Confira 35 atrações gratuitas para curtir o fim de semana

Um guia com programas para se divertir sem gastar dinheiro, com espetáculos, exposições, eventos e outras atrações

CONCERTO

Sonia Gonzalez

Atração da série Música no Museu, a pianista argentina interpreta composições de Scarlatti, Beethoven, Brahms, Chopin e Bartok em apresentações no CCBB e no MAM.

Centro Cultural Banco do Brasil (100 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Quarta (23), 12h30. Museu de Arte Moderna (200 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Flamengo, ☎3883-5600. Domingo (27), 11h30.

ESPECIAL

Ato e Efeito

Criação de Rafael Teixeira, Fernando Neumayer e Luís Martino, o projeto celebra o teatro através do registro de cenas em que atores leem trechos de peças marcantes em suas respectivas carreiras. Nos filmes de curta duração, que serão exibidos no térreo do espaço, nomes como Debora Lamm, Gregorio Duvivier, Gustavo Gasparani e Charles Fricks atingem alta voltagem dramática durante suas leituras.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo,  3131-3060. Terça a domingo, 11h/20h. Grátis. Até 1º de maio.

Air Max Day

Air Max Day NikeAir Max Day Nike

 (/)

Neste sábado (26), quem gosta de música e esporte tem um programão imperdível em Madureira, na Zona Norte. É que um dos maiores redutos do samba carioca recebe o evento Air Max Day, em homenagem aos 29 anos de lançamento do tênis. Na programação, que ocupa o Viaduto de Madureira, cerca de 20 estilistas montarão looks temáticos que dialogam o modelo.

Além disso, o público poderá participar também de oficina de customização de sneakers e oficina de grafitti. A caixa de som local irá reverberar, das 16h às 21h, o repertório da DJ Flávia Xexéo e da Banda Afrojazz. Às 22h é a vez do rapper Rael da Rima se apresentar no Baile Charme. Saiba mais aqui. 

Shiatsu

O Rio Design Leblon oferece sessões gratuitas de Shiatsu a seus clientes e colaboradores. Uma profissional especializada em saúde ocupacional fica à disposição para fazer a massagem no lounge Cuidado com o Corpo, instalado no 2º piso. A ação acontece toda sexta, entre 15h e 19h, até 1º de abril.

 

EXPOSIÇÕES

Conversação


ConversaçãoConversação

 (/)

As belezas naturais do Rio levam a certa injustiça contra a cidade: pouco se fala das maravilhas artificiais locais. Na exposição de fotos Conversação, com abertura prevista para este sábado (5), no Parque das Ruínas, Aristides Correa Dutra propõe um olhar atento sobre a cidade construída. Ele evitou monumentos como o Theatro Municipal, o MAM ou nosso ícone mais recente, o Museu do Amanhã. Nas imagens, ressalta “personagens” raramente notados pelo passante apressado. “Quase todas as fotos têm a figura humana. Há vultos históricos, santos, anjos, alegorias, figuras mitológicas e máscaras”, relata o artista plástico e fotógrafo, que se diz influenciado por Marc Ferrez e Augusto Malta, e pelo fotógrafo de moda alemão Horst P. Horst (1906-1999), devido ao “tratamento escultórico que dava ao corpo humano”. Flanando pela cidade, Dutra trilha caminho oposto ao humanizar esculturas cariocas — a exemplo de Alegoria da Sabedoria, trabalho de terracota que enfeita o topo do Solar do Visconde do Rio Seco, no Centro.

Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa,  2215-0621. Terça a domingo, 10h às 18h. Grátis. Até 8 de maio.

 

Galeria Transparente — Showroom

Em 2014, Frederico Dalton partilhou, via Facebook, uma intervenção sobre a foto de um espaço vazio na Rua da Glória. No retrato do local, preparado para receber uma banca de jornais, inseriu digitalmente a imagem de um trabalho seu. Os amigos acreditaram estar diante de um registro real. Outro artista, Bob N, enviou a foto de um trabalho seu e pediu para expô-la no mesmo espaço urbano. Nascia assim a Galeria Transparente. Agora, com curadoria de seu criador, 25 artistas exibem trabalhos inspirados pela ideia de um espaço, ao mesmo tempo, físico e imaginário. Performances ligadas à original proposta serão apresentadas aos sábados, durante a temporada.

