Imagem Blog

Rafael Mattoso

Por Rafael Mattoso, historiador Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Curiosidades sobre o subúrbio carioca
Continua após publicidade

6º Encontro Nacional e Internacional de Mulheres na Roda de Samba

Niterói, que acaba de completar aniversário de 450 anos, vai cair no samba!

Por Rafael Mattoso Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 25 nov 2023, 20h55 - Publicado em 24 nov 2023, 18h44

Nesse último 24 de novembro celebramos o Dia do Mestre-Sala e da Porta-Bandeira. Desde 2021, a lei 9.588 passou a garantir uma data especial para estes símbolos do nosso carnaval, além de receberem o merecido título de Patrimônios Culturais Imateriais do Estado do Rio de Janeiro.

Porém, em meio a uma semana com tantos motivos importantes para festejarmos, tais como: os aniversários de nascimento da cantora Alcione (21), da bailarina Ingrid Silva (24) e do poeta simbolista Cruz e Sousa (24), uma dura e revoltante notícia nos atingiu em cheio. Dona Vilma Nascimento, uma espécie de Iabá, diva, baluarte da centenária Portela, foi vítima de um lamentável episódio de racismo ocorrido em pleno aeroporto da capital federal do país.

Mesmo com todo seu carisma e sua idade avançada, 85 anos, a histórica porta-bandeira foi ofensivamente revistada pelos seguranças de uma loja. Pior que tudo isso aconteceu na semana em que passamos pelo Dia da Consciência Negra, assim como também rememoramos os 113 anos da Revolta da Chibata. Faltando apenas uma semana para o Dia Nacional Do Samba e somente quatro dias após o Ministério Público Federal promover, na própria quadra da própria Portela, uma audiência pública sobre o tema “Consciência negra e reparação da escravidão”.

Infelizmente constatamos que as heranças do patriarcalismo continuam tentando se perpetuar no Brasil. No entanto, não nos faltam exemplos de força e resiliência contra esse preconceito sem fundamento. Podemos citar a luta desde Dona Esther, considerado embrião da Portela, idealizadora e organizadora do lendário bloco “Baianinhas de Oswaldo Cruz”, passando por Tia Ciata, Clementina de Jesus, Jovelina Pérola Negra, Dona Ivone Lara, Beth Carvalho, Leci Brandão, Tia Surica, Dodô da Portela, Mercedes Baptista, entre tantas outras.

Sendo assim, se juntarmos o Dia do Mestre-Sala e da Porta-Bandeira com a comemoração do aniversário de 450 anos no município de Niterói certamente tudo isso só poder dar em samba!

No sábado, dia 25 de novembro, Niterói vai participar do 6º Encontro Nacional e Internacional de Mulheres na Roda de Samba, que acontece a partir das 13h, no Teatro Popular de Niterói e Caminho Niemeyer, com entrada gratuita.

Continua após a publicidade

O evento conta com uma feira de moda, artesanato e gastronomia, e terá a apresentação das alunas do projeto social Oficina das Minas, que oferece aula de instrumentos musicais (cavaco, percussão e violão) e preparação vocal, contemplando 120 alunas. O público vai conferir a roda de samba junto com as coletivas Mulheres no Samba de Niterói, que irá receber as cantoras Mônica Mac, Nilze Benedicto, Adriana Dutra, e tem como convidada especial Luiza Dionizio.

Cartaz de divulgação do evento
(Divulgação/Arquivo pessoal)

Além da roda de samba, o evento em Niterói receberá a DJ Cris Pantojja e o grupo Maracatu Batuque Baque. No final, haverá a apresentação do Bloco Saias na Folia. O projeto Oficina das Minas é idealizado pela empresa CSISTON Produção Integrada, sob coordenação da produtora cultural, jornalista e pesquisador Camille Siston, e tem o patrocínio da Prefeitura de Niterói, Fundação de Artes de Niterói e Secretaria municipal das Culturas, através da Lei de Incentivo à Cultura de Niterói ISS.  A apresentação do 6º Encontro Nacional e Internacional de Mulheres na Roda de Samba faz parte da programação do projeto social e celebra a conclusão da oficina no ano de 2023.

O 6º Encontro Nacional e Internacional de Mulheres na Roda de Samba é um movimento idealizado pela cantora Dorina e vai homenagear a cantora Teresa Cristina. O evento acontece de forma simultânea em mais de 25 cidades no mundo, com mulheres apresentando a roda de samba em 9 países.

Serviço:

Continua após a publicidade

Data: 25 de novembro (sábado)

Local: Teatro Popular de Niterói

Endereço: R. Jornalista Rogério Coelho Neto, s/n – Centro, Niterói – RJ, 24020-011

Horário: 13h

Entrada Gratuita

Continua após a publicidade
Foto Teresa Cristina na 6º Encontro Nacional e Internacional de Mulheres na Roda de Samba
(Divulgação/Arquivo pessoal)

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.