Três exposições apresentam fotografias em preto e branco no Rio

Instituto Moreira Salles e Museu Histórico Nacional são alguns dos endereços em destaque

 (Chichico Alkmim/Divulgação)

Chichico Alkmim, Fotógrafo. Depois de rodar por Minas Gerais vendendo joias com o pai, Francisco Augusto Alkmim (1886-1978) estabeleceu-se em Diamantina em 1913. Chichico, como era conhecido, acompanhou as transformações da cidade de câmera na mão, em seu estúdio e na rua. Na mostra que ocupa o Instituto Moreira Salles a partir de sábado (13), uma cenografia esmerada vai abrigar mais de 200 de suas fotos, além de uma centena de negativos de vidro e de uma máquina de fole semelhante à usada pelo fotógrafo. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 1º de outubro.

 (Flávio Damm/Divulgação)

Flávio Damm, um Fotógrafo. Recolhido no Rio Grande do Sul, em 1948, depois de deposto, Getúlio Vargas permitiu que um fotógrafo fizesse sua primeira imagem naquela circunstância. Cinco anos depois, o mesmo profissional foi o único brasileiro a registrar a cerimônia de coroação da rainha Elizabeth II, na Inglaterra. Com uma trajetória de mais de sete décadas, o porto-alegrense Flávio Damm ganha mostra com 36 fotografias na Galeria Marcelo Guarnieri a partir de quinta (11). O acervo vai dos anos 50 aos 2000, caso dos grafismos flagrados em 2013, no Leme (foto). Rua Teixeira de Melo, 31, Ipanema. Segunda a sexta, 11h às 18h; sábado, 11h às 15h. Grátis. Até 17 de junho.

 (Zhong Weixing/Divulgação)

Face a Face com Grandes Fotógrafos. Ricos personagens se encontram por trás das lentes de bons fotógrafos. Movido por essa crença, o chinês Zhong Weixing procurou retratar os principais nomes da fotografia contemporânea — entre eles os brasileiros Sebastião Salgado, Miguel Rio Branco (foto) e Vik Muniz. Um recorte de seu projeto, que vem sendo desenvolvido desde 2006, apresenta 39 retratos, a partir de quinta (11), no Museu Histórico Nacional. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro. Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado e domingo, 13h às 17h. R$ 10,00 (grátis aos domingos). Até 16 de julho.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s