Centro Cultural Justiça Federal. Avenida Rio Branco, 241, Centro,  3261-2565, ↕ Cinelândia. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 24 de abril.

 

Manfredo de Souzanetto

Mineiro da cidade de Jacinto, Manfredo de Souzanetto despontou em 1974, no Salão de Arte Universitária de Belo Horizonte. Estudou em Paris entre 1975 e 1979 e, no Rio, formou-se no curso de gravura da Escola de Belas Artes da UFRJ. Por aqui, desenvolveu obra rica, em fases que vão dos trabalhos geométricos em papel, nos anos 70, às telas sobre estruturas de formas diversas, na década seguinte, passando por fotografias, pinturas-relevo, objetos e esculturas. Em boa parte das pinturas, o artista se vale de pigmentos naturais fabricados por ele, com destaque para tipos e tons de terra de seu estado natal. Paisagem Ainda que, retrospectiva aberta para o público a partir de quinta (24), exibe 38 pinturas e cinco fotos de Souzanetto distribuídas por quatro salas. O artista encabeça o novo pacote de exposições do Paço, que inclui, abrindo na mesma data, individuais de Elisa Bracher (desenhos e esculturas, Marco Veloso (desenhos), Regina de Paula (videoinstalações e fotos) e Tatiana Grinberg (videoinstalação e esculturas).

Paço Imperial. Praça Quinze de Novembro, 48, Centro, ☎2215-5231. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 29 de maio. A partir de quinta (24).

 

Modernidades Fotográficas, 1940-1964

Modernidades Fotográficas

Modernidades Fotográficas

A mostra passou por Berlim — onde estreou, em outubro de 2013 —, Lisboa, Paris e Madri. Foi considerada, pelo site Huffington Post, uma das cinco melhores exposições para visitar em 2015. Pertencente ao acervo do Instituto Moreira Salles, a coleção, com 160 itens, volta para casa: a partir de domingo (20), a sede carioca da instituição abre para visitação pública Modernidades Fotográficas, 1940-1964. Da coleção assinada por quatro autores emerge um rico panorama histórico. Marcel Gautherot (1910-1996), nascido em Paris, tinha origem operária e, ao fixar-se no Brasil, em 1940, batalhou pela formação de uma identidade nacional. O piauiense José Medeiros (1921-1990) é o fotojornalista por excelência, cria da redação de O Cruzeiro, revista na qual trabalhou por mais de quinze anos. Terceiro na lista, o húngaro Thomaz Farkas (1924-2011) chegou ao Brasil com 6 anos e tornou-se um dos principais fotógrafos da construção de Brasília (era o preferido de Oscar Niemeyer). Por último, mas não menos importante, como o visitante vai constatar, Hans Gunter Flieg, nascido em 1923, marca presença com suas imagens de traços futuristas. Vindo da Alemanha e radicado em São Paulo, ele registrou o processo de industrialização do país.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 26 de fevereiro de 2017. 

Only You


ONLYYOU6ONLYYOU6

 (/)

Ao longo de três anos, o fotógrafo paulistano Leonardo Kossoy registrou em fotos e vídeos cenas dos atores Gilda Nomacce e Germano Melo nus. As poses sugerem situações dramáticas ou formas geométricas com os corpos do casal. No total, são cerca de 140 obras, entre fotos, instalações e vídeos. O título da mostra remete ao hit musical homônimo gravado pelo grupo americano The Platters, nos anos 50, e trata do desejo do artista de falar das relações a dois. A curadoria é do também fotógrafo Fernando Azevedo. 14 anos. Estreia prevista para terça (15).

