Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Space Jam tá diferente! Curiosidades do filme estrelado por LeBron James

Sequência do sucesso dos anos 90 promete ir além das telonas, com dezenas de produtos licenciados, a exemplo de brinquedos, roupas e calçados

Por Marcela Capobianco 15 jul 2021, 16h36

Coube a LeBron James, astro do Los Angeles Lakers, a responsabilidade de estrelar a continuação de Space Jam, filme de 1996 que uniu os personagens de Looney Tunes ao superjogador de basquete Michael Jordan.

Space Jam: Um Novo Legado chega aos cinemas brasileiros nesta quinta (15) com a missão de cativar os antigos fãs pela nostalgia e conquistar os pequenos que nunca assistiram ao primeiro filme.

+ Lázaro Ramos: “Criança é um público muito honesto”

Mesclando animação e live action, o filme tenta mostrar a que ponto alguns pais são capazes de chegar para se aproximar dos filhos.

LeBron e o filho Dom são aprisionados em um espaço digital. O atleta, então, se alia a Pernalonga, Lola e uma equipe indisciplinada de Looney Tunes para jogar contra um elenco de peso formado por campeões digitais de basquete, chamado de Esquadrão Valentão. Prontos para arrasar, os Looney Tunes desafiam as convenções, turbinam seus talentos e surpreendem o ‘King James’ jogando à sua maneira.

O desafio redefine o laço entre Lebron James e seu filho e reafirma o imenso poder de ser, autenticamente, quem se é.

Confira, a seguir, algumas curiosidades sobre a produção da Warner Bros.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Design nostálgico.

Apesar de toda a tecnologia disponível, a animação do filme segue o estilo clássico, fazendo referência ao estilo de Chuck Jones, cartunista dos Looney Tunes no final dos anos 1940 e início dos anos 1950. Os animadores optaram por um Pernalonga de três bigodes em vez dos dois bigodes típicos.

Continua após a publicidade

Perfeição no basquete?

Durante as filmagens, a equipe de efeitos especiais projetou e construiu um lançador de basquete – semelhante a uma máquina servidora de bolas de tênis – que permitia lançamentos automáticos de bolas de precisão no set.

+ YouTuber carioca dá dicas de jogos de tabuleiro para reunir a família

Seguindo os passos do ídolo.

LeBron James sempre sentiu uma conexão especial com Space Jam: O Jogo do Século, estrelado por Michael Jordan. “Eu tinha 12 anos quando assisti ao filme. Jordan, sem dúvida, é uma das minhas inspirações. O encontro dele com Pernalonga e sua turma parecia ter sido feito especialmente para mim”, disse o astro dos Lakers. “Como no primeiro longa da série, há também algumas coisas neste filme que vão pegar muita gente desprevenida. Isso é muito emocionante”, revela o atleta e, agora, ator.

Tecnologia a favor da emoção.

Para capturar os movimentos dos jogadores de basquete nas filmagens da mais importante partida de basquete, a equipe de efeitos visuais instalou 89 câmeras infravermelhas junto ao corpo dos atletas. Dessa forma, os jogadores eram plenamente rastreados enquanto executavam movimentos dentro e ao redor da quadra. Havia vários pontos aplicados ao rosto de cada um deles, para rastreamento das expressões faciais.

+ Irreverentes, influenciadores de favelas entram na mira de grandes marcas

Profusão de produtos licenciados.

A sequência do sucesso dos anos 90 promete ir além das telonas. Só para o filme, sem considerar os produtos licenciados de Looney Tunes já disponíveis no mercado, trinta marcas parceiras, entre Grendene, Piticas, Renner, C&A, Marisa, Monte Carlo, Nike, McDonald’s e Spalding, lançaram produtos relacionados à franquia. De chinelos a bolas de basquete, passando por malas de viagem, roupas e brinquedos, Space Jam quer estar em todo lugar.

Continua após a publicidade
Publicidade