Canecas do drinque Moscow Mule são roubadas nos bares da cidade

Desde a inauguração do Garoa, em fevereiro, na Rua Dias Ferreira, já sumiram 33 das 36 canequinhas de cobre originais

Mistura de vodca, limão, gengibre e canela, o moscow mule deve ser servido em uma caneca de cobre. O drinque caiu nas graças da boemia, assim como seu curioso recipiente, transformado em cobiçado objeto de desejo, a ponto de ser simplesmente roubado pela clientela dos balcões mais grã-finos. Desde a inauguração do Garoa, em fevereiro, na Rua Dias Ferreira, já sumiram 33 das 36 canequinhas de cobre originais, além de vinte similares comprados para substituí-las. Os funcionários lançaram no Instagram a campanha #VoltaCaneca e, irreverentes, contam os dias sem perdas. No Vogue Square, o Vizinho (trinta baixas até agora) intensificou o relacionamento com os clientes para vigiar mais de perto eventuais malfeitores.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s