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro 2253-1580. ↕ Uruguaiana. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 8 de maio.

Agricultura da Imagem

Com passagens por São Paulo e Fortaleza, a mostra reúne obras do amazonense Rodrigo Braga. Radicado no Rio, ele usa a natureza como matéria-prima para suas obras. Serão exibidas trinta fotografias, três vídeos e uma instalação, além de objetos pessoais e desenhos originais, inspirados pelas paisagens da Floresta da Tijuca, do litoral de Pernambuco e do Rio Negro, no Amazonas. Braga possui trabalhos em acervos importantes no Brasil e no mundo, a exemplo do MAM carioca e da parisiense Maison Européenne de la Photographie.

Espaço Cultural BNDES. Avenida República do Chile, 100, Centro,  0800 702-6337, ↕ Carioca. → Segunda a sexta, 10h às 19h. Grátis. Até 15 de abril.

 

Visão Fontana

Para o poeta mato-grossense Manoel de Barros (1916-2014), “visão fontana” é a maneira pela qual os poetas veem o mundo. A visão seria a própria fonte do que se vê, e não uma mera constatação. Em sua primeira individual, o jovem artista plástico petropolitano Bruno Belo se apropria do conceito criado pelo poeta para apresentar um recorte de sua produção recente. Visão Fontana, a mostra, reúne trabalhos em tela e papel, em grandes e pequenas dimensões, executados com tinta a óleo, acrílica, aquarela e pó de grafite, todos inéditos.

Galeria de Arte Ibeu. Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 690, 2º andar, Copacabana,  3816-9473. Segunda a sexta, 13h às 19h. Grátis. Até 8 de abril.

 

Outras Portas da Percepção — Um Experimento em Teoria da Imagem

OUTRAS PORTAS-Nefertiti

OUTRAS PORTAS-Nefertiti

Desde os anos 70, Arthur Omar marca presença em múltiplas áreas da produção cultural. Atua como cineasta, fotógrafo, ensaísta, artista plástico, muitas vezes fazendo tudo ao mesmo tempo. Pioneiro, no país, na exploração de novas mídias, já expôs na Bienal de São Paulo (1997) e no nova-iorquino MoMA (1999). Em sua mais recente mostra, Outras Portas da Percepção — Um Experimento em Teoria da Imagem, Omar exibe três séries de fotografias acompanhadas de fragmentos de texto. Nas fotos, tenta capturar o momento em que a imagem sem forma começa a se definir. Na Galeria 1 pontificam interferências sobre o quadro A Menina do Brinco de Pérola, do holandês Johannes Vermeer (1632-1675). A Galeria 2 abriga imagens de matéria inanimada transformadas, de maneira bem subjetiva, em seres míticos. Na Galeria 3, formas indefinidas ganham recortes nítidos e imagens coloridas são apresentadas em preto e branco. A ideia é que o visitante saia com a sensação de ter experimentado “uma sucessão de acasos inesperados”, nas palavras do artista.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, níveis 2, 4 e 5, Flamengo,  3131-3060. → Terça a domingo, 11h às 18h. Grátis. Até 1º de maio.

 

Guilherme Vaz


Guilherme VazGuilherme Vaz

 (/)

Ainda que tecnicamente correta, a classificação do mineiro Guilherme Vaz como músico e compositor soa insuficiente. Um dos mais premiados autores de trilhas sonoras do país, com mais de sessenta filmes no currículo, ele introduziu a música concreta no cinema brasileiro, com o filme Fome de Amor (1968), de Nelson Pereira dos Santos. Adepto das experimentações, acabou por fazer parte, entre o fim dos anos 60 e o início da década seguinte, da nascente cena carioca da arte conceitual, tornando-se um pioneiro ao produzir obras que tinham por base o som. Essa rica trajetória é apresentada em Uma Fração do Infinito, mostra que abre na quarta (13) no CCBB. Uma das salas será inteiramente dedicada às investigações de Vaz no campo da música, incluindo instalações sonoras e partituras convencionais e conceituais — entre as últimas, Silêncio, com instruções para uma performance. Vídeos, fotografias, desenhos e pinturas completam o acervo.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro,  3808-2020.→ Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 4 de abril.

