Crítica: musical com Flavio Bauraqui resgata história de Cartola

Texto de Artur Xexéo sai do óbvio para contar a vida do grande sambista

 Cartola, o Mundo É um Moinho. O grande nome do samba e um de seus clássicos dão título ao tributo em forma de musical. Levado à cena com direção de Roberto Lage, o texto de Artur Xexéo passeia pela vida de Angenor de Oliveira, o glorioso Cartola (1908-1980), sem se ater à ordem cronológica. Episódios de sua biografia são resgatados quando uma escola de samba se prepara para homenageá-lo. À vontade no papel principal, Flavio Bauraqui (na foto, ao lado de Adriana Lessa) esbanja talento na reprodução de trejeitos e, o mais difícil, na interpretação de canções do naipe de Grande Deus e O Sol Nascerá. Belo programa para quem gosta de boa música (150min). 12 anos. Teatro Carlos Gomes. Praça Tiradentes, s/nº, Centro. Quinta a sábado, 19h; domingo, 17h. R$ 70,00 a R$ 80,00. Até o dia 28.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s