Circuito de canoagem é inaugurado e recebe evento-teste

Até domingo (29), o local receberá competição com a participação de 250 atletas, de 40 países

O Circuito de Canoagem Slalom para as Olimpíadas 2016 foi inaugurado nesta quinta (26) e entregue ao Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Entre hoje e domingo (29), o local receberá um evento-teste com a participação de 250 atletas, de 40 países.

Responsável pelas obras, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, reafirmou que o Complexo Esportivo de Deodoro, onde fica o circuito, foi o grande desafio na preparação da cidade para os jogos. “Foi a nossa crise no final do ano passado, quando foi colocada em dúvida nossa possibilidade de entregar [o complexo para] as Olimpíadas”.

+ Centro Aquático Maria Lenk é confirmado nos Jogos Rio 2016

+ Vídeo em timelapse mostra avanço das obras para os Jogos Rio 2016

Com 450 metros de canais e um volume de água que equivale a sete piscinas olímpicas, o circuito vai servir também como área de lazer para os moradores da região, que tem os menores índices de desenvolvimento humano da capital. Segundo a prefeitura, ainda está em discussão a capacidade máxima do local, que será inaugurado no verão, antes mesmo das Olimpíadas. Os recursos para a construção vieram do governo federal.

O presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, considera a obra uma das mais difíceis de ser executada e disse que o calendário para as próximas entregas é “confortável”. “Estamos em um momento muito bom dos jogos”, disse.

+ Limite de financiamento para obras dos Jogos Rio 2016 é ampliado

+ Abin se preocupa com os chamados “lobos solitários” nos Jogos Rio 2016

O tricampeão olímpico francês Tony Estangeut disse que os atletas avaliaram bem o circuito, que ele considera “de alto nível”. Lamentando que seu país esteja passando por tempos difíceis, após os atentados de Paris, Estangeut defendeu que o esporte pode trazer uma contribuição positiva no cenário internacional. “O esporte tem um dever a cumprir: podemos ter uma boa atuação na união das pessoas e para que compartilhem boas experiências. O esporte é um grande veículo desse tipo de mensagem”.

O atleta paranaense Felipe Borges da Silva entrou na Canoagem Slalom graças ao apoio de um projeto social em sua cidade, Foz do Iguaçu, que é um dos principais polos da modalidade no país. Medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, ele vai participar do evento-teste e espera obter, no ano que vem, a classificação para os Jogos Olímpicos de 2016. “O evento vai ser para testar o circuito, mas já está aprovado, com certeza. E tomara que continue até 2020, até Tóquio [onde serão disputados os próximos jogos]”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s