Confira as estreias teatrais da semana

Comédias, solos e clássicos se dividem em temporada carioca

Amor Barato – O Romeu e Julieta dos Esgotos. A peça conta a improvável história de amor entre Dom e Dona, membros de famílias rivais e habitantes dos subterrâneos do poder de uma metrópole. Narrado por meio de texto e canções originais, o espetáculo dirigido por Fábio Espírito Santo e Ana Paula Bouzas conta com onze atores no elenco (90min). 16 anos. Sesc Copacabana. Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana. Sexta e sábado, 20h30; domingo, 19h. R$ 30,00. Até o dia 26. Estreia na sexta (3).

 (Tiago Xavier/Divulgação)

Bonifácio Bilhões. Sucesso que permaneceu dez anos em cartaz após a estreia em 1975, o texto de João Bethencourt é dirigido por Marcus Alvisi em nova montagem com João Camargo, Fernando Ceylão e Flávia Monteiro no elenco (90min). 14 anos. Teatro Vannucci. Rua Marquês de São Vicente, 52, Shopping da Gávea. Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 70,00 a R$ 80,00. Até 30 de setembro. Estreia na quinta (2).

 (CATARINA CARVALHO/Divulgação)

CIDADE/ABISMO. O Grupo Teatro Empório leva à cena a (necessária) temática do suicídio em montagem escrita e dirigida por Leandro Bacellar. Marco André Nunes, Miwá Yanagizawa e Liliane Rovaris colaboraram com o projeto (90min). 14 anos. Sala Municipal Baden Powell. Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 360, Copacabana. Quinta e sexta, 20h. R$ 40,00. Até o dia 31. Estreia na quinta (2).

Cuidado com Neguin. Monólogo escrito, dirigido e estrelado por Kelson Succi aborda a visão de um negro sobre sua vivência entre a favela e a cidade (70min). Livre. Casa Rio. Rua São João Batista, 105, Botafogo. Quinta e sexta, 20h30. Grátis (contribuição voluntária). Até o dia 24. Estreia na quinta (2).

Em Uma Manhã de Sol. O drama é inspirado em uma compilação de crônicas escritas pela atriz Flávia Lopes, desde o diagnóstico de leucemia do marido, em outubro de 2016, passando pela internação às pressas em um hospital – onde histórias de outras mulheres também serviram como inspiração. Direção de Eduardo Vaccari (60min). 14 anos. Sesc Tijuca. Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca. Sexta a domingo, 19h. R$ 30,00. Até o dia 19. Estreia no sábado (4).

 (Brown/Divulgação)

Filho do Pai. Antonio Pitanga e Nando Cunha protagonizam reencontro entre pai e filho na montagem escrita por Maurício Witczak e dirigida por Clarissa Kahane (70min). 14 anos. Sesc Tijuca. Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca. Sexta a domingo, 20h. R$ 30,00. Até o dia 19. Estreia no sábado (4).

Impromédia. Luiz Fernando Guimarães assume a direção do espetáculo onde tudo é feito na hora com a ajuda da plateia. André Lamare, Bayron Alencar e Cristiano Lopes estão no elenco (60min). 12 anos. Teatro Miguel Falabella. Avenida Dom Helder Câmara, 5332, Del Castilho. Domingo, 21h59. R$ 60,00. Até o dia 26. Estreia no domingo (5).

 (Leo Aversa/Divulgação)

Mercado Amoroso. Ernesto Piccolo dirige peça sobre o reencontro de três amigas após desilusões no amor. Com Leticia Birkheuer, Karen Junqueira, Germana Guilhermme e André di Mauro (90min). 16 anos. Teatro Fashion Mall. Estrada da Gávea, 899, São Conrado. Sexta e sábado, 21h; domingo, 19h30. R$ 70,00 a R$ 80,00. Até o dia 26. Estreia na sexta (3).

 (Robert Coelho/Divulgação)

Pança. A tragicomédia de Leo Lama se inspira nos personagens do clássico Dom Quixote, de Miguel de Cervantes, para abordar as relações de poder em nossa sociedade. Robert Coelho dirige Beto Magnani em cena (55min). 14 anos. Teatro Glauce Rocha. Avenida Rio Branco, 179, Centro. Quarta a domingo, 19h. R$ 30,00. Até 2 de setembro. Estreia na sexta (3).

Para Não Morrer. Com dramaturgia do curitibano Francisco Mallmann a partir da obra Mulheres, do escritor uruguaio Eduardo Galeano, o solo estrelado por Nena Enoue trata de questões políticas a partir de temáticas femininas (60min). 14 anos. Teatro Poeirinha. Rua São João Batista, 104, Botafogo. Quinta a sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 40,00 a 60,00. Até o dia 26. Estreia na quinta (2).

 (Guga Melgar/Divulgação)

Uma Peça Para Dois. Carla Nagel e Andre Murta estrelam texto de Tennesse Williams sobre dois irmãos que, abandonados por sua trupe, precisam encenar uma peça e acabam deixando questões mal resolvidas de suas vidas pessoais virem à tona. Delson Antunes assina a direção (80min). 16 anos. Teatro Maison de France. Avenida Presidente Antonio Carlos, 58, Centro. Sexta e sábado, 19h30; domingo, 18h. R$ 70,00 a R$ 80,00. Até 30 de setembro. Estreia na sexta (10).

A Serpente. Eric Lenate dirige a última peça escrita por Nelson Rodrigues e entra em cena ao lado de Carolina Lopez, Fernanda Heras, Rodrigo Caetano e Ana Negraes para narrar o triângulo vivido por duas irmãs que amam o mesmo homem (60min). 16 anos. CCBB. Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Quinta a segunda, 19h. R$ 30,00. Até 3 de setembro. Estreia na sexta (3).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s