Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Daniela Alvarenga Por Daniela Alvarenga, médica, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Beleza masculina: os tratamentos mais procurados pelos homens

Procedimentos indolores e resultados imediatos é o que eles mais procuram para tratar gordura localizada, queda de cabelo, cicatriz de acne e oleosidade

Por Daniela Alvarenga Atualizado em 3 set 2020, 16h29 - Publicado em 3 set 2020, 16h27

Tratamento rápidos, eficientes, que não deixam marcas e, de preferência, indolores. Estes costumam ser os quatro pedidos dos homens que procuram tratamentos para o corpo e a pele. E a procura tem sido cada vez maior nos últimos anos. Essa história de que homem não se cuida é lenda, coisa do passado. Eles estão cada vez mais vaidosos, e sem vergonha de reconhecer isso – muito pelo contrário – e também estão interessados em entender mais do assunto e saber das novidades. Porém, é do jeito deles: preferem tratamentos que dão resultado em poucas sessões, que não causem muita dor e incômodo durante a aplicação e que tenham um pós descomplicado, ou seja, sem vermelhidão, marcas e descamação.

A pele masculina tem características muito diferentes da feminina. Em geral, é mais grossa e oleosa devido a testosterona – o que normalmente propicia uma maior incidência de acne na adolescência e, consequentemente, uma presença maior de cicatrizes decorrentes da acne na fase adulta. Além disso, possui uma maior quantidade de fibras colágenas. Essas características acabam ajudando ao homem envelhecer “melhor” O que ainda acontece é que por isso o homem acaba procurando ajuda mais tardiamente, porém essa não é a melhor estratégia. Por quê? A mulher já entendeu que a melhor estratégia é a prevenção, e por isso procura iniciar os tratamentos entre 30 e 35 anos. O homem, não. Ele só aparece quando já apresenta sinais de envelhecimento, entre 40 e 50.  Resultado: o homem pode até ficar bem durante um tempo maior, mas aos 60, aquela mulher que começou a se cuidar preventivamente aos 30 pode estar dando um banho nele.

As principais queixas dos homens quando procuram um dermatologista são queda de cabelo, oleosidade da pele, cicatriz de acne, foliculite de barba, hiperhidrose nas axilas e gordura localizada. Um dos principais fatores de mudança no público masculino é que o preconceito deles em relação ao autocuidado e à vaidade diminuiu muito conforme eles passaram a falar mais e ler sobre o tema. As revistas masculinas já tratam com mais naturalidade temas como uso de protetor tonalizante, importância da vitamina C, entre outros. Pela minha experiência no consultório, já que atendo muitos pacientes homens, percebo que houve um aumento na adesão das rotinas de tratamento nos últimos anos, e isso faz enorme diferença nos resultados. Eles pararam de “roubar” os produtos das mulheres e entenderam que precisam da sua própria rotina. Esta era uma dificuldade grande em relação a tratar peles masculinas, porque culturalmente eles não incorporavam tão facilmente como um hábito de longo prazo os cuidados diários, como limpeza, hidratação e dermocosméticos específicos, e o uso do protetor solar faça chuva ou faça sol.

Tradicionalmente, os tratamentos clínicos mais procurados pelos homens sempre foram a aplicação de toxina botulínica, principalmente na região da testa e nas axilas para tratamento do suor excessivo; os procedimentos para tratar queda de cabelo; e os peelings e aparelhos para cicatrizes de acne e poros dilatados  – que evoluíram muito nos últimos anos, aliás. Mais recentemente, houve uma procura maior pelos tratamentos corporais, já que eles não são muito adeptos de lipoaspiração no abdôme e nos flancos. O CoolSculpting, único aparelho comprovado que reduz em até 25% a gordura localizada se tornou uma referência para os homens por ser eficiente e ter um resultado muito imediato, que é o que eles procuram. Alerta spoiler: criolipólise não tem o mesmo resultado que CoolSculpting. Além do congelamento de gordura, muitos estão aderindo aos tratamentos e prevenção da flacidez facial e corporal também com aparelhos de última geração. Sem falar na última novidade que faz contração muscular supramáxima. Que homem não quer ter uma musculatura mais aparente? 

Os homens, em geral, não gostam muito de ir toda semana a algum lugar para tratar a beleza como fazem as mulheres, que aceitam melhor tratamentos mais longos. Exceção à regra, para ter os cabelos de volta, eles vão até diariamente se necessário.  Para o cabelo,  os lasers fracionados, o microagulhamento com drug delivery, MMP, mais recentemente a infusão de medicamentos por pressão (sem agulhas), aumentam a vascularização e estimulam o crescimento dos fios. Uma sessão no couro cabeludo, por exemplo, dura cerca de quinze  minutos, com recomendação, geralmente, de uma sessão de 15 a 30 dias, de quatro a seis meses.

Se o assunto é a pele do rosto, os ultrassons microfocados para estimular a contração da fibra de colágeno para tratar flacidez e melhorar o contorno facial e a papada são os mais procurados juntamente com lasers regenerativos que melhoram a qualidade da pele. Os preenchimentos para melhor definição do rosto estão ganhando espaço. Mas a naturalidade e o respeito às características da face masculina tem que imperar sempre. Vale uma dica: procurem se cuidar mais cedo. Prevenir é sempre melhor que remediar.

Continua após a publicidade

Publicidade