Rapunzel


Rapunzel Flávia BertinatoRapunzel Flávia Bertinato

 (/)

No célebre conto dos irmãos Grimm, publicado em 1812, Rapunzel, linda moça de cabelos dourados, é trancada em uma torre sem porta ou escada. Certo dia, um príncipe a ouve cantar e se encanta. Ele aprende a subir na tal torre agarrado às longuíssimas tranças da jovem. Na instalação que leva o nome da princesa, a artista mineira Flávia Bertinato “aprisiona” em sete carretéis longas tranças feitas de fibra de sisal. Manivelas e tesouras ficam ao alcance das mãos do visitante, mas não é possível mover os “cabelos”: a obra pesa 700 quilos. Rapunzel é o sétimo projeto contemplado com o Prêmio CCBB Contemporâneo, instituído por edital nacional em 2014. Ao todo, foram selecionados dez nomes entre 1  823 inscritos. As individuais, sempre na Sala A, começaram com o Chelpa Ferro. Até julho serão apresentados trabalhos do mineiro Alan Borges, de Ana Hupe e de Floriano Romano, ambos do Rio.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, 2º andar, sala A, 3808-2020. Quarta a segunda, 9h às 21h. Livre. Grátis. Até 28 de março.

✪✪✪✪ Zeitgeist — A Arte da Nova Berlim


Zeitgeist - a Arte da Nova BerlimZeitgeist – a Arte da Nova Berlim

 (/)

Desde o fim da Guerra Fria, Berlim atrai artistas de todas as partes do planeta.A queda do Muro, em 1989, refundiu os lados ocidental e oriental da cidade e gerou um sentimento de liberdade propício à experimentação, alimentado por alegre miscelânea de tendências com altas doses de criatividade. De certa maneira, a capital da Alemanha retomou o lugar de destaque entre os principais centros produtores de vanguardas artísticas mundiais que ocupava no começo do século XX. A mostra Zeitgeist — A Arte da Nova Berlim, em cartaz no CCBB, capta essa realidade de modo emocionante, reunindo obras que testemunham processos únicos de destruição, reconstrução e ocupação do espaço urbano. São apresentados os olhares múltiplos de 29 artistas plásticos contemporâneos. Nas fotos de grande formato, ruínas compõem imagens de rara beleza. Há retratos fantasmagóricos da terra de ninguém que partia Berlim ao meio, com passado e presente misturando-se diante dos olhos. É melancólico e bonito. Na sala Clube Berlim, dedicada à cena tecno do bairro de Mitte, iluminada por luz vermelha, o visitante é envolvido pela cultura eletrônica. Trinta anos de flyers, fotos dos clubes que ocupavam imóveis destruídos, fotos das fachadas, música, projeções e sets de DJs recriam com precisão a cena dos anos 80 e 90 — quem viveu os ecos desse movimentopor aqui vai sentir uma ponta de saudade.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro,  3808-2020. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 4 de abril.

 

Depois do Futuro — Daniela Labra

A coletiva faz parte do programa Curador Convidado, em que curadores mesclam trabalhos de alunos da Escola de Artes Visuais (EAV) a obras de artistas conhecidos. A convidada deste ano, que marca a quarta edição da mostra, é a chilena radicada no Rio Daniela Labra. O fio condutor para a escolha das obras é a noção de futuro. Daniela reuniu cerca de sessenta criações de 39 artistas plásticos brasileiros e estrangeiros. Entre os nomes em destaque estão os brasileiros Laercio Redondo e Lia do Rio, a mexicana Teresa Margolles e a espanhola Irene de Andrés. Na programação paralela, o público poderá participar de debates com acadêmicos, ativistas e artistas.

