Imagem Blog

RJ-450 Na contagem regressiva para os 450 anos do Rio de Janeiro

Por Blog
Bares, histórias e encantos do Rio de Janeiro
Continua após publicidade

Os prédios mais extravagantes do Rio (I)

A primeira vez que entrei em contato com a obra do arquiteto Antonio Virzi foi em 2006 quando a prefeitura estava reformando a Casa Villot que hoje abriga a Biblioteca Escolar Municipal de Copacabana. Resolvi aproveitar o gancho para falar sobre o incrível trabalho deste italiano que chegou ao Rio nos primeiros anos do século […]

Por rafaelsentose
Atualizado em 25 fev 2017, 18h53 - Publicado em 8 nov 2013, 18h13

A primeira vez que entrei em contato com a obra do arquiteto Antonio Virzi foi em 2006 quando a prefeitura estava reformando a Casa Villot que hoje abriga a Biblioteca Escolar Municipal de Copacabana. Resolvi aproveitar o gancho para falar sobre o incrível trabalho deste italiano que chegou ao Rio nos primeiros anos do século 20. Na ocasião dois pesquisadores me ajudaram muito: o André Decourt, do viciante fotolog Foi um RIO que passou, e o arquiteto Alberto Taveira, que dedicou seu estudo de mestrado a Virzi.

Amanhã o Alberto Taveira é um dos palestrantes do seminário sobre a arquitetura Art Déco, no Espaço Cultural da Península, ao lado do Fabiano Canosa e do Márcio Roiter. Apesar de Virzi muitas vezes pender mais para o Art Nouveau do que para o Art Déco, resolvi dedicar uma galeria aos seus projetos, parte deles já demolidos. Seus edifícios representam alguma das construções mais extravagantes que a cidade já viu.

Encontrei as fotos abaixo num perfil dedicado ao Virzi no Panoramio. As três primeiras mostram o famoso prédio do Elixir Nogueira, na Rua da Glória, derrubado em 1970. Depois vemos outras duas construções que já foram derrubadas: o casarão Schmidt de Vasconcelos que ficava na Avenida Atlântica e o Cinema América, na Praça Saens Pena, na Tijuca.

As três últimas imagens são de prédios que ainda estão aqui para contar história. São elas a fachada de uma fábrica no Catumbi; a Casa Villot, na Sá Ferreira, onde funciona a biblioteca municipal; e a Casa Villino Silveira, na Rua do Russel, na Glória. Vou falar mais sobre elas ao longo da semana na fanpage do Rio 450 Anos.

Continua após a publicidade

 

arquitetura art déco

arquitetura art deco rio

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.