COMER & BEBER 2018/2019: Pizzarias

Confira a seleção dos melhores endereços dessa especialidade

Bráz. Há mais de uma década no Rio, a grife paulistana se adaptou perfeitamente à cidade, onde coleciona numerosa clientela em dois endereços — a filial da Barra é, inclusive, a maior das nove unidades da rede. Dica de entrada, o prato que reúne sopressata (um embutido), calabresa, ricota artesanal, mussarela de búfala, tapenade de azeitonas pretas, antepastos e pão artesanal (R$ 33,00) é uma amostra dos ingredientes que podem cobrir os discos, oferecidos em dois tamanhos. Uma dupla de clássicos: calabresa speciale (R$ 49,00 e R$ 83,00), com erva-doce fresca, e affumicata (R$ 48,00 e R$ 82,00), de tomate em rodelas, mussarela de búfala defumada, sálvia, alecrim e azeitona preta. As opções de massa são a tradicional, a integral ou a levíssima nuvola, maturada a frio (neste caso, com acréscimo de R$ 2,00 ou R$ 3,00).

Camelo. Antes de se dedicar às pizzas, a casa, inaugurada há pouco mais de cinquenta anos em São Paulo, vendia esfihas, quibes e outras especialidades árabes. Em 1963, a família Nóbrega assumiu o ponto e contratou um pizzaiolo, mas não abriu mão do nome. No ano da Olimpíada, as redondas de massa fina e crocante desembarcaram no Rio, ocupando um amplo casarão em Ipanema. Duas receitas foram criadas especialmente para a filial: a copacabana (R$ 89,00), com mussarela de búfala, peito de peru, alho-po-ró, tomate em cubos e azeitonas pretas, e a ipanema (R$ 84,00), que leva mussarela, calabresa levemente apimentada, manjericão e azeitonas pretas. Criada para o Dia dos Pais, a pizza de burrata com pesto de rúcula (R$ 89,00) foi incorporada definitivamente ao cardápio. As invenções no forno são assinadas pelo pizzaiolo-chefe Antônio Macedo, funcionário da casa desde a década de 60.

Capricciosa, eleita a melhor pizzaria Sugestão da Capricciosa

Sugestão da Capricciosa (Thomas Rangel/Veja Rio)

Capricciosa. Pioneira na utilização de farinhas especiais e ingredientes de origem controlada, a rede caiu no gosto dos cariocas. Resultado de processo de longa fermentação, a massa fininha é aberta, vai ao forno a 400 graus por um minuto e meio e sai de lá com a borda crocante. Sob camada de mussarela de búfala, lascas de parmesão, tomate-cereja e manjericão, a margherita gourmet (R$ 55,00, individual; R$ 83,00, família) lidera a lista de pedidos. Também é popular a receita que leva o nome da casa (R$ 58,00, individual; R$ 83,00, família), de tomate, mussarela de búfala, presunto, alcachofra, azeitona, funghi, bacon, ovo, salsa e hortelã. Há opções preparadas com farinha livre de glúten, a exemplo da anna (R$ 64,00, individual), arrematada por tomate, azeitona preta, aliche italiano, salsa picada e manjericão. Em Copacabana, os discos seguem a receita napolitana, com borda mais grossa e massa molhadinha.  

Clemenza: pepperoni, tomate-cereja, alho e manjericão: atração na Domenica

Clemenza: pepperoni, tomate-cereja, alho e manjericão: atração na Domenica (Felipe Fittipaldi/Veja Rio)

Domenica. Todas as criações da casa, e não apenas as pizzas, passam pelo forno a lenha. Isso inclui sugestões de bruschetta e focaccia feitas com massa que, assim como o produto principal, fermenta lentamente. É comum casais pedirem uma entrada, além da pizza, para dividir. Por esse caminho, opte pela bruschetta oliva (R$ 26,00 o trio), coberta por mussarela de búfala, pesto de azeitona, tomate-cereja e manjericão. Depois, uma atraente dica de pizza é a annunziata (R$ 69,00), batizada em homenagem à dona da receita, a avó de Victor Celano, um dos donos. Trata-se de uma redonda com presunto de Parma e generosos nacos de mussarela de búfala. Há pedidas na faixa de R$ 47,00, a exemplo da zucchini, com mussarela de búfala, abobrinha, tomate-cereja e grana padano. Novidade entre as sobremesas, o creme mascarpone com calda de frutas vermelhas também passa pelo forno a lenha (R$ 26,00 a taça).

