Imagem Blog

Otavio Furtado

Por Otavio Furtado, jornalista e consultor de diversidade & inclusão
Continua após publicidade

Rock in Rio amplia serviços para PCDs no festival

Confira as informações para que pessoas com deficiência possam curtir o festival

Por otavio_furtado Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
16 abr 2024, 07h28

Para que todos possam curtir a festa de 40 anos do festival, foram ampliados os serviços para PCDs na próxima edição do Rock in Rio, que acontece nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro. Entre os 70 mil fãs que curtirão o evento, pessoas com deficiência física, auditiva, visual, intelectual ; além de pessoas com síndromes variadas, com comorbidades ou com mobilidade reduzida estarão presentes e poderão aproveitar toda a experiência.

Vemos o Rock in Rio como grande catalisador de mudanças positivas na sociedade. Acreditamos que mostramos que se cada empresa e se cada um de nós estiver atento e comprometido com o bem-estar de todos, faremos deste um mundo melhor. Ao tornar o Rock in Rio um espaço totalmente inclusivo e acessível, estamos construindo um futuro mais justo e igualitário”, explica Roberto Medina, vice-presidente executiva da Rock World e criador do Rock in Rio.

Entre os serviços para PCDs que o Rock in Rio oferece estão disponibilidade de kit sensorial para pessoas com TEA, espaço de acolhimento sensorial, vans acessíveis, intérprete em libras, plataformas em frente aos palcos, brinquedos adaptados, suporte para cão guia, empréstimo de kit livre, audiodescrição, banheiros exclusivos com com barras de apoio, rampas e trincos acessíveis e um setor exclusivo para acessibilidade.

Na frente dos dois principais palcos – Mundo e Sunset – existem plataformas elevadas para abrigar pessoas com deficiência, enquanto o New Dance Order reserva uma área para garantir segurança e conforto a todos. No espaço “Sinta o som” pessoas surdas podem sentir a vibração da música por meio da proximidade com as caixas de som.

Continua após a publicidade
PCDs no Rock in Rio
Plataformas elevadas nos principais palcos é uma das iniciativas para PCDs no Rock in Rio (Rock in Rio/Divulgação)

Para facilitar a locomoção entre as atrações, há carrinhos de golfe com rampa e espaço para cadeiras de rodas. Restaurantes possuem balcões rebaixados e na Gourmet Square há mesas exclusivas. A diversão também está garantida nos brinquedos, com direito a agendamento prioritário. A Roda Gigante conta com uma cabine acessível, a tirolesa usa uma cadeira escaladora motorizada para facilitar a subida e descida das escadas das torres, a Montanha Russa e o Mega Drop contam com um cinto extra, que também garante a segurança do passageiro com deficiência física, para aproveitar sem riscos.

Por fim, há a opção de ingressos meia-entrada para PCDs e seus acompanhantes, com entrada prioritária e sinalizada. Também há transportes exclusivos para pessoas com deficiência e acompanhantes (partindo do Terminal de BRT Centro Olímpio e do Shopping Metropolitano), estacionamento reservado (veja no link como solicitar) e centro de serviços com reparos em cadeiras de rodas e empréstimo de equipamentos.

Continua após a publicidade

O festival já é conhecido pelo acolhimento do público PCD, como mostra pesquisa realizada pelo SENAC/IFEC RJ com os fãs na Cidade do Rock na última edição (2022) que detectou que 94% das pessoas afirmam que o Rock in Rio é acessível para aqueles com algum tipo de deficiência. Mesmo assim duas melhorias serão vistas na próxima edição: nas plataformas foram instalados pisos personalizados para nivelamento e alteração do serviço de libras para acima do palco, tornando-o mais visível a todos.

Estamos constantemente inovando e aprimorando nossas práticas para garantir que a Cidade do Rock seja um espaço verdadeiramente inclusivo. Desde o treinamento da equipe até a implementação de tecnologias assistivas e a criação de áreas específicas, cada detalhe é cuidadosamente planejado para atender às necessidades de todos”, ressalta Thiago Amaral, coordenador de pluralidade da Rock World.

A identificação do público PCD pode ser feita já na compra dos ingressos, quando o cliente pode especificar a sua necessidade ou centro de serviços de acessibilidade assim que entrar no festival. O cliente ganhará nesse espaço uma pulseira de acesso aos espaços exclusivos.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.