Imagem Blog

Fabiane Pereira Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Fabiane Pereira, jornalista
Continua após publicidade

Ocupação Dona Onete leva a cultura do Pará ao Itaú Cultural (SP)

Dedicada à Rainha do Carimbó Chamegado, Dona Onete é homenageada aos 83 anos

Por Fabiane Pereira Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
14 mar 2023, 10h45

Começa amanhã e vai até dia 18 de junho, no Itaú Cultural, equipamento cultural de extrema importância localizado na capital paulista, a Ocupação Dona Onete, mostra dedicada à cantora e compositora conhecida como “Rainha do Carimbó Chamegado”. A artista é mundialmente conhecida por exaltar nas letras de suas canções e em seus vestuários a cultura paraense.

Composta de quatro eixos – Território, Encantarias e Religiosidade, Túnel e Palco – a Ocupação reúne cerca de 120 itens e aprofunda o público na sua rica e movimentada trajetória. São fotos – muitas do acervo da família –, vídeos, audiovisuais, músicas e manuscritos seus, originais e inéditos, depoimentos dela própria, de seus amigos, companheiros de música e familiares. Os quatro eixos que compõem a mostra abarcam a sua vida, das terras do norte aos tablados brasileiros e internacionais, passando pela influência da ancestralidade e cultura paraense em suas canções e por suas outras militâncias.

Artistas paraenses também participam da mostra: o coletivo Kambô com uma intervenção na bandeira do Pará – exposta em tecido e em realidade aumentada acessível por meio de um aplicativo que pode ser baixado ali mesmo – e duas fotógrafas, Nay Jinknss e Marise Maues; cada uma apresenta quatro imagens que traduzem o seu olhar sobre o próprio território.  Somam-se às apresentações de Dona Onete no palco da Sala Itaú Cultural, nos dias 16 e 17 (quinta e sexta-feira, às 20h), shows de Aíla, fruto da nova geração musical paraense e, muitas vezes, parceira da homenageada, em 18 e 19 (sábado, às 20h, e domingo às 19h). No fim do mês, a partir das 19h do dia 28, a programação Encontros de Cinema exibe na Sala Vermelha do IC o documentário Terruá Pará, seguido de bate-papo com a diretora do filme, a cineasta paraense Jorane Castro.

Entre encenações que revelam o surgimento da música do estado, desembocando na atual efervescência cultural, a produção traz um olhar integrado sobre os movimentos artísticos locais. Ali, os músicos se tornam personagens: Dona Onete, Manoel Cordeiro, Keila, Pio Lobato, Toni Soares, Os Amantes, Luê, Trio Manari e outros. Em consonância com a plataforma de streaming Itaú Cultural Play, esta exibição inaugura Encontros de Cinema no espaço físico do IC, um lugar permanente de reflexão e troca sobre o audiovisual brasileiro. A programação será mensal, sempre na última terça feira do mês.

 

 

Em 2019, entrevistei Dona Onete pro meu canal no Youtube, o Papo de Música. Na ocasião, a artista nascida na Ilha do Marajó, crescida no Baixo Tocantins e moradora de Belém há décadas, me contou um pouco da sua trajetória, cheia de percalços, embora sempre impregnada de música e poesia.

O Itaú Cultural fica na Avenida Paulista, 149, próximo à estação Brigadeiro do metrô, em São Paulo.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Tudo o que a cidade maravilhosa tem para te
oferecer.
Receba VEJA e VEJA RIO impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.