Parque Lage. Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico,  3257-1800. Segunda a domingo, 10h às 17h. Grátis. Até 1º de maio.

 

Frida Kahlo: Conexão entre Mulheres Surrealistas no México


acervo-Banco-de-México-Diego-Rivera-&-Frida-Kahlo-Museums-Trustacervo-Banco-de-México-Diego-Rivera-&-Frida-Kahlo-Museums-Trust

 (/)

A exposição, que reúne trinta obras de Frida Kahlo (1907-1954), também conta com mostra de filmes sobre a artista e outras representantes das artes plásticas no México.

Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro,  3980-3815, ↕ Carioca. →Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 27 de março.

80/80 – Oitenta Posters dos Anos 80


80/80 - Oitenta Posters dos Anos 8080/80 – Oitenta Posters dos Anos 80

 (/)

Os nostálgicos de plantão têm um programa perfeito para relembrar os saudosos anos 80. A partir desta terça (12), o Imperator – Centro Cultural João Nogueiraabre as portas para mais a exposição 80/80 – Oitenta Posters dos Anos 80. Com entrada gratuita, a mostra, que fica em cartaz até o dia 3 de abril, retrata parte da atmosfera musical da década que marcou toda uma geração. Clique para saber mais.

Antonio Houaiss – Singular, Plural

Mais conhecido do público pelo dicionário que leva o seu nome, o filólogo, diplomata e professor Antonio Houaiss (1915-1999) foi um dos principais intelectuais brasileiros do século 20. Carioca, filho de imigrantes libaneses, toda a sua formação, da escola  à universidade, foi no ensino público, e Houaiss se destacou em diversas áreas, chegando a exercer o cargo de ministro da Cultura, durante 11 meses, no governo Itamar Franco, em 1993. Até 31 de março. Clique para saber mais.

Carvão-Ouro

Dudu Garcia apresenta 120 obras inéditas, divididas em duas séries: Fragmentos e Carvão-Ouro. Na primeira, o artista carioca mostra sessenta trabalhos feitos com fragmentos quadrados de outras pinturas assinadas por ele. Os trabalhos de Carvão-Ouro, que dá nome à exposição, são obras feitas com carvão e folha de ouro. Garcia integra o grupo de artistas da Fábrica Bhering — foi o primeiro ocupante do espaço. A curadoria é de Fernando Cocchiarale.

Mais Um Galeria de Arte. Rua Garcia D´Ávila, 196, Ipanema,  3085-3000. Segunda a sexta, 10h às 19h. Sábado, 10h às 17h. Grátis. Até 16 de abril.

 

Patrizia D’Angello — Kitinete

No agradável endereço na Urca, a artista, que trabalha no cruzamento da fotografia com a pintura, mostra cerca de vinte obras inéditas com foco na rotina da vida doméstica e familiar. Em vídeo, Patrizia registrou uma performance realizada com amigos em torno de uma mesa de jantar, aos quais propôs uma experiência sensorial que envolveu aromas, sabores, sons e texturas de alimentos.

Atelier da Imagem Espaço Cultural. Avenida Pasteur, 453, Urca,  2541 3314 . Segunda a sexta, 10h às 21h; sábado, 10h às 17h. Grátis. Até 8 de abril.

 

Paris-Rio Plages

A mostra da fotógrafa francesa Marich Devise, ativista da fotografia social que usa a mídia fotográfica e o humor para criar laços entre membros das comunidades urbanas periféricas e abrí‐las à sociedade de consumo. A exposição apresenta 22 fotografias realizadas em Paris e no Rio de Janeiro.

Galeria Aliança Francesa Botafogo. Rua Muniz Barreto, 746, Botafogo. Segunda a sexta, 14h às 20h; sábado, 9h às 13h. Até 28 de maio.

