Dez curiosidades sobre o filme Procurando Dory

Previsto para entrar em cartaz na quinta (30), a nova animação da Pixar promete levar crianças (e adultos) de todas as idades aos cinemas cariocas

Quem assistiu Procurando Nemo, produção da Pixar de 2003, lembra-se da inesquecível Dory, a amiga inseparável do peixe-palhaço Marlin, que encantou crianças e adultos do mundo inteiro com sua curiosa perda de memória recente. Dessa vez, chega as telonas o longa Procurando Dory, onde a esquecidinha é a protagonista. No filme, com saudade dos pais, Dory decide fazer de tudo para reencontrá-los, contando com a ajuda dos velhos amigos e de novos personagens. Para te deixar ainda mais ansioso para conferir a animação, VEJA RIO listou DEZ curiosidades sobre a obra, que entra em cartaz no Rio na quinta (30). Confira!

+ Saiba quais são os dezenove filmes em cartaz no Rio

1– Em cartaz desde a última sexta (17) nos Estados Unidos, o filme estabeleceu um novo recorde na estreia de animação, arrecadando US$ 136 milhões. A peixinha promete lucrar mais do que o último sucesso da Pixar, Toy Story 3.

2- A história de Procurando Dory se passa seis meses após as aventuras de Procurando Nemo. Ou seja, já podemos esperar encontrar os personagens queridos do primeiro filme, do jeitinho que nós lembramos. 

3- Apesar dos peixes Nemo e Marlin aparecerem na animação, eles não vão estar totalmente conectados a aventura principal. No entanto, um novo personagem promete ganhar o coração dos fãs: o mal-humorado polvo de sete tentáculos, Hank. A produção demorou seis meses para concluir a primeira cena, onde ele conhece a Dory. Isso por que, por ser um animal superarticulado, a equipe precisou estudar muito bem todos os seus movimentos, para ficar o mais realista possível.

Procurando DoryProcurando Dory

 (/)

4- O ator Alexandre Gould, que fez a voz original do peixinho Nemo no primeiro filme, não pôde continuar com o seu papel. Com o passar dos anos, ele virou um adulto, portanto, sua voz mudou bastante  — Alexandre tinha nove anos em 2003, hoje em dia, tem 22. Mas não se preocupe, o ator não ficou desempregado: ele fez uma participação especial como um motorista de caminhão. Vamos lá, o que importa é participar. 

5- A tecnologia também foi aprimorada! O estilo da filmagem de Procurando Dory vai trazer o “ponto de vista” da protagonista. Para deixar o espectador com a sensação de estar dentro do mar com a peixinha, a equipe usou, além de uma câmera de 35 mm, já utilizada em Procurando Nemo, uma câmera de 16mm, mais compatível com a pequenez da azulada. 

Procurando DoryProcurando Dory

 (/)

6- O filme pode ser a primeira animação da Pixar a mostrar, mesmo de maneira breve, um casal homossexual. No trailer, duas mulheres aparecem com um carrinho de bebê, no entanto, segundo críticos que já assistiram o filme, a cena é muito curta e irrelevante. Apesar dos fãs terem “fervido” as redes sociais com o boato do possível casal, nada foi confirmado pelos produtores.

dorygaydorygay

 (/)

7- Quem faz a voz original da Dory é a comediante americana Ellen Degeneres, apresentadora do The Ellen DeGeneres Show. Ela também deu voz a peixinha em Procurando Nemo. Na versão brasileira, quem dubla a protagonista é a mineira Maíra Góes, que dá uma palhinha da voz da azulzinha neste vídeo.

ellenellen

 (/)

8- Outro assunto que bombou nas redes sociais foi a possível transição de gênero do Professor Raia, que também aparece no primeiro filme. Ellen DeGeneres falou em seu programa que o personagem teve o nome modificado: em vez de Sting-Ray, agora é Sting-Rhonda. Nos últimos tempos, a Disney tem tentado incluir maior diversidade — sexual e racial  — em suas produções.  

dorytransdorytrans

 (/)

9- Todos os personagens centrais da animação possuem um defeito, que precisam aprender a aceitar durante a uma hora e trinta e cinco minutos de filme. Dory, como já sabemos, tem perda de memória recente, a baleia-branca Bailey tem um radar biológico que não funciona muito bem, Hank, o polvo, perdeu um de seus tentáculos e, por fim, a baleia Destiny, é uma péssima nadadora.

Procurando DoryProcurando Dory

 (/)

10- Mas nem toda curiosidade é positiva. Infelizmente, os cientistas estão preocupados com o sucesso do filme — eles temem que Procurando Dory influencie as pessoas a comprarem a espécie de peixe cirurgião-patela, como animal de estimação. Essa premissa partiu de um dado alarmante: após o lançamento de Procurando Nemo, as vendas da espécie peixe-palhaço aumentaram 40%, levando ao declínio de algumas populações. A revista National Geographic lançou a campanha “Save Dory”, para conscientizar a população a deixar os bichinhos em seu habitat natural. Nós apoiamos a ideia!

Gerald & Buff CorsiVisuals UnliSPLLatinstockGerald & Buff CorsiVisuals UnliSPLLatinstock

 (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s