Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Faro na web As NOVAS vozes da cena musical brasileira contemporânea

5 perguntas para Romero Ferro

"Pra Te Conquistar" marca uma virada na carreira do músico pernambucano e o leva pra um lugar mais pop

Por Fabiane Pereira 4 jul 2018, 12h00

Escrevo de Lisboa e hoje é meu último dia de férias, por tanto enquanto você lê este texto, eu cruzo o Atlântico de volta ao Rio. Na próxima semana, a coluna volta a ser crônica por isso hoje finalizo a série “5 perguntas para”. Na programação inicial deveria ter sido uma série com quatro colunas mas – “férias, sabe como é?” – acabou sendo com três, o que abre brecha pra uma nova coluna deste tipo ser publicada quando eu conseguir mais uns dias de folga (alô, Universo!).

Encerrando este pequeno ciclo, nesta semana entrevisto o músico pernambucano Romero Ferro. Conheci Romero quando ele lançou seu disco de estreia, “Arsênico”, em 2016. Antes disso, em 2013, o jovem e promissor artista já havia disponibilizado em todas as plataformas digitais o EP “Sangue e Som”. Seguindo uma estratégia que tem feito o mercado fonográfico voltar a lucrar, Romero disponibilizou o single “Pra Te Conquistar” há uma semana em todas as plataformas digitais e hoje lança o clipe homônimo.

 

 

O single e o clipe de “Pra Te Conquistar” marca uma virada na carreira de Romero que o leva pra um lugar mais pop embora sua música não deixe de se encaixar perfeitamente no gênero musical brega. Até o final deste ano serão mais dois singles com registros áudio visuais.

Produzido por Leo D (também tecladista do Mundo Livre S/A) e Patrick Torquato, “Pra Te Conquistar” veio embalado com um arranjo dançante e uma letra bem construída que bate na tecla dos amores imperfeitos (quem nunca?). Parece óbvio? E é. Mas pra quê complicar quando esta obviedade latente faz o corpo mexer e a letra gruda na cabeça no melhor estilo ‘hit chiclete’?

O próprio Romero Ferro explica o novo direcionamento de sua música. “Eu venho mergulhando no universo do brega e da música pop desde o início da minha carreira,  amadurecendo minhas composições através de minhas experiências e referências. Acredito que cada álbum de um artista precisa trazer algo novo. Foi aí que iniciei as conversas com Patrick Torquato e depois com Leo D. A partir daí, fomos costurando ideias, caminhos e sonoridades”, diz. “Começamos a ouvir New Wave e resolvemos misturar com o brega pernambucano. Percebemos que os dois estilos têm muito em comum. Leo D., produtor musical, adorou a ideia, e tivemos algumas reuniões antes da gravação”, conta Romero.

 

divulgação/Facebook

 

5 perguntas para Romero Ferro

Continua após a publicidade

 

FP: “Pra Te Conquistar” é o primeiro single do seu novo trabalho. Conta pra gente um pouco do processo criativo e artístico desta música?

RF: “Pra Te Conquistar” é um xodozinho. Escrevi a letra durante o banho, entre uma chuveirada e outra, pegava o celular para gravar os trechos, depois só juntei. Ela é resultado de um processo de pesquisa que venho fazendo para o meu próximo álbum em cima da New Wave e do Brega Pernambucano. Há quase um ano venho mergulhado, ouvindo inúmeras canções, procurando timbres, assistindo filmes, procurando referências para o sucessor do “Arsênico”. “Pra Te Conquistar” é um pedaço disso.

FP: Seu novo trabalho marca um redirecionamento artístico na sua carreira. Quais os novos caminhos que pretende trilhar?

RF: O meu primeiro disco me trouxe muitos frutos, e muito aprendizado. Após o processo dele, comecei a sentir uma necessidade de me comunicar com mais pessoas e de uma forma mais direta. E daí fui entender como eu poderia fazer isso. Estudar as características mais populares e viscerais que já existiam no meu trabalho, e potencializa-las. Tive uma ajuda imensa do meu diretor artístico, o Patricktor4. Queria ser mais Pop, mais Brega, mais Wave. E foi!

FP: Você faz parte da nova cena musical pernambucana que é uma das mais ricas e diversas do país. Como você vê o atual momento da música brasileira e de que forma, você como

artista independente, se articula pra promover a circulação do seu trabalho?

RF: Eu acho que vivemos um momento musical muito importante, temos acesso a trabalhos diversos todos os dias, para todos os gostos. Posso falar isso tanto de Pernambuco, como do Brasil. A carreira independente ainda é muito difícil, mas o amor pela arte fala sempre mais alto. Tenho estudado muito e desenvolvido estratégias para fazer o meu trabalho chegar a lugares que ainda não chegou. Esse próximo disco esta sendo todo concebido em um formato mais objetivo, para que o publico tenha acesso mais rápido, e eu também. É muito trabalho, mas muito prazer.

FP: “Pra Te Conquistar” também ganhou um clipe lançado hoje. Qual foi a inspiração pro roteiro, onde foi gravado e por que você escolheu este single pra apresentar sua nova fase profissional?

RF: O clipe não teve um roteiro super definido, foi mais um ideia na verdade. Eu e o Patricktor4 já tínhamos conversado muito sobre o que queríamos fazer no primeiro vídeo, estamos concebendo esse momento há quase um ano. Então na hora de fazer foi muito mais fácil, eu estava muito certo do que seria, das cores, da arte, do figurino. Ele é simples e bem visual. “Pra Te Conquistar” é a canção que melhor representa esse momento de introdução ao universo do segundo disco, ela ainda tem uma leve marca do “Arsênico”, mas já aponta o caminho para qual estou seguindo.

FP: Quais são seus projetos e planos profissionais pro segundo semestre?

RF: Até o final do ano lanço mais dois clipes/singles. O próximo já está em pré-produção, e deve sair em agosto. O show também já é novo, e a gente vai levá-lo a vários lugares. Circular, divulgar e trabalhar muito, é isso que eu quero. Mais pessoas escutando o meu trabalho, se divertindo e trocando comigo. Em janeiro sai o disco completo. Vai ser um ano maravilhoso!

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado, com Blogs e Colunistas que são a cara da cidade.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

App Veja para celular e tablet, atualizado mensalmente com todas as edições da Veja Rio

a partir de R$ 12,90/mês