 

Panorâmicas do Rio por Henrique Jordan

Durante todo o mês de março o Carioca Shopping vai celebrar o aniversário do Rio de Janeiro com uma exposição de fotos panorâmicas da Cidade Maravilhosa feitas pelo fotógrafo e designer Henrique Jordan. A mostra reúne 30 imagens que revelam ângulos diferenciados de pontos turísticos e arquitetônicos da cidade como Corcovado, Pedra da Gávea, Prainha, Arpoador, Praia de Copacabana, Arcos da Lapa, Ilha Fiscal, Baía de Guanabara, Aterro do Flamengo, Fortaleza de Santa Cruz e Ponte Rio Niterói entre outros.

Carioca Shopping. Av. Vicente de Carvalho 909, Vila da Penha. Até 3 de abril.

 

Retratos

A mostra reúne 19 fotografias em preto e branco e 57 cliques coloridos feitos pelo fotógrafo Helcio Peynado em seu estúdio, durante dois anos.  A maioria dos personagens são pessoas conhecidas e representativas culturalmente em Campo Grande, bairro em que se localiza o estúdio. O olhar do fotógrafo e a expressividade dos personagens é o grande destaque já que todas as fotos foram realizadas usando a mesma luz e a mesma objetiva. Para cada convidado, Helcio apresentou o projeto, deixando os personagens livres para escolher a roupa, a maquiagem e até a fantasia com a qual gostariam de ser clicados. Na sala de exposição, além das fotos, um espelho chama a atenção dos visitantes.

Passeio Shopping fica na Rua Viúva Dantas, 100, Campo Grande. Segunda a quinta, 9h às 20h; sexta e sábado, 9h às 21h. Até 31 de março.

 

FESTA 

Choro e samba na Praça

Todo domingo, na Praça São Salvador, acontece a apresentação de choro de ótima qualidade, seguido de um samba. Junto ao chorinho, tem uma feira com diversas barracas que vendem artesanato e outros produtos.

Praça São Salvador, Laranjeiras. Domingos, 11h.

 

CINEMA

15ª Mostra do Filme Livre

Mostra do Filme Livre

Mostra do Filme Livre

Começa nesta quata (9) a 15ª edição da Mostra do Filme Livre, no Centro Cultural Banco do Brasil. Com 205 filmes independentes, o evento tem como foco discutir a atual produção do cinema brasileiro, em especial os curtas e longas-metragens fora do circuito comercial. Em cartaz até o dia 4 de abril, a mostra seguirá depois para São Paulo, Brasília e Belo HorizonteClique para saber mais.

 

ESPORTE

Praia Para Todos

Praia para todos

Praia para todos

O Projeto Praia Para Todos retoma as atividades de acessibilidade neste verão. Das 9h às 14h, de sábado e de domingo, portadores de necessidades especiais poderão participar do banho de mar assistido, vôlei sentado, surf e Stand up paddle adaptado. Até 30 de abril de 2016. Clique para saber mais. 

Runbase Rio

A casa de apoio da Adidas a corredores amadores recebe os cariocas. Instalado na Lagoa Rodrigo de Freitas, em frente ao Parque da Catacumba, o espaço funcionará diariamente entre 6h e 21h (segunda a sexta) e de 8h às 14h (sábado e domingo). O local oferece ao público empréstimo de diversos modelos de tênis de corrida da marca, vestiários com chuveiros, armários, além do teste de pisada, importante para identificar que tipo de tênis se adequa melhor a cada pessoa. Clique para saber mais.

 

Meditação na Praia do Flamengo

O monge Luís Carlos de Mello, do movimento religioso Happy Science (Ciência da Felicidade), faz uma sessão de meditação que dura em média 45 minutos. Mello faz uso de métodos de relaxamento e energização para introduzir os participantes a temas como espiritualização, fortalecimento da mente, controle dos pensamentos, alívio nas doenças, obtenção de curas, conexão e harmonia com universo, busca do ‘eu’ interior, entre outros.

Praia do Flamengo, entre os postos 2 e 3. Todos os domingos, 11h.

