Duas décadas após a estreia, Grande Encontro volta a fazer show no Rio

Elba Ramalho, Alceu Valença e Geraldo Azevedo se apresentam no Metropolitan. Listamos 10 curiosidades sobre o show

Duas décadas depois do lançamento do projeto Grande Encontro, que já vendeu mais de 2 milhões de discos, a cantora paraibana Elba Ramalho e os pernambucanos Geraldo Azevedo e Alceu Valença sobem ao palco do Metropolitan (desta vez sem Zé Ramalho) no sábado (17) e no domingo (18) para defender sucessos da MPB. Confira abaixo dez curiosidades que a VEJA RIO levantou sobre o show:

1. O show apresenta uma parceria inédita de Elba, Geraldo e Toni Garrido. O Melhor Presente foi escrito numa manhã de sol em Trancoso, num fim-de-semana na casa de Elba. Geraldo levou a letra para o Rio e a terminou dias depois.

2. Há uma segunda música inédita de Geraldo na nova versão do Grande Encontro: Só Depois de Muito Amor tem música dele e letra do poeta Abel Silva. Alceu também comparece com uma novidade: A Ciranda da Traição, interpretada pelos três em cena.

3. O cenário é de Gringo Cardia, elaborado a partir de painéis do artista plástico baiano J.Cunha. A direção do show é do pernambucano André Brasileiro. 

4. Me Dá um Beijo é uma das primeiras parcerias de Alceu e Geraldo, lançada no primeiro disco de ambos, gravado em dupla, em 1972. No palco, ganha o reforço da voz de Elba.

5. Papagaio do Futuro, outra do Alceu dos primeiros tempos, foi lançada no Festival da Canção de 72, defendida por Alceu, Geraldo e Jackson do Pandeiro.

6. Ausente da atual versão do Grande Encontro, Zé Ramalho marca presença autoral com duas de suas composições mais emblemáticas: Chão de Giz, com Elba, e Frevo Mulher, com o trio.

7. Um dos maiores sucessos da novela Velho Chico, Flor de Tangerina, de Alceu, aparece num dueto inédito com Alceu e Elba. Juntos, a dupla canta ainda Ciranda da Rosa Vermelha, também de Alceu, hit da carreira de Elba.

8. A primeira versão do Grande Encontro possuía um caráter acústico e intimista, com os artistas munidos apenas de seus violões em cena. A versão atual apresenta uma sonoridade elétrica e intensa, com a presença de uma banda formada por músicos que acompanham Elba, Geraldo e Alceu em seus respectivos trabalhos solo.

9. Banho de Cheiro, super hit de Elba, aparece cantada pelo trio. A composição é de Carlos Fernando, produtor e parceiro onipresente na trajetória dos três. Carlos, que morreu em 2013, é um dos grandes compositores da história do frevo, responsável pelo projeto Asas da América, que revolucionou o gênero nos anos 80.

10. Um dos pontos altos do show, Táxi Lunar é uma parceria de Alceu, Geraldo e Zé Ramalho. Originalmente, os versos diziam: “Apenas apanhei em Cuiabá / um táxi pra estação lunar”, em referencia à cidade mato-grossense, meca dos ufólogos nos anos 70. Depois a letra mudou para beira-mar.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s