Eccellenza Pizzaria. Madeira rústica reveste parte das paredes e do chão, conferindo aspecto aconchegante aos dois andares. Assadas no forno a lenha, as pizzas de borda grossa são crocantes e têm 30 centímetros de diâmetro, o ideal para duas pessoas. Novos tamanhos devem ser incorporados ao cardápio em breve. Levemente picante, a indiavolati (R$ 75,50) leva mussarela especial, linguiça calabresa artesanal com pimenta dedo-de-moça e erva-doce, cebola e orégano. Entre as especiais, há criações assinadas por chefs, como a greca (R$ 81,50), ideia de Flávia Quaresma, encimada por queijo feta, mussarela de búfala, brócolis al dente, cebola-roxa, azeitona grega, tomate-cereja, manjericão e hortelã fresca. Para a sobremesa, há opções doces, preparadas também em tamanho individual. A meraviglia, de banana com Nutella, custa R$ 76,50 (ou R$ 49,90, para um). Além das redondas, a casa conta com bufê de almoço (R$ 37,80) durante a semana e pedidas de massa à la carte em qualquer horário.

Ella. Em lindo imóvel no Jardim Botânico, a concorrida pizzaria é empreitada do ator Marcello Novaes com sócios dos restaurantes Puro e Massa — entre eles o chef Pedro Siqueira. O cardápio da casa já arrancou elogios até de experts de São Paulo, que, como se sabe, consideram sua cidade a terra das melhores piz­zas do país. Por aqui, a clientela come até as bordas. Uma entrada serve as lascas em porção, ao lado dos três molhos usados nas receitas (R$ 19,00; na foto ao lado). Criações de Siqueira cobrem a massa de fermentação natural, leve e aerada, desenvolvida pelo padeiro Marcos Cerutti. Hit local, a embutido (R$ 43,00) leva pesto de pancs, linguiça artesanal, mussarela fior di latte, tomatinhos doces e picles de funcho. É mais recente a pedida de lombo canadense, queijo scamorza defumado, crocante de Parma e geleia de pimenta (R$ 46,00). Para acompanhar, a pequena carta de vinhos traz dicas como o português Rio dos Patos (R$ 93,00), e o bar expede drinques do mixologista Alex Mesquita. Programa para paulista nenhum botar defeito.

Ferro e Farinha. A iluminação foi aprimorada e a casa pequenina instalou um bem-vindo deque na calçada, sobre o qual se acomoda uma mesa coletiva para dez pessoas. Ainda assim, a aglomeração em frente é comum e comprova o sucesso do empreendimento do nova-iorquino Sei Shiroma, que, entre o balcão apertado e o forno, mete a mão nas massas de fermentação natural. Coberturas inventivas surpreendem aqueles que vão lá pela primeira vez. São boa mostra de criatividade dois sabores mais recentemente incorporados ao cardápio: a el captain (R$ 38,00), com mussarela fior di latte e carne marinada em suco de laranja e cominho, leva guacamole antes de ser servida; a lucky star (R$ 39,00), assada com cogumelos-de-paris, é retirada do forno rapidamente para receber um ovo caipira, cuja gema, ao fim do cozimento, pinta a redonda de atraente amarelo alaranjado. Na versão de quatro queijos, batizada de pic nic apimentado (R$ 37,00), ricota, mussarela fior di latte, gorgonzola e grana padano ganham um pouco de mel picante. As pizzas são servidas em tamanho individual.

Magistrale. Inaugurado em 2012, o Zot Gastrobar angariou clientela com atraente carta de vinhos e saborosas receitas de Gonzalo Vidal, mas o chef argentino deixou o posto no ano passado para assumir o Mestiço, em Búzios. Mais recentemente, o casal de proprietários, Márcio e Andrea Martins, decidiu dar novo nome e rumo ao negócio. Pequenos ajustes deixaram o salão mais simples e entrou em cena o forno a lenha, onde são assadas pizzas de massa crocante, coberturas saborosas e preços moderados. O cardápio enxuto elenca sugestões como a carbonara, de queijos de búfala e grana padano, linguiça, bacon e ovo de gema mole (R$ 47,00), e a receita de pesto com tomate-cereja e queijo (R$ 37,00). Dica: para começar, divida, na entrada, a saborosa lasanha de berinjela (R$ 29,00).

Mamma Jamma. Um processo de expansão levou a descolada pizzaria a dois novos bairros neste ano: Recreio e Botafogo somaram-se aos pontos do Jardim Botânico e da Barra. No cardápio, também são recentes as saborosas coberturas de atum, cebola e azeitona preta (R$ 62,00) e de shiitake gratinado com parmesão (R$ 69,00). Ambas são deliciosas, mas é difícil superar a mamma quaresma (R$ 74,00). Criada pela chef Flávia Quaresma, em 2013, como sugestão sazonal, a receita de queijo de cabra, azeitona preta marinada em raspas de limão-siciliano, alho, tomate-cereja e manjericão nunca mais saiu de cartaz. Os preços correspondem ao tamanho maior.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s