Imagem Blog

Otavio Furtado Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Otavio Furtado, jornalista especializado em pautas LGBTQIA+
Rio LGBTQIA+
Continua após publicidade

Empresa carioca ganha prêmio da ONU por equidade em cargos de liderança

Foresea tem metas para postos de liderança ocupados por mulheres, pessoas negras e indígenas

Por otavio_furtado Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 22 mar 2024, 17h38 - Publicado em 22 mar 2024, 17h01

A carioca Foresea, líder no Brasil em perfuração offshore, conquistou o Prêmio de Boas Práticas do Movimento Raça é Prioridade do do Conselho do Pacto Global da ONU – Rede Brasil. Atualmente a empresa tem 30% de seus postos de liderança ocupados por mulheres, além da meta de atingir esse mesmo percentual para pessoas negras ou indígenas até 2025.

“Incrementar políticas e práticas para diversidade e inclusão de colaboradores de diferentes etnias é um compromisso de toda a Foresea. Por meio do Ciclo de Gestão do Desempenho, são perseguidos objetivos e metas,  entre elas as de diversidade, e alcançar as metas impacta no bônus dos executivos da empresa”, explicou Carolina Caetano, VP Jurídico & Governança da empresa.

A Foresea criou um Programa de Diversidade, Inclusão e Equidade (DI&E) com 56 embaixadores voluntários de áreas transversais de toda a empresa, 4 líderes de grupos de afinidade, mentores que fazem parte da alta liderança, e um sponsor do Programa. Além disso, o board da companhia e os líderes são comunicados com frequência sobre as demografias da empresa e as metas de diversidade a serem alcançadas.

“Receber esse prêmio da ONU em reconhecimento aos nossos esforços para fazer da Foresea uma empresa referência em Diversidade, Inclusão e Equidade nos enche de orgulho e nos dá a certeza de que estamos no caminho certo”, celebrou a executiva.

Continua após a publicidade
Forsea recebe prêmio do Conselho do Pacto Global da ONU – Rede Brasil
(Divulgação/Divulgação)

O prêmio foi entregue por Rachel Maia, presidente do Conselho do Pacto Global da ONU – Rede Brasil à gerente do navio-sonda Norbe IX, Clarisse Rodrigues, primeira mulher no Brasil a ocupar um cargo de Rig Manager na indústria de perfuração offshore e líder do Grupo de Afinidade Equidade de Gênero do Programa DI&E da Foresea.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.