Imagem Blog

Gilberto Ururahy

Por Gilberto Ururahy, médico
Especialista em medicina preventiva
Continua após publicidade

Encontro com a prevenção: como ter longevidade com autonomia?

Debate discutiu os pilares fundamentais para um estilo de vida saudável

Por Gilberto Ururahy
26 mar 2024, 14h35

Na primeira edição de 2024 do “Encontro com a prevenção”, que realizamos mensalmente na Med Rio Check-up, com transmissão ao vivo pelas redes sociais, abordamos o assunto “Longevidade com autonomia”, um tema fundamental. Autonomia é a liberdade do sujeito ser dono de si próprio. As estatísticas comprovam que a população brasileira envelhece a passos largos e a taxa de natalidade cai a cada dez anos. Hoje, mais de 15% da população brasileira tem mais de 60 anos. Além do maior número de idosos, a expectativa de vida nesta faixa etária também aumenta. Muito em breve, teremos uma geração de centenários.

A médica Priscila Caetano discorreu sobre o tema “Medicina do Estilo de Vida”. O objetivo principal desta especialidade é que o paciente se mantenha distante de doenças graves evitáveis ou, se chegar a tê-las, que tenha a melhor qualidade de vida possível. De acordo com a especialista, as doenças crônicas não transmissíveis correspondem a 80% dos óbitos não só no Brasil, mas também no mundo. Essas mortes são, em essência, causadas por quatro fatores preveníveis: excesso de peso, tabagismo, sedentarismo e alimentação inadequada.

Segundo Priscila Caetano, a Medicina do Estilo de Vida se baseia em seis pilares: alimentação saudável, atividade física, gerenciamento estresse e do bem-estar, sono reparador e evitar o uso de substâncias, como tabaco ou álcool. Além disso, ela ressaltou que fatores genéticos não são determinantes no desenvolvimento ou não de uma doença, eles podem ser detidos pela prática de bons hábitos no dia a dia.

Já nossa colega Roberta Berriel abordou o tema da alimentação saudável. Segundo ela, uma alimentação saudável é aquela que satisfaz as necessidades individuais de energia, proteína, vitaminas e minerais através de uma dieta variada, em grande parte à base de plantas, equilibrando o consumo com gasto energético. Dentre os grupos alimentares fundamentais estão os carboidratos (que fornecem energia para nossas células), proteínas (fundamentais para a construção e reparação dos tecidos), gorduras (fornecem energia). De acordo com a Universidade de Harvard, um prato saudável é composto por legumes, cereais integrais, gorduras saudáveis (como azeite e castanhas), proteína saudável (como peixe e frango sem pele) e frutas. Dentre os ingredientes a serem evitados estão sal, açúcar refinado, leite integral, farinha refinada, margarina, carne vermelha e bebida alcoólica.

A doutora Monica Tavares falou sobre a importância da atividade física regular. Tavares ressaltou que atividade física vai muito além da prática esportiva ou ir à academia, mas também se manter ativo ao longo do dia, conduta fundamental para se manter com um bom condicionamento físico. Dentre os benefícios da atividade física regular estão a melhora do humor, da autoestima, da vida sexual, aumento da proteção contra doenças cardiovasculares, neurodegenerativas, do câncer da obesidade e de distúrbios metabólicos.

Continua após a publicidade

De acordo com a especialista, o recomendado é a prática de 150 minutos por semana de exercício moderado ou 75 minutos por semana de exercício vigoroso. Os exercícios a serem praticados variam de pessoa para pessoa, mas é importante equilibrar as atividades aeróbicas com a resistência muscular, como musculação.

O doutor Pedro Lobato discorreu sobre outro pilar do estilo de vida: a importância do sono de qualidade. Lobato lembrou que um indivíduo passa um terço da vida dormindo. Portanto, alguém de 60 anos já passou cerca de 20 anos em repouso, logo, os benefícios de um sono de qualidade se aplicam a todos os sistemas do corpo humano, como neurológico (com melhora da memória, da cognição, ansiedade, depressão, humor), cardiovascular (quem dorme bem tem menos chances, por exemplo, de acidente vascular cerebral), metabólica (noites com sono ruins estão diretamente ligadas a casos de diabetes), sistema imunológico (aumento de infecções e doenças, como gripes e sinusites).

Cerca de 50% dos clientes da Med Rio tem queixas sobre a qualidade do sono, como insônia e apneia. Na maioria dos casos, os problemas com sono estão relacionados à qualidade de vida. Lobato alertou que algumas medias simples podem auxiliar na melhora do sono, como evitar grandes quantidades de café e só consumi-lo até as 14 horas, evitar o consumo de bebidas alcoólicas (pode até ser indutor do sono, mas com qualidade de sono pior), alimentar-se até três horas antes de dormir e evitar uso de telas como celular e computador antes de dormir. 

O colega Milber Guedes concentrou sua fala no tema emoções e saúde. Guedes destacou a importância da espiritualidade – uma variável relativamente nova na abordagem da medicina do estilo de vida – para o bem viver, pois ela promove impacto positivo na longevidade e também na autonomia dos idosos, pois reduz o estresse, a ansiedade, promove a autorreflexão e o autoconhecimento, fomenta a conexão social, promove a gratidão, a aceitação, a resiliência e a aceitação da morte.

Continua após a publicidade

A doutora Marina Aranha abordou o tema da saúde sexual, destacando a prevenção: uso de preservativos, vacinação (para HPV e hepatite B) e exames preventivos de rotina, por exemplo. Com o envelhecimento da população e maior longevidade, é preciso considerar a sexualidade na terceira idade. Segundo ela, um dos grandes problemas está no tabu que cerca o assunto em pessoas com mais de 60 anos. Aranha destacou que uma vida sexual ativa na terceira idade é fator relevante para uma vida plena e feliz, com benefícios para a saúde física e mental.

Por fim, a doutora Luíza Gonçalves destacou a importância do check-up médico para uma vida sem surpresas. Ela ressaltou que o check-up vai além de ir à clínica fazer exame, mas sim um pilar na manutenção do estilo de vida saudável. “O check-up é para todos”, ressaltou Gonçalves. Segundo ela, os exames periódicos são aliados na identificação e antecipação de diagnósticos precoces de doenças silenciosas.

Precisamos chegar à terceira idade saudáveis. Tratar a doença é caro. É hora de se falar em saúde. Nesse sentido, o estilo de vida saudável é o melhor aliado na prevenção.

Gilberto Ururahy é médico há mais de 40 anos, com longa atuação em Medicina Preventiva. Em 1990, criou a Med Rio Check-up, líder brasileira em check-up médico. É detentor da Medalha da Academia Nacional de Medicina da França e autor de quatro livros: Como se tornar um bom estressado (editora Salamandra), O cérebro emocional (editora Rocco), Emoções e saúde (editora Rocco) e Saúde é Prevenção (editora Rocco), com o médico Galileu Assis, diretor da Med Rio Check-Up.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.