 

CRIANÇAS

Recreação infantil

A programação traz diversas atividades para as crianças a partir de 2 anos. Os pequenos poderão participar de oficinas em diversos ambientes diferentes: oficinas de máscaras de carnaval, pintura, massinha, argila, desenho e jogos. O evento é gratuito e será realizada na Praça de Alimentação.

Shopping Bay Market fica na Av. Visconde do Rio Branco, 360, Centro, Niterói. Todo domingo, 17h.

 

Star Wars Experience


norteshopping-parque-star-wars-experience-4norteshopping-parque-star-wars-experience-4

 (/)

Os participantes poderão se tornar um verdadeiro Jedi em uma academia de treinamento que ensinará a manusear um sabre de luz. Ao final, quem passar por lá pode mostrar as suas práticas para o arquirrival Darth Vader. Serão de 8 a 12 alunos por vez e é necessário retirar uma senha no balcão de atendimento do evento. O espaço conta ainda com um brinquedo ambientado na floresta “Endor”, em que os participantes terão a missão de ajudar os Ewoks a protegerem suas moradias. Outra atração é a chuva de meteoros, que consiste em um simulador que criará a experiência de atravessar o espaço sem ser atingido pelas rochas.

Shopping Tijuca. Av. Maracanã, 987, Tijuca. Diariamente. Até 26 de março.

 

Peppa Pig Playground

peppa-pigpeppa-pig

 (/)

O Peppa Pig Playground possui uma área de visitação gratuita, incluindo um espaço onde os pequeninos podem se divertir na Casa de Pedra, no balanço do Lago dos Patos e no escorregador da Casa da Árvore.

Plaza Shopping Niterói. Rua Quinze de Novembro, 8, Centro, Niterói. Segunda a sábado, 10h às 22h; domingo, 13h às 21h. Até 28 de março.

 

Páscoa Divertida no Clubinho

Os pequenos vão curtir diariamente oficina de máscara de coelhinho, camarim do coelho e boliche do coelho. De segunda a sexta, as crianças participam ainda de uma divertida oficina de colorir. Aos sábados e domingo a atração especial é a deliciosa oficina de brigadeiro. No dia 27 de março, o evento terá a presença especial do Coelho da Páscoa e a garotada e poderá tirar fotos. A atração é indicada para crianças entre 1 a 12 anos e tem vagas limitadas. As inscrições devem ser feitas no local.

Carioca Shopping. Av. Vicente de Carvalho, 909, Vila da Penha. Diariamente, 14h às 20h. Até 27 de março.

 

Oficina de brownie


Oficina de brownie_Via Parque Shopping_divulgaçao_02Oficina de brownie_Via Parque Shopping_divulgaçao_02

 (/)

Entre sexta (25) e domingo (27), o Via Parque Shopping recebe a criançada para comemorar a Páscoa. Na oficina, os pequenos vão soltar a criatividade e montar brownies com seus sabores preferidos. As atividades são recomendadas a crianças entre 3 e 10 anos, acompanhadas de um responsável. Inscrições uma hora antes da atividade.

Via Parque Shopping. Avenida Ayrton Senna, 3.000, Barra. Sexta (25) a domingo (27), 16h às 19h. Informações, 2430-5100. Grátis.

 

Dois Coelhos em Apuros e O Coelho Escovão 

No sábado ( 26), entra em cena  Dois Coelhos em Apuros. Na trama, os irmãos Fufu e Fifi são encarregados de entregar os ovos de chocolate para as crianças do mundo todo,  só que os coelhos dormem na floresta e uma bruxa má aparece para impedi-los de continuar a boa ação. Ao acordarem, Fufu e Fifi percebem o sumiço dos ovos e lutam contra o tempo para que os pequeninos recebam os chocolates. Já no domingo (27), a atração é O Coelho Escovão. O espetáculo mostra que escovar os dentes também pode ser divertido.

Downtown – Praça Central. Avenida das Américas, 500, Barra. Dois Coelhos em Apuros, sábado (26), 19h. O Coelho Escovão, domingo (27), 19h. Grátis.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s