Desenvolvedores cariocas apresentam jogos em festival nerd no Rio

O Geek & Game Rio Festival acontece no Rio Centro entre sexta (20) e domingo (22)

 

 

Game Stadium: a arena sediará as disputas de jogos eletrônicos

Game Stadium: a arena sediará as disputas de jogos eletrônicos (Cristiane Mattos/Light Press/Divulgação)

No pequeno município fluminense de Paulo de Frontin, localizado no sul do estado, 165 alunos batem ponto no câmpus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRJ) para transformar em profissão o que é hobby para muita gente. Atenta a uma indústria que movimenta 137 bilhões de dólares por ano no mundo, mais do que o cinema e a música juntos, a cidade entrou no mapa nerd em junho de 2014, quando o IFRJ lançou o primeiro curso superior federal em jogos digitais do país. Gigante, e em crescimento, esse mercado ainda engatinha no Brasil, mas é empurrado por iniciativas como a do IFRJ e vai mostrar sua força no Geek & Game Rio Festival. Na segunda edição, que ocupa o Riocentro de sexta (20) a domingo (22), o principal evento da cultura pop no calendário carioca é uma farra. Dentro da farta programação, além da diversão garantida, neste ano o visitante vai ter uma noção clara de como anda o negócio de games nacional: cinquenta desenvolvedores cariocas vão apresentar suas criações e disponibilizá-las para o público, em versão ampliada de uma ação realizada em 2017. “Decidimos investir neste espaço, acompanhando o visível crescimento tanto na demanda quanto na oferta”, explica Tatiana Zaccaro, diretora do núcleo de cultura da GL Events/Fagga, responsável pelo evento.

Rafael Bastos: escolha dos jogos em teste

Rafael Bastos: escolha dos jogos em teste (Felipe Fittipaldi/Veja Rio)

A nova área de testes, agora batizada de Games from Rio, terá 150 metros quadrados e 28 pontos de jogos para quem quiser se divertir. “É uma oportunidade ótima de mostrar o potencial da nossa indústria criativa”, acredita Bernardo Monzo, analista do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RJ), à frente da iniciativa, junto com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação. Uma estimativa informal mostra que, em menos de dois anos, o número de empresas de desenvolvimento digital na cidade aumentou de dez para setenta. Boa parte dessa turma estará reunida no estande de jogos cariocas, que tem como curador o ex-engenheiro, e hoje desenvolvedor, Rafael Bastos. Criações quase prontas para ser lançadas foram sua prioridade de escolha. “Estar ao lado de empresas de grande porte dentro do festival valida a importância dos criadores nacionais. Isso pode facilitar nossa entrada no mercado internacional. É o que chamamos de estratégia Anitta”, explica Bastos, que também aproveitará a vitrine. Ele vai pôr em teste uma expansão de seu game A Lenda do Herói, de 2016, com trilha sonora feita em parceria com os Castro Brothers, fenômeno do YouTube.

 (Arte/Veja Rio)

A estratégia costuma funcionar. Depois que participou da primeira edição da feira, o carioca Kim Kaznowski, de 26 anos, conseguiu vencer dois editais e ampliou o quadro de funcionários de sua empresa de cinco para quinze pessoas. Ele volta agora ao Geek & Game para exibir uma versão turbinada de RacketBoy, sobre um garoto que tenta salvar a galáxia de criaturas perigosas. “Pôr as pessoas para jogar nos dá um retorno fiel do que esperar do mercado”, garante Kaznowski, que estará ao lado de grandes nomes do mundo geek durante esses três dias. Muita coisa também vai acontecer no entorno da arena Games from Rio — estão previstos, entre outras atrações, concurso de cosplay, área para jogos de tabuleiro e cartas e um bate-papo com o ator alemão Tom Wlaschiha, que interpreta Jaqen H’ghar na série Game of Thrones (veja o quadro acima). Kaznowski está ansioso para assistir aos embates na Game Stadium. Nessa área principal, uma arena de padrão internacional com telão de 60 metros quadrados, acontecerão as disputas de e-sports, competições de jogos eletrônicos mundialmente famosos. Parece só brincadeira, mas não é: qualquer desenvolvedor sonha com o dia em que seu game estará no centro daquele palco. ß

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s