Dez programas imperdíveis neste fim de semana

VEJA RIO selecionou dez atrações para deixar seu fim de semana mais animado. Destaque para o show de Lulu Santos neste sábado (21)

Lulu Santos

Lulu Santos: pop nacional em campo

Lulu Santos: pop nacional em campo (Guto Costa/Divulgação)

De volta à cidade com a turnê Canta Lulu, que estreou no Vivo Rio em abril, Lulu Santos leva seu fortíssimo arsenal de hits ao Estádio do Engenhão, depois de rodar o país. Em meio à nova temporada do reality The Voice Brasil, que tem início na terça (17) e do qual é jurado desde 2012, o cantor promete fazer o público pular ao som de Tempos Modernos, Toda Forma de Amor, Um Certo Alguém, O Último Romântico e outros sucessos atemporais. Estão escaladas também regravações de Rita Lee, do mais recente álbum Baby Baby!, a exemplo de Ovelha Negra e Caso Sério. Estádio Nilton Santos (Engenhão). Rua Doutor Padilha, s/nº, Engenho de Dentro. Sábado (21), 23h. R$ 40,00 (pista) a R$ 90,00 (pista vip).

Festival de Inverno Rio 2018

Paralamas do Sucesso: Um dos destaques do Festival Inverno Rio

Paralamas do Sucesso: Um dos destaques do Festival Inverno Rio (Mauricio Valladares/Divulgação)

Hip-hop, rock e sertanejo ocupam três noites na Marina da Glória no Festival de Inverno Rio 2018. Batizada de Soul + Black, a abertura, na sexta (20), conta com os rappers Emicida e Rael, além do funk dos MCs Kevinho e Levinho, mais o batidão do DJ Negralha. Sábado (21) é dia de BRock, com os Paralamas do Sucesso (foto),Frejat e Nando Reis. No domingo (22), a dupla Maiara e Maraisa e a cantora Marília Mendonça estrelam a Festa das Patroas, com hinos da sofrência. Marina da Glória. Avenida Infante Dom Henrique, s/nº, Glória. Sexta e sábado, 21h; domingo, 16h. R$ 100,00 (pista, 1º lote) a R$ 200,00 (camarote, 1º lote).

Toni Platão e Blues Etílicos

Toni Platão (com a guitarra na foto) e a banda Blues Etílicos: clássicos da MPB em nova roupagem

Toni Platão (com a guitarra na foto) e a banda Blues Etílicos: clássicos da MPB em nova roupagem (Guarim de Lorena/Divulgação)

Pérolas do cancioneiro nacional ganham nova roupagem no projeto MPBlues, união do cantor Toni Platão e da veterana banda Blues Etílicos. Com o apoio do guitarrista Nilo Romero, que assina a direção musical do show, a experiente turma recria canções consagradas de nomes que vão de Noel Rosa (Filosofia) e Lupicínio Rodrigues (Esses Moços) a Chico Buarque (Construção) e Lenine (Dois Olhos Negros). Blues da Piedade, de Cazuza, e Boomerang Blues, de Renato Russo, também ganham versões especiais. Manouche. Rua Jardim Botânico, 983 (Casa Camolese), ☎ 99239-4969. Sexta (20) e sábado (21), 21h. R$ 60,00 (com 1 quilo de alimento não perecível) e R$ 80,00.

Quarto 19

 (Cris Lyra/Divulgação)

 Quarto 19. É inegável que uma produção opulenta é capaz de encher os olhos da plateia antes mesmo que se confirme (ou não) a qualidade de um espetáculo. Prender a atenção do público em um palco quase vazio, durante mais de uma hora, apenas com o recurso da palavra, é proeza para poucos. Pois é o que Amanda Lyra (foto) conquista com Quarto 19, em cartaz no Teatro Poeirinha, após aclamada temporada em São Paulo. Grande trunfo do monólogo, a dramaturgia foi concebida com base em um conto da britânica Doris Lessing, vencedora do Prêmio Nobel, publicado em 1963. A distância temporal, no entanto, em nada afeta a atualidade da trama, que trata de forma poética da insatisfação paralisante que acomete uma mãe de família. Assim, temáticas necessárias como solidão, perda de identidade e frustração são levadas à cena. Dirigida por Leonardo Moreira, Amanda age na maior parte do tempo como uma exímia narradora, estabelecendo um contato íntimo, olho no olho, com os espectadores. Mas é nos raros momentos em que se mistura com a personagem que a atriz consegue ressaltar o caráter brutal daquela realidade — que poderia pertencer a muitas mulheres (70min). 16 anos. Teatro Poeirinha. Rua São João Batista, 104, Botafogo. Quinta a sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 40,00. Até o dia 29.

Heisenberg –— A Teoria da Incerteza

 (Nana Moraes/Divulgação)

Heisenberg –— A Teoria da Incerteza. Projeto idealizado por Solange Badim, atriz falecida no ano passado, a montagem usa a teoria do físico alemão Werner Heisenberg para tratar das peculiaridades que envolvem o encontro entre duas pessoas. Fragilizados pela solidão e pelo tédio, os personagens de Everaldo Pontes e Barbara Paz (ambos na foto) buscam ressignificar sua existência depois de se conhecerem por obra do acaso. Guilherme Piva é o responsável pela direção do texto do inglês Simon Stephens (80min). 16 anos. Teatro Poeira. Rua São João Batista, 104, Botafogo. Quinta a sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 70,00. Até 2 de setembro. Estreia na sexta (13). 

Loloucas

 (Bruno Veiga/Divulgação)

Loloucas. As reflexões que acompanham a entrada na casa dos 50 anos serviram de inspiração para a comédia, escrita por Heloísa Périssé. Ela entra em cena com a amiga Maria Clara Gueiros (as duas na foto), e ambas vivem duas velhinhas que discutem a passagem do tempo e os laços de amizade que as unem. Direção de Otávio Muller (60min). 12 anos. Teatro dos Quatro. Rua Marquês de São Vicente, 52, Gávea. Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 50,00 a R$ 90,00. Até 30 de setembro. Estreia na sexta (20). 

Djanira da Motta e Silva

 (Laura Carneiro/Divulgação)

Primeira artista latino-americana a integrar o acervo do Museu de Arte Moderna do Vaticano, a cabocla do interior paulistano Djanira da Motta e Silva ganha uma homenagem na Galeria Evandro Carneiro Arte. Vinte pinturas (em sua maioria nunca antes apresentadas) e desenhos de Djanira serão exibidos e poderão ser adquiridos pelos visitantes. Para levar a inédita Jangadas do Maranhão (foto) para casa, será preciso desembolsar 25 000 reais. Galeria Evandro Carneiro Arte. Rua Marquês de São Vicente, 124 (Gávea Trade). Segunda a sábado, 10h às 19h. Grátis. Até 11 de agosto. Abertura neste sábado (14).

Objetos da Memória

 (Sandra Delgado/Divulgação)

No início do ano passado, a fotógrafa Sandra Delgado montou em seu ateliê um cenário com uma lona de caminhão antiga e retratou 36 pessoas com seus objetos mais queridos. Foi assim que seu marido, o ator Wagner Moura, foi fotografado junto a um copo de estanho que pertenceu a seu pai (foto). Os cliques com famosos e anônimos, bem como seus tesouros pessoais, compõem a mostra Objetos da Memória, em cartaz na Galeria Escombros a partir de quinta (19). Galeria Escombros. Rua Benjamim Constant, 115, Glória. Terça a sábado, 11h às 18h. Grátis. Até 19 de agosto. Abertura na quinta (19).

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s