Imagem Blog

Patricia Lins e Silva

Por Patrícia Lins e Silva, pedagoga
Educação
Continua após publicidade

O professor é fundamental para o futuro do país

Educar é complexo e trabalhoso, exige saber específico, planejamento e dedicação intensa

Por Patricia Lins e Silva Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
10 out 2022, 12h05

Não existe melhor lugar no mundo para se trabalhar do que uma escola. Para os alunos e para todos os adultos – dos funcionários aos professores – a escola é um lugar alegre e prazeroso, onde a curiosidade é incentivada para favorecer a construção de conhecimentos a partir da reflexão sobre a realidade.

A escola se renova a cada ano porque os alunos crescem e, de crianças pequenas, se transformam em adolescentes e jovens adultos, o que cria um ambiente dinâmico, ágil, buliçoso, para onde a meninada traz um mundo diferente a cada geração.

Ser professor é um privilégio. É ele que cuida do futuro da sociedade ao preparar as novas gerações para a vida adulta. Embora no nosso país seu ofício seja tão pouco reconhecido, o professor faz a diferença na vida das crianças, causando mudanças duradouras, encantando o aluno para o conhecimento, para a possibilidade de interpretar o mundo e agir sobre ele de forma autônoma.

Uma sala de aula é um lugar efervescente de aprendizagens porque o professor não é apenas um transmissor de conteúdos. Ele apoia e se importa com o desenvolvimento das diversas habilidades dos alunos, desde as sociais, como conviver com os outros e solucionar conflitos, até a construção do conhecimento intelectual e moral, além de provocar a capacidade de pensar cada vez com mais complexidade e relacionar saberes, de argumentar, gerenciar o tempo e se concentrar para realizar uma tarefa.

O professor não tem um trabalho monótono. Os dias na escola variam muito, mesmo quando é preciso dar um único conteúdo em diversas turmas. A cada uma se encontram novas personalidades, novas dúvidas, novas reações e surpresas. E o próprio professor traz suas características, temperamento e predileções, que compartilha com os alunos, o que revigora a atmosfera da turma.

O professor não para de estudar. Precisa estar atualizado sobre as pesquisas que tratam da capacidade humana de aprender, sobre as possibilidades das tecnologias digitais para a aprendizagem e acompanhar os eventos históricos que se desenrolam em tempo real. Está sempre em busca de novas maneiras de engajar os alunos nas possibilidades do pensamento e do conhecimento.

Continua após a publicidade

Não se pode admitir a redução do investimento em educação e saúde públicas para diminuir gastos governamentais. Homeschooling (a educação doméstica), a economia na merenda escolar (num país pobre onde, muitas vezes, a merenda da escola é a única refeição da criança), não investir na infraestrutura das escolas nem na formação dos professores, todas são medidas que comprometem o futuro do país.

A pandemia mostrou que um mundo sem professores também fica sem economia, porque os pais não podem trabalhar se os filhos não estiverem na escola. Os professores ajudam os adolescentes a desenvolverem sua identidade e responsabilidade de modo autônomo, junto com seus pares; protegem os jovens de intimidação ou de se tornarem agressores; apoiam a construção do sentimento de pertencimento a uma sociedade; ajudam os alunos a expressarem suas ideias, a ouvir os outros, a dar a vez e respeitar as diferenças. É com os professores que os jovens conversam sobre assuntos muitas vezes delicados de tratar em casa com a família, como racismo, preconceito, mudança climática e Holocausto. Os alunos recorrem aos professores quando não conseguem resolver suas questões, tanto sociais quanto intelectuais.

Ser professor não é um ofício simples. Educar é complexo e trabalhoso, exige saber específico, planejamento e dedicação intensa. Muitos reconhecem recompensas intangíveis na profissão, como a percepção do momento em que um aluno entendeu um conceito e também o convívio divertido com crianças e adolescentes, pelas coisas engraçadas que dizem, as histórias que contam, as perguntas sagazes que surgem; são pequenas alegrias que criam memórias afetivas para sempre.

O professor faz diferença na vida dos alunos com a amplitude de seu papel e função na sala de aula. Como educar é muito mais do que transmitir um determinado conteúdo, na verdade o professor cuida do futuro da sociedade, com a função de zelar pelo desenvolvimento de pessoas bem informadas e sensatas, que valorizem a cultura, que saibam pensar e raciocinar, que percebam a importância do outro na sua vida, para que se tornem adultos solidários, empáticos e inovadores. Por sua vez, estes adultos solidários, empáticos e inovadores vão fazer diferença na sociedade ao agir de modo positivo e criativo para torna-la justa, acolhedora e tolerante.

No futuro, algumas ocupações podem vir a ser substituídas por artefatos tecnológicos, mas sempre haverá a necessidade de professores qualificados. É difícil imaginar um mundo sem professores e está na hora de reconhecer o lugar de importância que têm no centro da sociedade.

Continua após a publicidade

Obrigada, Professor! Que seu dia seja muito bem comemorado!

 

 

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.