Imagem Blog

Rita Fernandes

Por Rita Fernandes, jornalista
Um olhar sobre a cultura e o carnaval carioca
Continua após publicidade

Prêmio da Música Brasileira anuncia 88 artistas em 32 categorias

Diversidade de origens, gêneros musicais e gerações na 31ª edição do PMB, que terá Ney Matogrosso e Simone em dueto, em homenagem a Tim Maia

Por Rita Fernandes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
16 Maio 2024, 19h26

São 88 artistas em 32 categorias, formando um completo mosaico das múltiplas vertentes da música brasileira. Neste ano, a 31ª edição do Prêmio da Música Brasileira é singular não só pela quantidade de artistas indicados, mas, sobretudo, pela diversidade de origens, gêneros musicais e gerações representadas. No dia 12 de junho, em premiação no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, serão apresentados os vencedores das categorias, cujos finalistas foram anunciados essa semana.

Na lista de indicações, a dificuldade em escolher um vencedor pode ser destacada como na novíssima categoria Música Urbana – Intérprete, que começou em 2023. Difícil escolha, que se divide entre artistas novatas como Gloria Groove e Rincon Sapiência, e outras com carreiras consolidadas como Iza, Ludmilla e Sandra de Sá. Entre os novos rostos que emergem nesta edição, o pernambucano João Gomes, destacando-se na categoria Intérprete de Canção Popular; Ana Castela, cantora sul-mato-grossense duplamente indicada, como Intérprete e por Lançamento Sertanejo com o álbum “Boiadeira Internacional (Ao Vivo)”; e o paulista Jota.Pê, que faz sua estreia na categoria Intérprete de MPB.

Basta olhar a lista completa para ver que os artistas exemplificam a renovação constante no cenário musical brasileiro,  acompanhada de perto pelo Prêmio da Música Brasileira a cada ano, trazendo novas vozes e perspectivas para o primeiro plano.

Destacam-se ainda, nessa edição, Marcelo D2 e Jards Macalé, com três indicações cada. D2, três vezes vencedor do PMB, é agora indicado como Melhor Canção de MPB com “Povo de Fé” – uma parceria com o historiador Luiz Antonio Simas, para o álbum Iboru –, Melhor Lançamento de Samba e em Projeto Audiovisual com “Iboru”. Aos 81 anos, Jards Macalé pode conquistar seu primeiro Prêmio da Música Brasileira, nomeado nas categorias de MPB como Intérprete, Melhor Lançamento, com “Coração Bifurcado”, e Melhor Canção por “Mistérios do Nosso Amor”, que tem o brilho adicional da participação de Maria Bethânia e a parceria na composição com Ronaldo Bastos.

Tim Maia será o homenageado da 31a edição do PMB, em junho de 2024.
Tim Maia será o homenageado da 31a edição do PMB, em junho de 2024 (Radio Achei USA/Internet)

Homenagem a Tim Maia

A festa da Premiação será um capítulo à parte, com algumas indicações do que vem por aí na celebração a Tim Maia, o homenageado desta edição. A noite promete nada menos que Ney Matogrosso e Simone, em dueto, interpretando novas versões de dois clássicos, “Azul da Cor do Mar” e “Primavera”, com arranjos inéditos preparados exclusivamente para a ocasião. Percorrendo a carreira do Rei do Soul, sob a direção de José Maurício Machline e Giovanna Machline, o roteiro será marcado por apresentações que exploram o vasto repertório do artista, juntando vozes consagradas a novos nomes da música brasileira. Bem a cara de Zé Mauricio, um profundo conhecedor de música e incansável na pesquisa e curadoria do que anda acontecendo de melhor no campo musical nesse Brasil. E, justamente por conhecer o imenso universo do artista, Zé Mauricio destaca a dificuldade nas escolhas do roteiro musical.

“Fazer um roteiro a respeito desse nosso homenageado, o Tim Maia, talvez seja das coisas mais difíceis que eu já fiz ao longo desses 31 anos do Prêmio.  São tantos sucessos, tantas vertentes, tantas músicas indispensáveis que esse gênio da composição e do jeito de cantar brasileiro tem, que é um martírio escolher o que você tira, porque alguma coisa tem que ser tirada.  Mas é tão bom a gente ver que existem compositores que têm esse atributo de ter um apelo popular, e uma musicalidade, e um jeito de cantar, uma forma de emitir a sua canção, tão forte, tão significativa como Tim Maia. Quero dizer que, como Prêmio da Música Brasileira, é uma honra a gente poder homenagear esse brasileiro, carioca, do subúrbio, preto no nosso palco”, afirma.

Outra novidade deste 31º Prêmio é a criação de uma categoria especial, fruto de parceria do PMB com a União Brasileira de Compositores: o Prêmio do Músico Brasileiro. Juntas, as entidades premiarão um grande musicista ou produtor musical.

Alcione foi a homenageada do PMB em 2023, em show que contou com várias participações.
Alcione em 2023, em show que contou com várias participações. (Divulgação/Divulgação)

Casa PMB e PMB Por Acaso

Continua após a publicidade

Além da tradicional premiação, em 2024 o PMB cresceu, se desdobrando em novas iniciativas. A primeira delas, adiantada aqui nesta coluna, é a Casa PMB, que já teve edições na Bahia e Pernambuco, e seguirá por diversas regiões do país, com o objetivo de apoiar e dar visibilidade a mais artistas regionais.

Outro projeto é o programa “PMB Por Acaso” que, comandado por Zé Maurício Machline há 14 temporadas, volta em nova edição apresentando encontros inéditos entre artistas, unindo performances e entrevistas, nos dias 28 e 29 de maio, no Manouche, no Rio. A temporada será dedicada ao samba, e no primeiro dia receberá Alcione e Karinah, seguida de Dudu Nobre, Teresa Cristina e Ana Costa na segunda data.

De acordo com um levantamento inédito, o Prêmio da Música Brasileira de 2024 demonstra um impressionante alcance nacional, recebendo inscrições de artistas de 18 estados, de todas as regiões do país. São Paulo lidera com uma notável participação de 41,4% das inscrições, seguido pelo Rio de Janeiro com 19,7%. Minas Gerais e Paraíba estão empatados com 7,0% cada. Pernambuco e Bahia também mostraram forte representatividade, com 5,1% das inscrições cada, refletindo a rica diversidade musical que o PMB continua a atrair e celebrar anualmente.

Para conferir todos os indicados, visite as páginas oficiais do PMB. A cerimônia será transmitida ao vivo pelo Canal Brasil e pelo canal do PMB no YouTube, contando com os patrocínios de Ifood, PRIO, Arcelor Mittal, União Brasileira de Compositores (UBC), Cimed e com os parceiros de mídia Novabrasil FM, Billboard Brasil, O Globo e Valor Econômico.

Rita Fernandes é jornalista, escritora, pesquisadora de cultura e carnaval.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.