Imagem Blog

CASACOR

Tendências de decoração, arquitetura, design e paisagismo com curadoria
Continua após publicidade

Quatro brasileiros estão entre os vencedores do Building of the Year 2023

Os quatro escritórios brasileiros premiados – LEVANTE, Gustavo Penna, MMBB Arquitetos e JPG.ARQ – representam a boa arquitetura

Por CASACOR
28 fev 2023, 08h02

Os vencedores do Building of the Year 2023 foram finalmente anunciados! Prêmio promovido pela plataforma ArchDaily, o Building of the Year revela, todos os anos, as 15 melhores obras de arquitetura publicadas em 2022. Entre os milhares de projetos inscritos, são os leitores do portal que votam e elegem os favoritos do ano. “O reconhecimento da profissão vai além de suas fronteiras habituais e é capaz de motivar, alegrar e emocionar um número cada vez maior de pessoas que entendem a importância de nosso ambiente construído e seu impacto na qualidade de vida das pessoas”, escreveu o ArchDaily Brasil.

Entre a lista de vencedores, quatro são brasileiros: os escritórios paulistas MMBB Arquitetos e JPG.ARQ, que junto do argentino Ben-Avid desenvolveram o Pavilhão Brasil na Expo Dubai 2020; o Coletivo LEVANTE, focado na elaboração de projetos em favelas e periferias, que venceu com o projeto de uma casa em Belo Horizonte; e o escritório Gustavo Penna Arquiteto e Associados, do elenco CASACOR, que construiu uma fábrica de café em Minas Gerais. O grupo faz do país a nação a levar mais prêmios nesta edição do prêmio, apenas ao lado da China. Segundo o portal, “os vencedores são um exemplo concreto do que a sociedade reconhece como boa arquitetura, mas também do que se exige dela”.

A seguir, conheça um pouco dos projetos premiados!

Casa no Pomar do Cafezal, por Coletivo LEVANTE

 

Quatro brasileiros estão entre os vencedores do Building of the Year 2023
A Casa no Pomar do Cafezal, por Coletivo LEVANTE, é vencedora na categoria Casas do prêmio Building of the Year 2023. (Leonardo Finotti/Veja Rio)

De longe, não há diferença na amálgama de construções de tijolos cerâmicos aparentes do Aglomerado da Serra, favela em Minas Gerais onde está localizada a casa. Porém, basta um olhar mais cuidadoso para perceber que a Casa no Pomar do Cafezal, a segunda obra realizada pelo coletivo LEVANTE, apesar de apresentar um modelo construtivo com materiais bastante comuns às favelas, se diferencia graças à atenção cedida à iluminação e à ventilação, o que resultou em um espaço com grande qualidade ambiental.

Quatro brasileiros estão entre os vencedores do Building of the Year 2023
O projeto leva materiais comuns às favelas, com a diferença da implantação adequada e atenção à iluminação e ventilação. (Leonardo Finotti/Veja Rio)

Erguida em um terreno angulado, de aproximadamente 70 m², a casa foi construída a partir de dois módulos estruturais de 3×3m divididos em dois níveis. O projeto venceu na categoria Casas do prêmio Building of the Year 2023.

O LEVANTE é um grupo de arquitetos, estudantes e engenheiros liderado por Fernando Maculan e Joana Magalhães que tem como objetivo elaborar projetos, trazer fornecedores e patrocinadores para a arquitetura de favelas em Belo Horizonte.

Sede Carmo Coffees, por Gustavo Penna Arquiteto e Associados

 

Quatro brasileiros estão entre os vencedores do Building of the Year 2023
A Sede Carmo Coffees, por Gustavo Penna Arquiteto e Associados, é vencedora na categoria Arquitetura Industrial do prêmio Building of the Year 2023. (Leonardo Finotti/Veja Rio)

Localizado em uma área estratégica, em Minas Gerais, o projeto se destaca da paisagem por seu visual marcante. Trata-se da sede Carmo Coffees, projeto encabeçado pelo renomado arquiteto Gustavo Penna e seu grupo de associados. Vencedor na categoria Arquitetura Industrial do prêmio Building of the Year 2023, a fábrica se caracteriza por sua forma côncava voltada para dentro, que foi aberta no topo como uma clarabóia, garantindo a entrada de luz do sol durante o dia e, à noite, a expressão da luz interior.

Quatro brasileiros estão entre os vencedores do Building of the Year 2023
Com a construção, a Carmo Coffees pretende marcar a presença dos produtos na região e torná-los um símbolo. (Leonardo Finotti/Veja Rio)

Principal produto da economia do Brasil Colônia, o café era cultivado primariamente em Minas Gerais, região onde as condições climáticas e do solo impulsionavam o cultivo do grão. Neste sentido, a nova sede da Carmo Coffees pretende tornar o produto um símbolo, prestando respeito à história do café na região e em todo o Brasil.

Pavilhão Brasil na Expo Dubai 2020, por MMBB Arquitetos + Ben-Avid + JPG.ARQ

 

Quatro brasileiros estão entre os vencedores do Building of the Year 2023
O Pavilhão Brasil na Expo Dubai 2020, por MMBB Arquitetos + Ben-Avid + JPG.ARQ é vencedor na categoria Arquitetura Cultural do prêmio Building of the Year 2023. (Joana França/Veja Rio)

O projeto do Pavilhão Brasil na Expo Dubai 2020 é uma representação das águas brasileiras – seus rios e manguezais, herança natural que fundamenta todo o discurso sobre sustentabilidade no planeta. Com sua estrutura de aço tensionado e tecido branco leve, o pavilhão é um tecido sobre o qual vídeos são projetados, criando uma atmosfera imersiva de imagens, sons, aromas e temperaturas variáveis, sobre uma área de águas rasas e onduladas por onde os visitantes do pavilhão podem andar.

Quatro brasileiros estão entre os vencedores do Building of the Year 2023
A natureza e a cultura brasileiras estão representadas no Pavilhão Brasil da Expo Dubai 2020. (Joana França/Veja Rio)

Comandada pelos brasileiros MMBB Arquitetos e JPG.ARQ, ao lado do argentino Ben-Avid, a estrutura de tração do pavilhão soma 48 metros de largura e 18,5 metros de altura. Durante o dia, a estrutura sombreia e protege as águas; ao entardecer, faz do pavilhão um cubo luminoso e flutuante. Imerso em projeções, sons, vapores e aromas sutis, esse espaço forma a essência da experiência museológica proposta.

Continua após a publicidade

Outros vencedores

Ao total, foram premiados 15 projetos de todo o mundo, em 15 categorias diferentes.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.