostra reúne acrílicas da série W (foto) e um inédito Objeto CinéticoGaleria Nara Roesler. Rua Redentor, 241, Ipanema. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 15h. Grátis. Até sábado (16).

O Maravilhoso Mundo de Disney on Ice

 (Eric Larson/Divulgação)

Do icônico dueto de Timão e Pumba em O Rei Leão ao sucesso recente Procurando Dory, mais de cinquenta personagens de oito filmes consagrados participam do espetáculo O Maravilhoso Mundo de Disney on Ice. Efeitos de luz e música compõem o ambiente de cada uma das histórias da apresentação sobre o gelo, protagonizadas por tipos inesquecíveis, como Mickey Mouse, Branca de Neve e Aladdin. Jeunesse Arena. Avenida Embaixador Abelardo Bueno, 3401, Barra. Quarta (13) a sexta (15), 19h30; sábado (16), 11h e 15h; domingo (17), 10h e 18h. R$ 80,00 a R$ 290,00.

Pequenos Escultores

 (Acervo Pinakotheke/Divulgação)

Com obras que fizeram parte da histórica Semana de 22, marco inicial da arte moderna no Brasil, a exposição Victor Brecheret (1894–1955), em cartaz na Pinakotheke Cultural, inspira oficinas gratuitas no aprazível casarão em Botafogo. No sábado (16), a atividade Pequenos Escultores vai ensinar os participantes a criar trabalhos próprios com tiras de papel. Aulas de ilustração e desenho completam a programação, que segue até julho. Outro encontro está previsto para o dia 23. Rua São Clemente, 300, Botafogo. Sábado, 11h às 13h. Grátis (inscrições por ordem de chegada). Até 14 de julho.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s